2 de junho de 2009

' Estava a correr demasiado bem, não era?

Pois era. Toda entusiasmada contei ao meu pai que tinha arranjado um part-time. "Vais pôr a tua bolsa de estudo em risco por causa de um part-time?" . E aí caiu-me tudo: EU ESQUECI-ME COMPLETAMENTE DA BOLSA... pois é... este ano deram-me a bolsa social para pagar as propinas mas foi a rés-vés-campo-de-ourique... porque os rendimentos que apresentámos (neste caso, só o meu pai, dado que a minha mãe não dá uma para a caixa) estavam mesmo no limite... mais rendimentos e já não tinha direito a bolsa. Se eu agora iniciasse a minha actividade profissional, iria ter de descontar para a Segurança Social, e isso significaria mais um elemento com rendimentos no agregado familiar (eu). A minha bolsa estava e está presa por um fio, e não dá para arriscar 1000 euros por ano (o valor das propinas) por causa de 300 ou 400.

eu fiquei TÃO TRISTE. não dormi a noite toda a pensar nisso (ou dormi pouco). cheguei a pensar que o meu pai era suspeito para dizer isto, ele não gosta muito da ideia de eu ir trabalhar mesmo que seja no Verão e em part-time, então acordei às 7h40 depois de ter adormecido às 3h (não conseguia dormir mais, LOL), fui à net e tive até às 9h (!) a ler todos e mais alguns regulamentos sobre a bolsa, e se trabalhar mesmo que fosse só temporário, interferia nisso.

de manhã, o meu pai esteve a falar calmamente comigo, e tudo o que ele dizia fazia sentido: mesmo que fossem apenas 400 euros, isso dividido por 12 meses dava mais ou menos 33 euros, o que, incrivelmente, já ultrapassava o limiar mínimo de rendimento mensal que posso ter para ter direito à bolsa. (é o mesmo que dizer: sou pobre, mas não o suficiente :P brincadeirinha, LOL).

MESMO ASSIM (eu sou teimosa) fui aos Serviços de Acção Social perguntar sobre isso. A senhora disse que realmente o meu valor mensal estava no limiarzinho para receber a bolsa, que era melhor não arriscar.

Resultado: adeus part-time! eu fui-me completamente abaixo. não que eu goste de trabalhar (quem gosta?), mas estava com aquela sensação de felicidade de ser o primeiro emprego, de ir fazer algo que não tinha feito antes, de ter qualquer coisa com que me ocupar no Verão (detesto ficar muito tempo sem fazer ou preocupar-me com nada,LOL), e sobretudo, porque sempre podia ter dinheiro para fazer o book fotográfico e poder sair de casa sem andar a contar os trocos para apanhar os transportes e sem andar com a cozinha atrás (barritas de cereais e bolachas) para não gastar dinheiro em comida.

eu a explicar isto ao meu pai comecei a chorar (sou uma chorona e às vezes não me controlo,lol) e ele deve ter ficado com pena... e disse para eu agora me concentrar nos exames e que em Julho ía arranjar qualquer coisa para mim, que não pusesse a bolsa em risco. nem que seja algo em que se ganhe mesmo muito pouco, para o rendimento continuar a ser baixo xD aí então eu percebi que o meu pai não é totalmente contra, mas que realmente não vale a pena perder uma bolsa por causa de um mês de part-time, não vale a pena perder 1000 euros para ganhar 400, sobretudo quando eu ía gastar 300 xD ainda a chorar, pedi 'mas continua a dar-me a semanada, por favor...' ... isto porque ele tinha 'ameaçado': "agora estás de férias, comes em casa, não precisas de dinheiro", e claro, eu fiquei assustadíssima. 3 meses em casa?! porque esta mentalidade irrita-me... eu vivo só de almoços?? não, pois não?? a minha mãe, se me der 10 euros de 2 em 2 meses é com muita sorte, e a desculpa dela continua a ser "estou a construir uma casa para ti". podia ao menos dar-me o meu abono de família, e nem isso -.- eu vivo destas semanadas e nunca chega para nada e odeio sentir-me dependente disso, quando finalmente quis e tive a oportunidade de ganhar uns trocos para mim, do meu próprio trabalho e sem pedir ao paizinho (sinto-me super mal com isso,lol)... nem posso! (estou mesmo a ver que vou passar o Verão enclausurada em casa, LOL). nem tenho coragem de ir ao multibanco ver quanto tenho na conta, tenho medo!!

isto tudo abalou-me o sistema, porque em menos de 24 horas mudou tudo, e voltou tudo ao mesmo novamente. eu preciso de ordem e estabilidade (coisa que nunca tive na vida, mas enfim, por isso é que a escrita me acalma, ajuda a pôr as ideias em ordem), para conseguir pensar bem nas coisas, com clareza. sou muito organizada e gosto de certezas, saber mais ou menos o que vai acontecer amanhã e daqui a uma semana, (surpresas, só agradáveis e com pouca frequência lol) e estas últimas horas baralharam-me o sistema todo, e eu fico super confusa quando isso acontece; fico angustiada e ansiosa, lol. não sei como é que nunca me deu um ataque de ansiedade xD (é psicológico). agora sim, estou mais calma. e exausta.

continuo a adorar a minha vida, afinal, é como em tudo: umas coisas vão, outras vêem, há que ver sempre o lado positivo da coisa: e a sorte que eu tenho em ter a bolsa?! e ter um mês livre, sem aulas, só estudar... e poder ir às aulas de dança todas (se fosse para aquele part-time só podia ir uma vez por semana, e era com sorte se me deixassem entrar e sair mais cedo). Ah, e decidi fazer mais uma cadeira por exame, tendo em conta o tempo livre que tenho. Não preciso dela para nada, dado que vou mudar de curso, mas pelo menos fico com 3 feitas em 5, e não só duas. Pelo menos com o aproveitamento escolar já não tenho de me preocupar (eles também têem isso em conta quando dão a bolsa), em 10 cadeiras vou ficar com 7 feitas, ultrapassa em muito o mínimo de aproveitamento. e eu que não aproveitei literalmente nada deste ano, já é muito bom. este ano foi um desperdício autêntico. MAS ENFIM, O COPO ESTÁ SEMPRE, SEMPRE, SEMPRE CHEIO. é essa a maneira certa para se pensar.

Muaah @

Ps. agora estou sempre a receber chamadas de números que não conheço a marcar entrevistas.. (o meu CV estava assim tão bom?)... mas atendo sempre, porque pode ser importante, tipo uma agência a chamar-me, ou a Plural Casting a marcar gravações (sim, também me inscrevi em montes de agências e agora vejo em qual fica mais barato fazer o book...) LOL.

11 comentários:

Maria disse...

Acredito que tudo acontece por uma razão.. Nessa o teu Pai até tem razão..

Vais mudar para que curso ?

Beijinho.

Shakti disse...

É assim mesmo...toca a dar a volta por cima e pensamento sempre positivo !

Aliás tu já nos habituas-te a pensar assim !!!


Bj

caditonuno disse...

e ias fazer exactamente o quê?

foi pena, realmente.

B! disse...

Tomaste a decisão acertada, a bolsa é algo a manter! Há de aparecer algo que não te faça perder a bolsa =)

Animo!

beijinhos

Maria Nena Freitas disse...

pois... qnd a esmola é demais... agora percebo porque é que amanha vai dar...
até estou assustada... ui exercicio...

mas pensa mesmo.... perder 1000€ por um emprego que nem é fixo... nãaaa.

E depois qnd pedires dinheiro ao teu pai podes sempre dizer "tu disses.te que me davas um trabalho" pode ser que nao te sintas tao mal.

agora so espero que esta roda viva em que anadas nao passe para mim... nao quero essa boa má sorte, não nao

Anónimo disse...

costumo ler o teu blog, embora nunca comente mas tenho-te a dizer que podes perfeitamente trabalhar nas ferias sem que isso altere a bolsa.se realmente só vais trabalhar 2/3 meses isso não te vai afectar a bolsa, e digo isto com experiencia propria pois tal como tu eu tb tinha uma bolsa de estudo que só dava mesmo pa pagar as propinas e no verao trabalhei sem que isso afectasse em nada, pois não sao os rendimentos de 2 meses que vao alterar as folhas d irs.não te esqueças que vais trabalhar apenas nos meses em que não recebes sequer a bolsa que é no verão.desde que chegues a setembro e dês fim de actividade.informa-te bem poorque já estive nessa situação e nem tive problemas nenhuns.
desde que aquando a candidatura da nova bolsa de estudo tu não tenhas rendimentos o que fazes nas ferias não interfere.ou então se realmente tens medo arranja um part-time em que não te peçam pa fazer descontos.assim ninguem sabe que trabalhas e até podes estar o ano todo.boa sorte e avança.
beijos liliana

Verinha disse...

Oi,
Normalmente nos cafés na altura de verão costumam pôr pessoal sem fazerem descontos, na Costa é onde pedem mais.
Percebo exactamente quando dizes que precisas de estabilidade e de certezas.
Eu sou exatamente assim precisamos de tudo delineado, precisamos de ter os pezinhos na terra, pra nos sentirmos bem.
Vais ver que vai correr tudo bem.
Quando se fecha uma porta abre-se uma janela!

bjks***

Olhos Dourados disse...

Mas ganhaste a bolsa! Ao menos isso!

'C. disse...

Liliana, prefiro não arriscar, porque a bolsa está mesmo em risco. em Julho vou tentar aquilo que a Verinha disse, dos sítios onde não fazem descontos por ser apenas 2 meses.

Beijinho e obrigada por leres e comentares

Margarida disse...

Eu trabalhei durante seis meses a 'descontar' e fiquei sem bolsa (va, nunca cheguei a te-la!) .. mas no verão trabalho sem 'descontos', ganho o meu dinheirinho e poupo a papelada. (:

tambem mudei de curso: o ano passado estava em ciencias e agora estou em linguas! as vontades mudam, mas antes mudar logo que ficar a recalcar no mesmo .

Beijinho*

CG disse...

É mesmo um risco que não vale a pena correr. O valor da bolsa ainda é considerável!
Deixa lá, hás de ter muito tempo para trabalhar, agora aproveita a bolsa ;)
Big Kisses