6 de janeiro de 2010

' Baby-Sitting

Chama-se Guilherme e tem 14 meses. é um dos bebés mais amorosos que eu já conheci. (antes dele vem a minha pseudo-sobrinha Catarina). os pais dele trabalham em casa, e precisam de tempo e sossego. o que é impossível com um bebé de 14 meses em casa que requer vigilância total quando não está a dormir. ele anda na creche, mas quando está doente tem de ficar em casa, (com as histórias das Gripes A's agora as educadoras não o deixam ir, lol), e eu vou lá entretê-lo para ele não chatear os pais. ou quando eles têm mesmo de sair de casa. se bem que acho esquisito o miúdo estar sempre doente. tenho ido lá todas as santas semanas, por vezes 2 e 3 vezes por semana... e pronto, basicamente é isso. gosto de o fazer e, claro, os troquinhos que vou fazendo sempre me ajudam nas minhas despesas. sempre pagam a dança, os jantares, as saídas, enfim, coisas que os meus pais não financiam.

ele é mesmo amoroso. ele derrete-me o coração.

simpatizou logo comigo. a mãe até achou estranho ele não me ter estranhado. sempre que me vê faz uma festa. felizmente não é daqueles bebés embirrantes que choram por tudo e por nada. é bastante acessível. não chora quando cai, não chora com nada, o máximo que faz é beicinho e um ar triste. basta abraçá-lo e dizer "pronto, já passou" e ele continua numa boa. é muito divertido, muito falador (conversa sozinho), muito sociável, muito brincalhão.

o "pó?" - vira-se para mim, olha para cima, quando quer alguma coisa, e diz "pó?". isto quer dizer "podes?". pergunta-me isso sempre que quer alguma coisa, seja o que for, mas geralmente é colo. ou então é para eu pegar ao colo ao é da janela para ele ver os carros. ele adoooora carros. põe-se ao pé da janela, aponta para cima e diz "pó?". depois fica muito quietinho (o que é raro) e calminho a olhar para os carros e autocarros a passarem. e diz "vruum". TÃO QUERIDO.

o "pato" - não, não é um pato. é o SAPATO. quando deixa a pantufa cair, diz sempre "pato?", género a perguntar "o meu sapato?".

o "dá". quando ele diz "dá", não quer dizer "dá", quer dizer "toma". porque ele pega numa coisa qualquer e dá-me e diz "dá". mas o que ele quer dizer é mesmo "toma". e depois eu digo "não é 'dá', é 'toma'" e ele fica a olhar para mim com os olhinhos muito abertos e muito atento. com 14 meses, o nosso cérebro é uma esponja.

mas a coisa mais querida que ele faz - e que me derrete o coração todo, sem exageros - é quando ele vem a correr para mim e me abraça. quando eu estou tipo sentada no chão, a brincar com ele, e ele está numa ponta do quarto, e vem a correr até mim e pura e simplesmente... abraça-me. depois quase que me estrangula (o puto tem força), puxa-me os cabelos, e depois eu tenho de fazer cara de má e dizer que "não, assim a Cláudia fica triste" e fazer beicinho para ele perceber, e ele percebe. mas aquela parte do abraçar-me é mesmo QUERIDA. derrete...

fala imenso. conversa IMENSO sozinho. a sério. é capaz de estar 10 minutos a andar de um lado para o outro, a falar com não sei quem. (deve ser um amigo imaginário). não se percebe nada do que ele diz, sem ser o 'nhão', e algumas palavras que já diz mais articuladamente, mas fala e fala e fala... pilhas duracel. e eu só digo 'tens razão tens'.

e já diz algumas palavras bem articuladas. acho que ele é bem inteligente. um dia, pareceu-me que tinha dito "papéis", mas achei que era uma palavra muito difícil para ele dizer. mas ele disse "papéis", PAPÉIS, com todas as letras e mesmo bem dito, sem nenhum erro. passado um bocado percebi que ele queria pintar. (papéis + lápis de cera). fiquei espantada. ele ainda nem sequer diz "não" como deve de ser, e disse PAPÉIS. quando contei à mãe dele, ficou toda contente. PAPÉIS!! LOOL

quando tem alguma coisa na mão, esconde e olha para mim com ar de reguila. se eu digo "dá à Cláudia", ele foge; se eu digo "dá à Cláudia" a fazer um beicinho, e a fingir que tou a chorar, género "se não deres eu vou ficar triste", ele faz um beicinho também, tipo empatia pela minha tristeza, e dá-me e desata-se a rir, muito orgulhoso de si mesmo x)

é low-maintence, isto é, quase nunca suja a fralda, pelo menos no tempo em que eu estou lá. raramente come, se se lhe pergunta se quer papa diz sempre 'nhão', e quando come, come bem (tipo, não cospe nem nada, como eu fazia quando tinha a idade dele; se não fosse a minha mãe a enfiar-me a chucha depois de me dar uma colherada eu COSPIA TUDO); brinca sozinho... as únicas coisas que ele faz mais 'birra' é quando é para ir dormir (quando vemos que ele está a MORRER DE SONO e mesmo assim não quer ir dormir), e para mudar a fralda. se bem que uma vez comigo, ele nem fez birra nenhuma. eu mudei-lhe a fralda e ele ficou lá quietinho, até fiquei surpreendida que ele não tentasse fugir (normalmente é quase preciso um colete de forças). de resto, eu basicamente só fico a vê-lo a brincar. a única coisa que ele "exige" interacção é quando atira uma bola para debaixo do armário de propósito, depois deita-se, olha para mim e diz "pó?", como quem diz "podes ir buscar a bola?"; é a brincadeira preferida dele, eu faço com cada alongamento corporal para ir buscar a bola... fica todo contente quando eu vou buscar a bola, é um gozo enorme vê-lo, depois eu rio-me, e ele ri-se imenso, e eu rio-me mais porque o riso de bebé dele é uma coisa linda, e ele ri-se mais, e é uma galhofa.

o "aaa-tchim" - volta e meia. diz isso. e fica uma hora seguida a repetir isso, se for preciso. a-tchim, a-tchim, a-tchim... e depois, quando eu espirro, ele ri-se imenso. enfim, acha piada aos espirros.

ele adora quando eu assobio. apesar de eu não saber assobiar muito bem, nem saber fazer melodias, só assobio para dentro, ele vibra com isso, vai sempre 'atrás do assobio' e quando 'o encontra' fica a olhar para a minha boca muito atentamente.

já referi que eu adoro cerelac??? espero que os pais não tenham uma daquelas nany-cams, porque eu como sempre o resto do cerelac que ele deixa xD epa, não resisto.... ele nunca come tudo, quando não quer mais diz "nhão", e eu como uma colher e digo "hmmm, tão bommm", mas quando ele continua a dizer que não, nem é tarde nem é cedo... como eu o resto... TÃO BOM, MEU DEUS, COMIDA PARA BEBÉ É TÃO BOM. sempre é melhor que deitar comida fora...


ele também adora que eu lhe cante musiquinhas. começa a dançar e a bater palmas. é um gozo vê-lo. há um filme na Meo, que são 20 minutos com musiquinhas género karaoke. ele vibra com aquilo. dança, canta, bate palmas. e eu já não posso - mas é que não posso mesmo - mais ouvir a música "era uma vez um rei com uma grande barriguinha, comia, comia, e mais fome tinha!" -.- mas dá um gozo enorme vê-lo todo divertido. de resto, como eu não sei de músicas infantis sem ser o 'atirei o pau ao gato', canto sempre músicas que passam na rádio e que estão na minha cabeça. tipo uma vez que lhe mudei a fralda a cantar "I want to live in Ibiza", e ele ficou muito quietinho a ouvir. o miúdo quando for crescido vai gostar de House.

ah, e é de referir que além de baby-sitter, também faço de animal-sitter. eles têm 2 gatos, e eles andam SEMPRE atrás de nós. e eu, morro de alergia a pêlo de gato. só o ver o pêlo a esvoaçar pelo ar faz-me impressão. da primeira vez que lá estive, fiquei com um ataque de espirros gigante, e quase com falta de ar. das vezes seguintes, já tomei um anti-histamínico antes de ir, para atenuar os efeitos. senão... Morria :O

epa, o miúdo é um amor mesmo. é acessível, não é embirrento e não está a ficar mimado, género 'ou fazes o que eu quero ou mando uma grande birra'. gosto especialmente dos dias em que tenho de lhe dar banho, porque é uma forma fácil de ele se entreter e depois de sair fica mole e adormece muito rápido, e dá um descanso aqui à Nany. sim, porque andar 4 ou 5 ou às vezes mais horas atrás de um puto de 14 meses enérgico, cansa... cansa e muito. às vezes, fico com TANTO sono, que lhe pergunto, vezes sem conta "Gui, ó-ó?".. e quando ele diz "nhão" eu só vejo a minha vida a andar pra trás... xD aproveito sempre quando estamos a ver aquele tal vídeo da Meo de 20 minutos, eu deito-me e deito-o em cima de mim e geralmente ele fica muito quietinho e eu só penso "é agora que ele vai adormecer"... MAS NÃO... fica assim muito quietinho uns 5 minutos e depois inventa sempre qualquer coisa... e pior... levanta-se em cima de mim, e não dói pouco...

epa, estou a adorar a experiência... nunca tinha feito baby-sitting... adoro :D é cansativo, são algumas horas, fora aquelas que eu demoro em viagens para lá e para cá (é só na ponta oposta da cidade onde eu moro), mas vale a pena... adoro o miúdo! o puto é fenomenal. e eu, que não gostava de crianças. agora gosto. (um dia daqui a muitos anos vou querer ser mãe. ai, o meu instinto maternal, lol).

Muaah @

Apartes

1 - e hoje foi, oficialmente, o dia em que eu acabei de ler o meu tão delicioso livro de 551 páginas em inglês de Psicologia Social. (atenção: 551 páginas A4, dividas em 2, porque o texto está escrito em duas subpáginas de uma página - vocês percebem - o que dá um total de ... (agora é aquela parte em que eu, péssima a matemática como sou, tive de fazer esta conta simplicíssima numa calculadora) ... 1102 páginas escritas em inglês e numa letra mínima. estou tão orgulhosa de mim mesma. LOL)



2 - o que a autora tão dedicada de um blog tem de ouvir: "epa, estava a pesquisar no google por psicofisiologia&genética e dei com o teu blog... depois vi que te conhecia e que eras do meu curso!". epa, sinceramente. adoro que o meu blog apareca no google. agora, a procurar por genética? GENÉTICA? é que eu falo de tudo e mais alguma coisa incluindo sexo, escrevi um aparte (um aparte, que nem foi um posting inteiro) com uns termos de genética e é logo isso tudo? LOOL



15 comentários:

ADEK disse...

Oh, que post tão genuíno!! Adorei:D

Joana Avi-Lorie disse...

opa parece mesmo amoroso! eu desde ha uns tempos para cá passei a adorar putos antes não podia com eles mas agora sou extremamente "maternal". ninguem diria hahaha
então depois dos exames, esta combinadissimo um café!

beijinho!!

Violet disse...

OH, que fofura! Eu adoro crianças, deve ser uma experiência brutal! :)
Beijinhos.

Inês disse...

Ja vi que tens jeito para crianças! lol
Os trocos dão sempre jeito, se tivesse na minha zona bebés também não me importaria.

beijinhos*

Diana disse...

miminho no meu blog*

Ni disse...

Um dia tbem quero fazer baby sitting :P

Anónimo disse...

olha desculpa la mas quando recebes a hora?

KINHA disse...

Olá

Seu blog é ótimo com posts inteligentes e belas imagens.Espero sua visita e se me seguires, ficarei muito feliz e te seguirei também.

http://amigadamoda.blogspot.com

Olhos Dourados disse...

Bem fixe!
Eu só fixe de baby sitter de primos.

' Claudjinha disse...

Anónimo,

5 euros/hora.

sopinha @ disse...

Carinhosa e amorosa a menina claudinha, revelas te ser muito "maternal"

@@

=)

Anónimo disse...

Realmente, quem diria ..

já começas a treinar =b

(acho bem ) ahah lol

ps- tou no gozo
ps2- nem pensei no que escrevi .

Shakti disse...

Pelo menos estás a fazer algo que gostas e como dizes esse dinheiro dá para os teus gastos !!

bj

hernameishistory disse...

ahah eu própria já fiz Baby-sitting e gostei imenso..ainda em lembro qdo naquela fase em que ja estava cansadissima e dizia "Tandi ô-ô?" e ele sorria com ar maroto e dzia "nã-nãum" LOL

Boa sorte,é muito bom mas tambem dá muito trabalho xD

Ps- como recente seguidora do teu blog deixa-me felicitarte pelo mesmo e dizer que não perco um post ^^

Beijinho*

Alex Page disse...

Tambem adorei este post. Deve ser lindo esse puto :D
É tão giro quando eles fazem dessas cenas... e sim... não há nada que seja tão giro como o rir de uma criança :D