22 de novembro de 2009

' Conversas Sobre Sexo VI


tenho 19 anos e nunca duvidei da minha orientação sexual...



... até recentemente.



ora vejamos: eu não estou a dizer que sou lésbica nem bi, mas às vezes desconfio! eu acho tudo o que tem a ver com o corpo feminino extremamente atraente. há inclusivé certas pessoas do sexo feminino que eu era capaz de beijar (só para me ficar por aqui). já me senti atraída fisicamente por amigas/colegas/conhecidas, mesmo que tenha sido por 10 minutos e depois passar. adoro a comunidade LGTB (Lésbicas, Gays, Bi's e Transexuais), estou "rodeada" de, sobretudo, amigos meus gays, adoro, adoro, adoro. acho lindo duas mulheres a beijarem-se, acho mesmo muito sexy. acho-nos (a nós mulheres) quando sabemos cuidar-nos, as coisas mais beijáveis e tocáveis e apetecíveis... muitas vezes mais que os homens. tenho esta fantasia sexual a 3 que, em vez de ser com 2 gajos, é com duas gajas. e, pra finalizar, ontem à noite fui ao Trumps, uma discoteca LGBT (sendo eu e duas amigas as únicas hetero do grupo). adorei o ambiente. mas eu sempre pensei nestas coisas, até que chegou o dia: "e se eu for bi?"



das duas uma: eu posso simplesmente reconhecer que o sexo feminino é atractivo por natureza; ou estou farta das mentalidades fechadas e púdicas do mundo hetero... já percebi que no "mundo" homo e bi são muito mais tolerantes e "abertos" a pessoas que pensam de forma diferente e não têm medo de nada, de partilhar estas coisas (e admiro profundamente as pessoas que se assumem perante os outros sem medos)... uma coisa interessante que reparei é que eles aceitam tanto LGBT's como hetero. enquanto que nós, hetero, pelo menos muitos de nós, tendemos a não aceitar os LGBT assim tão bem. não se nota logo uma mudança de mentalidades gigante? muito mais à século XXI? o TRUMPS tem como slogan "Hetero Friendly". há alguma discoteca maioritariamente Hetero que tenha como slogan "LGBT Friendly"? Não,pois não?



como não (nunca!) perdi o interesse pelo sexo masculino, diria que estou seriamente desconfiada de que sou Bi com tendência para o sexo masculino.



ou então pode ser pura e simplesmente curiosidade. posso até gostar desta sensação de estar na dúvida em como será, e depois experimentar, e não gostar... sim, porque até experimentarmos nunca podemos dizer se gostamos ou não -.- posso ser bi-curiosa, é isso!

se calhar é só uma 'fase', se calhar é a fase e a ansiedade de experimentar coisas novas, porque quero, porque estou farta do que já experimentei, porque já tudo sabe ao mesmo, porque é da idade, porque é uma panca... 1001 razões possiveís!

ou é de gostar muito da série The L World... a Shane é mesmo gira x)



(atenção, pode ferir sensibilidades,lol)

apesar de eu achar que o 'amor' não escolhe idades nem raças nem sexos (ou seja, apaixonamo-nos pela pessoa e pela personalidade, independentemente do resto, inclusivé do sexo), acho que não seria capaz, por exemplo, de andar com uma rapariga. bem, pra começar não gosto de andar/namorar em geral. mas com uma rapariga acho que não conseguia mesmo.

portanto, isto ajuda-me a chegar à conclusão que é só uma questão de atracção física/sexual e não 'amorosa'.

não sei. mas também não estou em nenhuma crise existencial nem nada que se pareça... se for é, se não for não é, na boa... com o tempo vamo-nos conhecendo, mais cedo ou mais tarde... estamos sempre a aprender.

mas tinha que escrever isto... eu não tenho problemas nenhuns com esta questão, se for um dia preciso admitir que sou bi, assumo-me! fugir? esconder-me? não contem comigo... sei que ainda há muito estigma social, infelizmente, mas também, se não formos nós a dar a cara e assumirmo-nos, as mentalidades nunca mas nunca hão-de mudar... é como a história da mini-saia... se não houvesse mulheres com coragem para começar a usar mini-saia, e não tivessem enfrentado o escândalo que era na altura, hoje se calhar continuávamos na mesma... por vezes pergunto-me, de onde vem esta minha mentalidade tão liberal, se o meu pai é praticamente contra a homosexualidade, e a minha mãe nunca falou nisso... mas hoje a minha mãe perguntou-me onde eu tinha ido, eu disse 'trumps' e ela... "tens é de ir ao Maria Lisboa, lá é que tem rapariguinhas muito giras! homens homens... já enjoam" (é por isto que eu amo a minha mãe)... sou tão a favor a apoiante de tudo isto (não tendo, naturalmente, nada contra hetero), que se algum dia tiver um filho ou uma filha que se venham a revelar homo, vou agir com naturalidade... vou ficar triste por não poder ter netos biológicos, mas se deus quiser nessa altura já será legal a adopção por casais homo (e eu sei que isto é um assunto muito polémico, esta é só a minha opinião)...

enfim, já tou lá como a outra, a Katy Perry (que por sinal não é nada mázinha. muito gira e sexy!):



Us girls we are so magical
Soft skin, red lips, so kissable
Hard to resist, so touchable
Too good to deny it
It ain't no big deal, it's innocent


quanto à noite no Trumps... bem, podia ter sido melhor mas não foi má... a música era péssima e era tudo gays e as poucas gajas que havia eram feias como tudo, sei lá... mas a companhia foi óptima, conheci gente fantástica (gays, claro), adoro a maneira de eles pensarem, de ser, de estar... para todos os lados que me virava era só gajos aos melos, às vezes 3 e 4 e 5 ao mesmo tempo... (isso nunca se faria numa discoteca hetero, nunca vi! somos tão PÚDICOS!)... é qualquer coisa de.... (já me disseram para ir ao Maria Lisboa, sempre tem mais gajas para eu pôr à prova as minhas tendências e desconfianças)...

(agora é aquela parte em que as gajas, mázonas como são (somos), pensam "ok... faz lá as tuas escolhas mas mantém-te longe de mim". o que acho uma estupidez. heteros não se atiram a tudo quanto é do sexo oposto. gays, lésbicas e bi's também não o hão-de fazer concerteza. e além disso contam-se pelos dedos de uma mão as pessoas do sexo feminino por quem já me senti atraída. fiquem descansadas minhas amigas...não sou perigosa nem ando por aí a atirar-me a todas as saias com pernas que andam).



Muaah @


loucura, é não experimentar @

Aparte completamente estúpido.

Eu tinha um pompom super fofinho no meu telemóvel, que encontrei na worten (e apaixonei-me por ele). era uma coisa pequenina mas volumosa e felpuda e preta, que ía mesmo a combinar com o rosa fucsia do meu telemóvel. as pessoas achavam um piadão aquilo ali pendurado, gozavam imenso mas mal davam por elas estavam a usar aquilo como anti-stress e a brincar com ele. sim, porque ele tinha diversas funções: limpa-ecrã, enfeite, ainda anti-stress e ainda brinquedo. o maior objecto de propagação da gripe A, não eram sítios fechados, nem transportes públicos. era o meu pompom. aquela coisa felpuda que acumulava milhões de bactérias por toda a gente mexer nele. a 22-11-2009, madrugada no Trumps, dei conta que ele tinha desaparecido. andei à procura pela discoteca toda, até que o encontrei no chão, tadiiiiiiiiinho, com ar de abandonado. a Inês e o Markus lá conseguiram voltar a pô-lo no lugar. às 7h30 da manhã, quando cheguei a casa, ele tinha desaparecido para sempre. e não está em casa, e não está no caminho até à paragem do autocarro. provavelmente ficou lá pelo autocarro. RIP Pompom +

12 comentários:

Joana Avi-Lorie disse...

toda a gente adora a shane, pá! olha eu percebo-te e acho que não há mal nenhum em fantasiar com o mesmo sexo. acho que é saudável, até. E tal como tu, acho as mulheres muito mais bonitas, sexys e cuidadas. Se calhar por isso é que só gosto de metrosexuais e bichas. A sério! mas enfim, gosto demasiado de homens para alguma vez virar lésbica ou bi. as vezes bem queria,, estou farta de homens, sao mesmo estupidos. Mas as gajas as vezes tambem nao sao muito melhores nesse sentido. Sao más.
Hahaha gosto de ver que ha pessoas com as mesmas opiniões que eu!
Ah e quanto ao Trumps, já lá fui um par de vezes e a unica razao porque adoro é porder estar à vontade sem que um atrasado mental me assedie de 5 em 5 minutos.
(Agora se fores a uma discoteca de lésbicas, já que o trumps é mais homens, aí sim é andares a ser assediada por gajas toda a noite. tens de estar sempre a repetir "obrigada, desculpa mas sou hetero". ou entao levares o teu namorado)

B! disse...

Eu acho uma estupidez as pessoas terem vergonha da sua orientação sexual e de serem marginalizadas por isso. Acho que é perfeitamente normal uma mulher olhar para outras mulheres, já que muitas de nós gostam de andar bonitas e confiantes em si mesmas. Pessoalmente gosto demasiado de homens para mudar de orientação sexual mas não condeno e até felicito a quem tem a coragem de admitir ser gay neste país tão retrógado!

Até acho engraçado o facto dos gays se arranjarem tão bem e de serem sempre tão simpácticos com as mulheres!

Acho que todas as pessoas já se sentiram atraídas ou pelo menos já fizeram juízos de beleza em relação a pessoas do mesmo sexo. Por isso não te preocupes muito com isso!

beijinhos

Olhos Dourados disse...

Eu nunca me senti atraída por gajas, não sei o que isso é. E não tenho nada contra gays ou lésbicas, se eles também não tiverem nada contra mim!:p

B! disse...

Já agora há outra série televisiva que também trata um pouco esse assunto. É um pouco mais antiga mas deves conhecer da sic radical a Buffy. A partir da 5ª temporada uma das personagens principais (willow) apaixona-se por uma rapariga (Tara) depois de ter andado com um rapaz durante anos.

Acho piada a estas séries que falam de assuntos que ainda são tabu na sociedade.

Morce disse...

R.I.P =(

Maria Nena Freitas disse...

pa andas em psicologia e ainda não sabes isto????

o Homem (a Humanidade) é TODA bisexual... Tal como os animais. E tal com as raças de animais MAIS inteligentes é monogamico.
Mas (para variar um pouco) os senhores da igreja defeniram que so se devia ter relações entre homem e mulheres e o homem devia ser o dominam-te.
Os tempos avançaram e agora as metes fechadas pensam que os bi são um fantastico brinquedo erotico e os gays são coitadinhos com doenças no cerebro, e qnd hegarem a casa vao dar nos cornos da mulher e vao ter com a amante.

É por isso que amo a cultura grega. Lá era um comlpeto bacanal, homens com montes de homens, mulheres com mulheres, homens e imensas mulheres e mais imensos homens... apesar de não haver doenças nenhumas nesse tempo eles sabiam (fazer e ) usar presevativo. Tinham o aborto porque não podia haver crinaças sem pai. As mulheres tinham um poder na sociedade que nc se viu em mais nenhuma era.

E sobre o coment da joana avi-lorie, numa discoteca hetero também se passa a vida a ser "atacada" por homens...neles podem é usar taticas mais recatadas porque se nao comem uma comem outra, é isso que interessa. As lesbias não... fora daquele bar as possibilidades delas descem para quase 0


ai claudia... psicologia vai rular bue...
já sabes que vais ser minha madrinha e vamos ser as madrinhas dos LGBT.
Eu até amo a bandeira

Jo disse...

LOL concordo com quase tudo o q disseste! e nos filmes eroticos, nao te "interessa" mais ver relaçoes hetero? epa é mto mais giro!

quanto ao teu pompom... é a ines ou o markus que o têm. claramente! eles vao re-oferecer-to no natal, vai por mim claudia... keep believing!!

Ps - a shane NAO é a melhor. :P

Jo disse...

HETERO nao, HOMO, HOMO!!!!!

Alex Page disse...

eu acho que foi algum gay que deve ter ficado com o pompom. lol. sabes que os gays adoram cenas dessas XP
mas pah... nao conheces-te so gays... conheceste o Alex que é bi :P foi fixe... e ainda bem que me virei para ti e disse "tu nao es a vanessa!" realmente tava chocado, porque tava a espera de ver a Vanessa quando me virasse e de repente nao era ela, mas tu XP
Felizmente ;)

MORAIS disse...

Simplesmente adoro a tua coragem de expores ao mundo aquilo qe fazes e pensas. Fantástico blog ;D

Anónimo disse...

Estou a esforçar-me.

→ Calipso disse...

Gostei deste post. Podia ter sido escrito por mim, na boa :)