14 de novembro de 2009

' Os meus cães.

Era inevitável que mais dia menos dia, eu escrevesse um post sobre os meus cães, são das coisas mais importantes para mim.

bem, na verdade já escrevi muitos, mas era quando só tinha um. e de vez em quando falo deles, mas este posting vai ser inteiramente dedicado aos meus cães.


Maxi (6 anos) e Marley (cerca de 1 ano).

Maxi


Recebi o Maxi como prenda do dia da criança quando tinha 13 anos... ele nasceu em nossa casa, a mãe dele fugiu e ficámos com ele. é rafeiro arraçado de labrador, porque a mãe era rafeira, e o pai labrador. é lindíssimo. é creme, fica castanho quando ficamos mt tempo sem lhe dar banho xD só que está a ficar velhinho. Já não anda tanto, passa muito tempo deitado e quando é para ir à rua demora 5 minutos a ir até à porta. morro de medo do dia em que ele morrer. só de pensar fico petrificada.



Marley



O Marley veio para nossa casa em Dezembro de 2008. mas não sabemos quando ele nasceu. mas era bebé. continua, aliás, a ser um autêntico bebé. é rafeiro mas arraçado de S. Bernardo e em menos de um ano cresceu tanto que está do mesmo tamanho que o maxi. É branco e tem umas manchas castanhas. na barriga parece um dalmata, só que com as manchas castanhas. tem imensas cócegas na barriga e no peito, e adora os meus pés. normalmente, quando estou na parte de baixo da casa, ele deita-se ao pé de mim e deita a cabeça sobre os meus pés. ou quando estou sentada à mesa de jantar com a perna cruzada, ele tira-me o sapato e começa a brincar com o meu pé (que nojo). é ciumento até dizer chega. não se pode dar atenção ao maxi, que lá vem ele pedir também. se lhe chamarmos ele é capaz de não ligar. se chamarmos o maxi, ele já vem a correr. é uma criança, enfim xD

fazem os dois uma festa quando alguém chega a casa, e são o típico cão-que-ladra-não-morde. quando ladram, assustam. mas se lhes derem uma festinha, já ficam todos derretidos. mas acho que têem noção de que estão a proteger uma moradia e quando ladram, ladram a sério. basta um carro passar. às vezes é irritante, mas eles são cães. é a função deles.

SÃO OS ASPIRADORES LÁ DE CASA. é que tudo o que vai ao chão, vai parar à boca deles. parecem uns porcos a comer, comem de tudo. o tempo de ir buscar uma vassoura ou uma esfregona, já está tudo comido. por isso, já desisti. quando deixo comida cair ao chão é só chamá-los, eles comem. depois é passar a esfregona por cima e fica óptimo xD

SÃO UMA MOCA. gostam de correr atrás das moscas nem que para isso implique dar saltos quase até ao tecto e depois caírem ao chão e provavelmente magoarem-se. é a maior diversão deles, é tentar apanhar moscas.

SÃO OS DOIS MUITO INDEPENDENTES: vão à rua sozinhos. isto aqui é sossegado e nós deixamo-los ir à rua sozinhos. o tempo que isto nos economiza, é extraordinário. dizemos 'vão à rua', eles vão, e meia-hora depois estão em casa, à porta, sentados, à espera que nós a abramos xD

SÃO OS DOIS MUITO BRINCALHÕES de uma maneira geral, excepto que o Maxi está mesmo a ficar velhinho. ás vezes tenho pena de olhar para ele. até a subir as escadas lhe custa, mas ainda bem, não quero os cães no meu quarto. já o Marley, é preciso dar um berro pra não vir atrás de mim. agora que está ensinado, olha para mim com um olhar de respeito sempre que subo as escadas. assim é que é. lindo menino.

o Marley é hiperactivo. houve uma fase que ninguém tinha mão nele. chegávamos a casa e estava tudo destruído. chegou a comer as paredes. o veterinário disse que era porque as paredes tinham estuque, que tinha cálcio, e ele precisava de cálcio porque está a crescer e está na fase de roer coisas. demos cálcio, ainda mais enérgico ficou. fizemos de tudo, desde deixá-lo no quintal (destruia o quintal), pôr um ançaime enquanto não estávamos em casa (arranjava maneira de tirar o ançaime)... às tantas começámos a dar calmantes. com cada moca que o cão apanhava que eu só me partia a rir com ele todo drunfado xD uma semana assim e chegou. nunca mais roeu as paredes xD LOL

SÃO OS MELHORES AMIGOS UM DO OUTRO. dão-se muito bem os dois entre si, quando está muito frio, arranjam maneira de se deitarem de forma a protegerem-se um ao outro do frio. mas encaixam-se de uma maneira artística mesmo. ás vezes chego à sala e fico a pensar como raio se puseram eles naquela posição. não vão à rua um sem o outro nem comem um sem o outro e para onde um vai, o outro tem de ir. aquilo a que eu chamo de amizade canina. SÃO TÃO QUERIDOS. adoram festas e beijos e adoram dar lambidelas, eu acho isso nojento mas a seguir vou logo lavar a cara xD

mas o mais extraordinário que aprecio nos cães, é mesmo a companhia, lealdade e amor incondicional. sim, dão trabalho!! sujam a casa toda, temos de apanhar as necessidades deles, temos de escovar para não cair muito pêlo, temos que dar comida e água e blá blá... mas ver a alegria deles ao verem-nos, não tem preço e faz valer todo o trabalho que temos! é um amor incondicional. às vezes, quando estou triste, sento-me nas escadas a dar-lhes festinhas. eles reconfortam-me sempre. sei que nunca me vão desiludir. como as pessoas. muitas vezes apetece-me mesmo chorar, ficar deitada a chorar agarrada a alguma coisa! em vez de ser a uma almofada, é aos cães. eles ficam muito sossegadinhos quando sentem calor humano, e é mesmo muito reconfortante estar ali agarrada a duas bolas de pêlo que respiram e sentem a minha melancolia. e desconfio cá para mim que têem a sua própria forma de fazer 'ron ron' como os gatos: é só ficar um bocado a fazer festas e eles começam a respirar muito fundo e a ganir, mas ganidos que parecem gemidos de prazer xD LOL



adoro cães, desde pequena sempre tive, desde que nasci basicamente. ainda me lembro de ter tamanho suficiente para me sentar em cima da minha cadela que tínhamos quando eu era pequena, e fazer dela o meu mini-cavalo. ter um cão na infância é importante para um bom desenvolvimento social e emocional (e li isso num estudo qualquer). acho que vou ter sempre cães e vou sempre sofrer imenso quando cada um deles morre ou desaparece. ao todo, já me morreram duas cadelas e outra fugiu. é como perder um irmão.

e eu sei que pareço uma daquelas mães nos babyblogs a falar de como maravilhosos são os seus filhos mas, no fundo, é o que eles me são: filhos; irmãos mais novos; companhia; são IMPORTANTES :)

e pronto, não sei o que me deu para escrever agora sobre os meus cães às 2h20 da manhã, o que mais tenho é sono. mas sinto-me um bocadinho melancólica, praqui sozinha a ouvir música deprimente, e eles fazem-me companhia, eles merecem definitivamente este posting :D

Muaah @

Ps. nem a propósito deste post... esta noite (Sábado pra Domingo), estava eu muito bem deitadinha a ver televisão e quase a dormir, quando o meu cão entra no quarto e se deita no chão ao pé de mim, com um ar muito comprometido do género 'eu sei que não posso entrar aqui,mas deixa-me só esta noite'... eu só pensei 'deve estar a sentir-se sozinho' (porque a minha mãe foi passar uns dias fora e quando faz isto leva um cão com ela e fica outro comigo). ACHEI TÃO AMOROSOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO que o deixei ficar.... (fora aquela parte em que me acordou ás 9h da manhã para ir à rua -.- )

7 comentários:

Menina disse...

Compreendo exactamente o que tu sentes em relação aos teus cães =) eu sinto o mesmo pela minha gata e pelo meu cão..esteja eu contente, triste, etc..eles estão SEMPRE lá..e recebo sempre muitos miminhos deles.

ps: são lindos =)

beijo*

Ricardo. disse...

O Marleyyy era tao peqenino xDD

Agr ta gigante lol

B! disse...

Que amoreeeeeeeeeeees! Eu sou completamente maluca para animais mas infelizmente neste momento não tenho tempo para ter um :( Adoro labradores e andava sempre a dar festinhas ao labrador do meu vizinho de baixo até ele morrer de velhice:( Os são-bernardo são amorosos e quando crescem parecem daqueles peluches tamanho XXL que as crianças têm nos quartos xD Os dois parecem ser muito felizes e tenho a certeza que cuidas muito bem deles. Imagino a festa que não será quando se juntam 2 cães e tu na mesma casa xD

beijinhos

Shakti disse...

Os cães são sem qualquer dúvida uns belos amigos !!!

bj

Serpa disse...

Sem duvida o melhor post qe ja ca vi nos ultimos tempos...

ri-me a ler isto ...e sem duvida que os cães sao do melhor que podemos ter !

Não ha palavras para descrever a amizade deles...

Olhos Dourados disse...

Eu também tenho um, e também parece hiperactivo, destroi o jardim todo. Mas ele não vem para dentro de casa.

Anónimo disse...

Olá!