29 de janeiro de 2008

- Cenas caricatas #1

Hoje acordei a pensar numa coisa que me aconteceu há 3 anos, e que eu fiquei chocada durante um mês e depois esqueci-me completamente, mas hoje subitamente lembrei-me...


Há 3 anos, tinha eu 14 anos e era uma pita (era mesmo uma pitinha) e estava a viver em casa da minha avó (vivi um ano com ela). Para ir para a escola tinha de apanhar 2 autocarros todos os dias, e pra vir, a mesma coisa. à hora que eu saía da escola já era um pouco tarde, hora de ponta, e os autocarros estavam completamente apinhados. como eu era (e continuo a ser) uma moça extremamente distraída, nem reparei que ao entrar para um autocarro apinhado de gente, me pus ao lado de um tarado que se estava a masturbar. fiquei escandalizada. e o pior é que ele estava a falar comigo. ele era assim mais ou menos da minha altura, assim meio po mulato, por volta dos 40 anos, e tinha um cheiro de quem não tomava banho há 3 meses. estava com aquilo de fora a mexer e a gemer atrás de uma mulher assim meio po gorda. começou a falar comigo! começou a olhar pra mim e a gemer, e eu ali PARALIZADA, quando me consegui mexer, afastei-me o mais que pude.


quando saí, ele saiu atrás de mim. tinha que ficar na paragem à espera do outro autocarro, mas como a paragem estava cheia de gente, eu sentei-me num banquinho de pedra que havia por detrás da paragem. e não é que ele foi atrás de mim? encostou-se à traseira da paragem, na minha diagonal, começou a fazer outra vez a mesma coisa, e a falar comigo. ele viu que eu tinha visto a cena no outro autocarro e dizia-me coisas tipo 'aiii vc não sabe o que eu teria feito ali, se não tivesse ali ninguém, aquele cu estava mesmo pedindo', com um sotaque português meio abrasileirado e ao mesmo tempo que gemia. eu disse-lhe 'porque é que não pára de falar comigo e não vai a uma casa de banho?' ao mesmo tempo que apontava para um café. ele não me ligou nenhuma, continuou a fazer o que tava a fazer, fui para a frente da paragem, onde estava imensa gente, e fiquei ali a pedir aos céus que o autocarro viesse rápido. ele veio atrás de mim, e mais disfarçadamente continuou a fazer o que estava a fazer (digo disfarçadamente porque ninguém parece ter reparado). quando veio o meu autocarro, entrei, ele entrou atrás de mim. fogo, dos 4 ou 5 autocarros que ali passavam, ele tinha que apanhar o mesmo que eu?? andei para trás o mais que pude, mas a multidão não me deixou mais. tive que ficar ao pé dele.


ele voltou a encostar-se a uma mulher gorda e fez o mesmo que tinha feito no 1º autocarro. eu não conseguia evitar olhar pra ele de vez em quando, e sempre que o fazia ele estava a olhar pra mim com aquela cara de quem tá a ter um orgasmo. NÃO PERCEBO COMO NINGUÉM PERCEBEU O QUE SE PASSAVA, o autocarro estava cheio, mesmo muito, é verdade, mas acho que era 'reparável'... mas não, ninguém estava a olhar, ninguém estava com cara de ter percebido sequer! nem sequer as mulherzinhas a quem ele se roçava. houve uma paragem em que o autocarro vazou, e eu fui lá para trás sentar-me. só que o lugar era virado para a frente, e eu conseguia perceber que ele estava a olhar para mim. quando chegou a minha paragem de sair, senti alívio... o autocarro era daqueles de 2 portas de saída, eu saí na que estava mais atrás e pensei que ele não ía atrás de mim.. mesmo assim, ele consegue correr e sair pela 1ª porta. nessa altura, deixei de ter nojo, deixei de estar chocada, fiquei sim com MEDO. era coincidência demais ele ter começado a falar comigo, logo comigo, e ter feito exactamente o mesmo percurso que eu. dobrei uma esquina, e depois outra, e fui a correr para casa. quando cheguei a um sítio onde dificilmente ele me via, olhei pra trás e não estava ninguém. fui logo pra casa.


acho que nessa noite tive muitos pesadelos, LOL.. quer dizer, acho que não é normal acontecer isto num autocarro da carris, ainda se fosse no metro.. ainda por cima eu com 14 anos ficava chocada com tudo e com nada, portanto imaginam o meu pânico...


voltei a vê-lo no dia a seguir, e no dia a seguir. no 3º dia já estava habituada, sabia que ele era tarado e fazia o mesmo percurso que eu, mas que não me fazia mal.. também não falou mais comigo nos outros dias, mas eu vi-o. foi uma 4ª, uma 5ª e uma 6ª. na semana seguinte não o vi mais, e nunca, nunca mais o vi, FELIZMENTE..


ainda hoje pergunto-me, 'será que alucinei durante 3 dias, ou aquilo aconteceu mesmo?' LOL..
SHINING*

15 comentários:

caditonuno disse...

nao alucinaste, mas de um valente susto nao te livraste!

_+*A.Elite in Paris & Montpellier*+_ disse...

Nunca tinha antes vindo ao teu blog mas espero que aceites uma nova visitinha :)

Nunca me aconteceu nada disso ca em franca, mas tenho muita gente que ja me contou o mesmo aqui ou ai em Portugal. Acho que nao halucinaste e até é possivel que ele tenha-te seguido durante uma semana, depois fartou-se e nunca mais o viste.

Eras nova demais, e ainda hoje és e nao precisas desses espetaculos, certo?

Beijo meu,

A Elite

Take Me As I Am disse...

eish... ME-DO!!
Também já vi situações dessas, nada agradáveis, diga-se de passagem..!

Andreia do Flautim disse...

Isto realmente há cada um...

mitro disse...

Essa é traumatizante, sem dúvida!
Ainda bemq ue já é passado!
Aconselho-te a pelo sim pelo não, andares com um tijolo burro na mala!

(Obrigado pela visita ao meu blog e pelo teu simpático comentário!
Já agora sugiro-te este:
www.cruzamento.blogspot.com)

Cati =D disse...

Fogo!
Coitada te ti...
Tipo eu em 2007, aconteceu-me a mesma coisa, tipo uma colega minha tinha se sentido mal, e eu e outra colega, tipo fomos levala a casa que ficava perto da escola, estava tudo muito bem, ate que um carro parou no estacionamento da escola, mas antes tinha estado as voltas na estrada... tipo eu e a minha colega estavamos na descontra, mas tinho quando cheguamos ao estacionamento..........
Ain k horror... nem quero pensar, so sei que o senhor tava fora do carro, eu ollhei, e!!!!!!!!!!!
Que nojisse men...
O homen tava a..........
prontos espero que tenho percebido, pk sou pita de mais p+a falar nisso...........
E tipo a minha colega e eu, comessamos a correr pela estrada, e fomos para a escola, aterrorizadas...
Men!!!!!!!
O pior momento de todos...

imnotinsane disse...

OMG qe situaçao... !
Nao alucinas.te, mas qe apagas.te um grande cagaço apanhas.te... !
Incrivel como ninguem reparou... !
Mas horas de pnta ja' se sabe, fechamo.nos no nosso mundinho e pronto !!!
@

MLeonor disse...

Obrigada pelo comentário :)
Fico contente de não ter conseguido esconder o blog totalmente, dessa forma penso que ele não servia para nada! Eu gosto de partilhar pensamentos...

Sobre o teu post...
Sobre o teu post é isso, "reticências"! O que dizer? Acho que normalmente esses homens são mais exibicionistas que perigosos, mas há que manter uma certa distância. Que foi de facto o que tentaste fazer, embora sem êxito...É nojento, mas a sociedade há de ter sempre os seus podres! O pior é raparigas de 14 anos terem de levar com eles...

Obrigada também pelo encorajamento em relação à História do 12º ano! :) Estás a pensar tirar que curso?

Beijinhos
Leonor

Little penguin disse...

Realmente.. no comments
A mim aconteceu-me assim uma desse género, com uma amiga minha. Adivinha onde...? Chiado! Mas era 1 gajo normalíssimo.. quando reparámos estava ele a olhar para nós e a fazer o servicinho xD

Lord of Erewhon disse...

Dscp dizer-te isto, mas a tua mãe educou-te mal: tu não sabes que uma menina deve ter sempre no bolso um alicate-de-corte? :)

O Profeta disse...

Os pesares dividem as marés
A idade do ouro ainda tarda
Os anos passam como gotas varridas
Por um tempo que retrata o nada


Convido-te a saborear um absinto no meu espaço
pela Taça de Fino Ouro



Mágico beijo

Mortisa disse...

Oh Lord, alicate-de-corte???
A mim o Necare só ensinou-me a ter a chaves no bolso e em caso de qualquer coisa enfiar na jugular de alguém...para além da pancada (de baixo para cima) com a palma da mão no nariz de alguém...

De qualquer maneira, acho que esta situação é chocante independentemente da idade que se tenha...Por outro lado é bom saber que há loucos mais loucos que eu.
:D

B! disse...

Que NOJO! Não acredito no que acabei de ler! Se isso me acontecesse nem sei o que faria! Ainda por cima eu que ando nuns autocarros cheios para caraças e mal frequentados! Coitada de ti!

Shining* disse...

não gosto do nº 13, por isso aqui vai o 14º comentário...

Lord of Erewhon disse...

Lá por isso, faço mais um para ficar mais longe! :)

Também serve, Mortisa, mas mortos ou vivos merecem ficar sem colhões!
JAJAJAJAJAJAJA!!!