4 de maio de 2009

'

O que fazer quando a nossa melhor amiga (ou uma das) nos liga a chorar baba e ranho porque está chateada com o namorado? Senti-me tão impotente... porque quando eu tive problemas com o meu ex, ela esteve SEMPRE lá. ela não me largou enquanto eu não estava bem. e agora, ela liga-me a chorar e eu NÃO SEI QUE DIZER. passa-me tudo pela cabeça, desde o 'eu avisei-te' ao 'tem calma que chorar não resolve nada' ao 'vai para casa e dorme que não há nada que uma boa noite de sono não resolva' ao 'acaba com ele' (mais radical, que era o que eu fazia para o caso que é). mas não consegui dizer NADA DE JEITO. bloqueei. deu-me uma branca. deu-me um aperto no coração. é certo que é mais importante OUVIR do que FALAR. mas sinto que ouvi-la não chegou. tinha de dizer qualquer coisa de animador e NÃO CONSEGUI. FALHEI COMPLETAMENTE NO MEU PAPEL DE MELHOR AMIGA.

Eles íam viver juntos. Ela tem 18 anos! Ele também, ou então 19 (uma coisa assim). Eu "avisei-a" vezes sem conta... "estás louca!! és muita nova pra isso! não tens noção da responsabilidade que é, primeiro, viver por conta própria. depois, partilhar isso com alguém que nem sabes se vai ser para a vida". mas ela estava toda segura de si. ela era toda sorrisos. achava que por já terem um ano de namoro, íam casar e ter filhos um dia (sim, a palavra 'casar' e a frase 'ter filhos' já estava nos planos dela, com 18 ANOS!! :O ) . Eu disse, como amiga dela e sincera que sou 'ISSO NÃO VAI RESULTAR'. E não resultou.

Porque ele é mimado. ele é um menino da mamã. ele é um egoísta. e não, não estou a dizer isto apenas porque ele magoou a minha melhor amiga. estou a dizer isto porque uma pessoa que faz planos para viver com outra que diz amar tanto, não faz o que ele faz neste momento: ela que trabalhe (sim, ela anda a trabalhar e a estudar ao mesmo tempo), ela que junte dinheiro, ela que se dedique e devote totalmente a ele (e nem sair pode, nem ao jantar dos meus anos ela foi - mas isso ela está perdoada), e ele? vai sair com os amiguinhos, gasta o dinheiro que ela ganha em saídas à noite, pode sair com quem quiser e ainda é possessivo (já que não a 'deixa' fazer o mesmo). isto revolta-me.

e revoltou-me MESMO. enquanto ela chorava e chorava e chorava, aos soluços, mal conseguia eu perceber o que ela estava a dizer, senti um puro sentimento de revolta: revolta contra ele, porque me faz lembrar o meu ex (no sentido de ser completamente infantil e egoísta) e porque a deixou naquele estado; revolta contra ela, porque não me ligou nenhuma quando eu disse pra ela ter cuidado e atirou-se de cabeça (bom, disso não posso culpá-la, quando estamos apaixonados é mesmo assim! mas... há que ter os pés assentes na terra, e ir viver junto?! ohbalhamedeus); mas sobretudo revolta comigo mesma, porque fiquei petrificada. as únicas palavras que eu consegui dizer foram 'tem calma, chora até conseguires porque faz bem, mas quando te acalmares promete que vais pra casa e me mandas sms' e 'amanhã vou ter contigo, dê lá por onde der e estejas onde estiveres'. senti-me tão impotente, mas tão impotente. senti-me a pior amiga do mundo por não saber o que dizer. ou por não querer dizer 'eu avisei-te' e 'acaba com ele'.

mas amanhã, eu vou (mesmo) ter com ela. entre uma aula e outra, num furozinho qualquer, num intervalo qualquer, numa horinha qualquer, apanho o metro e vou ter com ela. que se lixe se amanhã era o único dia da semana em que eu tinha de ficar na faculdade o dia todo (já que ultimamente só me ando a baldar as aulas). que se lixe o tempo que (não) tenho, que se lixe ter de levar o portátil para a faculdade e andar com ele pra trás e p'ra frente, que se lixe ter de gastar 1.60 no metro (e não me dava jeito nenhum agora, ando lisa). mas não a suporto ver assim ! eu própria fiquei com um sentimento de angústia inexplicável. preciso de fazer algo que substitui as palavras: ABRAÇÁ-LA, CHORAR COM ELA... e dizer que vai passar!!

14 comentários:

Albuquerque disse...

estas-te a sentir mal, pois estas errada ao pensar que o teu papel é o principal. umas coisas ditas(e eu sei que sentidas por ti) como as que disses.te são as fundamentais, pois são coisas curtas mas mesmo muito eficazes. O que há a fazer mais para além disso, é deixa-la falar Querida!
Sempre com um sorriso quando a vires, parece que é contraditório, mas é o que ela precisa de ver e saber que tu sim, estás lá!
De resto, ela que fale, fale, fale e chore se for preciso, mas ela tem que deitar muita coisa ca para fora,não digo tudo,porque tb n tens muito tempo, mas muita coisa e acredita que ajudas e muito, pois essa tua presença espalha, para além da magia já antes mencionada, uma segurança e um bem estar, que eu tenho a certeza que ela amanhã vai sentir ;)
Não é sentires impotente, é sentires-te util, pois vais ajudar uma Amiga, com apenas uma palavra de conforto e todos os ouvidos vão ser precisos :D
mais uma coisa, agora de mim para ela: Não vale apena lamentar, quando a pessoa do lado, quer estar mais à frente.

AMO-TE CLÁUDIA e força nisso!
@

B! disse...

Isso é um grande passo a dar para uma pessoa com apenas 18 anos! Tenho a certeza que como boa amiga que és vais conseguir que fique tudo bem =)

PS: Adoro, adoro, adoro a 1ª música do blog (beyonce) =)

beijinhos

Maria disse...

É sempre dificil, lidar com uma situação em que a pessoa prejudicada é nossa amiga.. ! Nunca sabemos o que dizer..

Mas, certamente que amanha vais-lhe dar muita força.

Um beijinho

Doctor Who disse...

Olá Claudia, quero desde já dizer que, gostei muito deste teu cantinho, encontrei-o por acaso, num daqueles dias que não tens nada para fazer (ou que não te apetece fazer nada)...e, como me identifico com algumas situações que aqui contas, meti o teu estaminé nos meus favoritos. LOL :D
Quanto essa situação com a tua amiga, concordo com o teu amigo (Albuquerque), eu compreendo perfeitamente essa sensação de impotência, mas lembra-te que, por maior que seja a amizade, há uma coisa que não podemos fazer pelos nossos amigos..."andar" por eles. Embora as vezes isso custe (como por exemplo nestas situaçoes) tens que te lembrar que o papel de um amigo não é (ou não deve ser) de "levantar" um amigo de "viver" por um amigo, mas sim, de "ajudar a levantar" e de "ajudar a viver"...e como tal, a tua presença, o teu APOIO e como diz o teu amigo Albuquerque, a tua ALEGRIA é a melhor coisa que podes dar á tua amiga,alem disso, queres melhor prova de amizade do que partilhar um mau momento de/com um amigo!? :) Conheço uma frase que diz; "muitas vezes não poderás aliviar totalmentea desgraça dos mais pobres, mas, estando com eles, o pouco que fizeres marcará a diferença" :) Quanto á tua amiga...viver impõe maus e bons momentos, mas também é aprender com os maus momentos, viver é aprender viver, e com 18 anos há muito que viver e aprender, com essa idade o erro mais comum é pensar que não há muito mais para aprender...a tua amiga ao viver esta situação vai aprender algo que a vai ensinar a viver daqui para a frente, aquela historia do "o que não me mata torna-me mais forte" é mesmo verdade!

Bom parece que temos algo em comum, textos enormes lol, vou parar pq, penso que já te invadi o estaminé descaradamente, boa sorte (por/para tudo o que tens pela frente)!!!

Olhos Dourados disse...

Há gajos mesmo imaturos!
A tua amiga precisa mesmo de apoio.

Verinha disse...

Fogo que situação pá!
Vai lá e deixa-a falar até mais não, que ela bem deve estar a precisar.
Eu percebo o que sentes, nunca sabemos o que havemos de dizer nestas situações, mas se calhar não há mesmo grande coisa a dizer apenas ouvir e dar uns abraços apertadinhos.

Uma pessoa casar ou juntar-se com outra é um acto de grande responsabilidade e tem de se ter bem a noção do que custa levar a vida prá frente sozinhos (sem os pais). Como tu sabes eu juntei-me tinha 18 anos, e digo-te que quem não tiver noção do que a vida realmente é depressa se espalha ao comprido como iria acontecer concerteza a esse rapaz.
Se calhar esta "chapada" que ela levou agora servirá para ela ver o tipo de homem que tem ao lado.
Nada acontece por acaso e por isso ela alguma lição hade tirar desta situação.

Força pra ela.

Bjks***

'C. disse...

Olá Doctor Who,

Obrigada pelas simpáticas palavras e por me acompanhares :) não invadiste nada, és sempre bem-vindo e adoro ler comentários enormes, por isso estás à vontade! ;)

Beijinho

Doctor Who disse...

Muito obrigado Cláudia, espero que, a situação com a tua amiga melhore o mais rápido possivel! :)

Beijinho

'C. disse...

Dr Who,

Não melhorou muito, ela está destroçada e nada posso fazer senão ser sincera e dizer o que acho: ele não a merece, que tem de esquecer e seguir em frente apesar de custar, e que são as dificuldades que surgem na vida que nos tornam mais forte, etc etc. como tu proprio dizes, não posso viver por ela. apenas aconselhá-la segundo o que eu faria se estivesse nesta situação. ela está tão abalada que é compreensível que não oiça nem queira saber de nada do que lhe dizem. a unica coisa que vai na cabeça dela é 'amo-o tanto'. um dia passa. acontece a todos. mas obrigada mesmo pelo interesse :P

Beijinho

CG disse...

O melhor apoio que lhe podes dar é estares ao lado dela, ouvires os desabafos dela e dares-lhe os conselhos que achas serem melhores para ela, independentemente de serem aquilo que ela mais gostaria de ouvir, ou não.
Big Kisses

Doctor Who disse...

Pois é Claudia, realmente, são fases complicadas, e o pior é que, normalmente, nessas fases á uma tendencia a desvalorizar a razão e até o "amor próprio", mas, aí está "o passo" muito importante que ela tem de dar, que é tomar uma decisão definitiva...e quando definitiva é mesmo definitiva, é o passo mais importante para uma "contagem decrescente" do sofrimento, agora, é claro que é dificil e há que pensar bem nas consequências que, ora qualquer decisão exige...e aí podes entrar ajudando-a a pensar.Outra coisa que ,se tiveres disposta, é, não a deixar cair em depressão...sai com ela, faz coisas diferentes com ela, algo que lhe adicione algum prazer ao dia dela...mas isso já sou eu a meter demasiado "a colher".lol
E não tens que agradecer o interesse, é sempre bom marcar alguma diferença mesmo que seja indiferente :) beijinho

'C. disse...

Dr. Who,

é verdade que sim, tenho de fazer coisas com ela. ultimamente tenho andado um bocado ocupada demais. mas assim que tiver tempo trato disso. ela tambem nao quer sair. não quer mesmo. nem ouve. não posso viver por ela.

Beijinho

Doctor Who disse...

:S gostava de poder ajudar mais...

'C. disse...

Não te preocupes Dr Who ;)