20 de maio de 2010

' BitterSweet.


Quando penso que, para o próximo ano, vou 6 meses para Paris, sinto um misto de emoções: entusiasmo e angústia.

Claro que, se a situação fosse diferente, eu estaria apenas entusiasmada: adoro conhecer sítios novos, pessoas novas, culturas novas, línguas novas (não fazer piadinha parva com isto, sim? LOL), fazer coisas novas, diferentes, etc... estaria a 100% das nuvens, estaria a contar os meses, as semanas e os dias para que chegasse Janeiro ou Fevereiro de 2011, estaria a fazer filmes na minha cabeça todos com coisas espectaculares, fantásticas e maravilhosas.

MAS

estou numa situação que me deixa angustiada pensar que vou passar 6 meses longe daqui (possivelmente seguidos, que não queria vir a Portugal vez nenhuma nesse tempo), e essa situação tem um nome: Bruno. 6 meses longe dele? quando fico 6 dias já fico com tantas saudades, 6 meses então... sim, sei que temos pouco tempo de namoro e que, até lá, as coisas até podem mudar, mas duvido muito. se fosse há 2 ou 3 meses atrás, eu ainda tinha este pensamento "oh, até lá ainda acabamos". mas agora tenho quase a certeza que não vamos acabar. pelo menos até lá. e digo quase porque só "acabamos" se algum de nós morrer (bate 3 vezes na madeira), ou trair o outro. o que acho altamente improvável. sim, acho que vamos longe. e eu, que nunca gostei muito de compromissos, relações sérias, namoros e afins, para dizer isto, é porque falo sério.

não vou sentir grande falta dos meus pais nem dos meus amigos. sou uma pessoa "apegada" às outras mas não demasiado. consigo desprender-me e passar 6 meses longe das pessoas de quem gosto mais sem sentir aquelas saudades desesperadas de estar com elas. mas com o Bruno é diferente. não sinto falta da minha mãe se não a vir 2 semanas, mas do Bruno sinto. isto não quer dizer que goste mais do Bruno do que da minha mãe. mas... tu percebes.

vou sentir tanto a falta dele que me angustia. é um sentimento agridoce: por um lado, imagino-me com a Melga, as duas a andar de saltos nas ruas de Paris (sim, que lá não têm esta calçada horrorosa que só de olhar para ela nem me imagino a sair de saltos), a fazer amigos novos, de outros países e também franceses, conhecer uns parisienses giros, ficar no sofá da casa de alguém depois de uma noite de borga, sair todas as noites, fazermos uma alta festa quando completarmos o nosso 21º aniversário (que temos apenas alguns dias de diferença), comprarmos roupas caras, irmos aos melhores restaurantes, vermos filmes no cinema dobrados em francês, termos um estilo de vida louco (opa, e, claro, as aulas), aquele estilo de vida estou-a-viver-noutro-país-por-minha-conta-e-sem-os-meus-pais-logo-posso-fazer-o-que-quero-sem-ter-que-dar-satisfações-a-absolutamente-ninguém, enfim, aquele estilo de vida! por outro... pensar que as 3ªs feiras já não vão ser passadas com ele. que já não o vou ver 2 ou 3 vezes por semana, que já não vamos estar tanto tempo juntos, que já não vou ouvir a voz dele ao meu ouvido mas só ao telefone (nem quero imaginar a despesa que vou ter só com o telemóvel), que já não vou chegar esfomeada das aulas a casa dele e ter o almoço pronto por ele, que já não vou poder dormir sestas com ele, que não vou poder passar fins-de-semana com ele... e, não sendo o mais importante, mas também importante: COMO É QUE EU VOU FICAR 6 MESES SEM SEXO?!

"como é que eu vou aguentar 6 meses sem sexo?"


"temos de fazer muito no tempo que nos resta. podemos começar já".


"oh, depois lá eu arranjo um parisiense todo giro"


"eras capaz de me trocar?"


"sim, se fosse por um parisiense giro e de olhos verdes"


"hmmm ta bem. pode ser que eu arranje uma alfacinha mais gira que tu".

(riso)


x)




pior do que isso, é que tenho um medo terrível (por me conhecer mais que bem) de me sentir atraída por alguém de lá. imagino assim um parisiense, alto, moreno e de olhos verdes, a dizer-me "voulez-vous cocher avec moi" e eu, de celibato há 2 meses e cheia de desejo, ter que dizer "oh mon chère, je ne peux pas fair cette chose, je suis engagée". já propus ao Bruno fazermos um break durante esses 6 meses, ou até nem fazermos break nenhum mas podermos estar com outras pessoas (eu com um parisiense lindíssimo e ele com uma alfacinha jeitosa), mas obviamente que ele não concordou e, pensando melhor, quando eu voltasse as coisas não voltariam ao mesmo... e nós temos uma relação tão perfeita! tão perfeita que nem me atrevo a tentar estragá-la com as minhas ideias malucas. namorar à distância nunca me passou pela cabeça, para mim nunca funcionou, quando era mais nova tive uma espécie-de-namorado que vivia no Lumiar e durou 3 semanas. e ele vivia no Lumiar, que é a um autocarro e algumas estações de metro de mim, o equivalente a onde mora o Bruno agora. mas, por outro lado, acho que se a nossa relação está forte como está agora, daqui a 7 meses estará ainda mais. still, tenho medo. tenho medo de mim própria até!

até agora, sempre que me imaginava em Paris fazia sempre filmes espectaculares, dignos de passarem na MTV mas, no outro dia, estava cheia de saudades dele, e ia vê-lo no dia seguinte, mas estava mesmo com muiiittaaaa vontade de estar com ele, e pensei "ahhh ainda faltam 12 horas para poder beijar aquela boca gostosa", e depois pensei " se eu estou assim por causa de 12 míseras horas, como é que eu vou aguentar-me 6 meses longe dele?". foi ai que comecei a sentir o gostinho amargo da saudade antecipada. da angústia. e do desespero: "tenho de o convencer a poupar dinheiro para ir ter lá comigo, ou então pago eu as passagens, nem que para isso deixe de ir ao cinema ver um filme qualquer dobrado em francês, cada sessão a 10 euros".

posto isto, só digo: no dia em que eu partir, no aeroporto e no avião vou chorar baba e ranho, e não só: também eyeliner e rímel. vou chorar mesmo muito. mesmo muito. prepara-te, que nesse dia vai chover.

sim. quando penso que vou passar 6 meses em Paris é uma sensação muito, muito... bittersweet.

cause it's a bittersweet symphony that's life...

Muaah @

16 comentários:

Morce disse...

dou-te um conselho: não penses muito nisso por enquanto. Aproveita o tempo que tens com ele. Uma semana antes de ires embora, logo começas com esse tipo de preocupação. Sim?

hernameishistory disse...

Também acho que não deves começar a sofrer já, ainda falta "muito" tempo..
As relações á distância são complicadas, vai custar? vai,vais ter dias que vai ser complicado? vais(assim como ele). Mas vocês amam-se e esta é uma oportunidade fantástica para ti, e se como dizes a vossa relação já é tão solida que daqui a sete meses estará ainda melhor, logo, menos tens de te preocupar ;)

Aproveita muito estes sete meses e faz como ali a Morce disse, uma semaninha antes começa a preocupar-te, beijinho*

Botas disse...

Baby nem sei o que dizer. Sabes que me sinto da mesma forma, e que as saudades vão ser muitas, mas vou fazer de tudo para ir ter contigo ai muitas vezes, mas tbm quero que passes um bom bocado, porque sei que adoras essa cidade. Amo te baby, temos que aporveitar muito bem o tempo que falta =$

<3

Ps: normal nos olhos dos outros, perfeita nos meus.

Botas disse...

2º ps: adoro a música =p

<3

Anónimo disse...

Opções..

S* disse...

Sou demasiado medrosa... boa sorte!

Jo disse...

entao tu vais, daí a 3 meses ele vai (aguentas 3 meses ou nao? LOL) e dai a 3 meses tas ca outra vez! o tempo passa a correr, aproveita mas é o que vais viver la, porque apesar de o amor ser grande, ha-de se-lo pra toda a vida... e paris, por enquanto é so uma vez na vida! :)

OMOPrjct disse...

Não penses nisso...
Quanto mais filmes fazes, pior! E além disso, o tempo que lá vais estar é um instante a passar, kida...

Amo essa música dos Verve!! E o "Lucky Man" não lhe fica atrás (esta última foi a 1ª música que aprendi na viola...)

Beijoka! E relax... Il faut que tu ne penses beaucoup dans les choses, d'accord? ;)

(O meu francês é horrivel lol)
****

marie disse...

Lol...
The verve é muito fixe xD

Bem, 6 meses sem sexo nunca matou ninguém, e se gostam mesmo assim tanto um do outro aguentam e quando voltares matam as saudades todas!!!! ;)

Verinha disse...

Rapariga actualmente naqueles voos de low coast com uns quais queres 100€ ele vai e volta!
Se começarem a poupar já e depois ele gastar 100€ por mês, não custa assim tanto à carteira.
Ficam com um fim de semana por mês para estarem juntos, não é muito mas sempre é melhor do que não se verem mesmo durante 6 meses.

Bjks***

Mi disse...

Aproveita :)
E é como já disseram, hoje em dia vai-se a Paris pelo mesmo preço que se faz Lx-Porto...
kiss

Olhos Dourados disse...

Quando fiz erasmus não chorei. O meu pai foi levar-me ao aeroporto e eu parti feliz. Na altura eu e o meu namorado tinhamos dado um tempo (não por eu ir de erasmus, por outras razões, mas andávamos chateados) e eu só me apetecia ir espairecer para outro lugar. Correu bem, adorei!
Durante o tempo que lá estive comecei a ter saudades de todos cá de portugal, e do meu namorado também. Três meses depois de lá estar vim a Portugal ver a familia e amigos. Fiz as pazes com ele.
Quando fui novamente, também não chorei. Mas mal cheguei ao meu quarto, pousei a mala, sentei-me na cama e chorei. Chorei como nunca tinha chorado! Nunca me tinha acontecido. Era um sentimento tão estranho, um sentimento que nunca tinha sentido antes, o da saudade, o de saber que nos próximos meses não ia voltar a ver os meus amigos, o meu namorado, a minha família. Custou-me tanto!
Mas limpei as lágrimas e continuei o que estava lá a fazer. E quando voltei outra vez para Portugal eles estavam cá todos à minha espera!:)

Sandro Canossa disse...

Por mais que digam para não pensares nisso agora e aproveitares agora é uma coisa inevitavel e acabmos sempre por pensar mesmo que nao queiramos, isso acontece, e deves saber disso tao bem quanto eu ;)

Todos os que tiveram na tua festa ou pelo menos os mais observadores podem constatar que aquilo que vocês têm entre vocês não é pura e simplesmente amor, tem muito mais que isso. Percebo-te perfeitamente, afinal tive uma relação de 9 meses à distancia. E se eu consigo conhecendo-me tu como tu conheces, tenho a certeza que aguentas 6 meses na boa. E falas agora em parisienses. Chegas lá e se calhar nem te chamam atenção nenhuma.

Às vezes estou eu na rua, vejo alguém lind@, corpo perfeito, tudo perfeito, epah mas se na altura gostar de alguém a imagem da outra pessoa vai acabar 'derrubada' pela pessoa que eu gosto. E a ti, acredito que vai acontecer o mesmo e vais aguentar 6 meses na boa longe do Bruno, já nem falo em amigos porque pronto -.-'

Passa rápido 6 meses vais ver míuda!

Na altura pode ser que já tenha a carta :P e pode ser que te faça uma visita, que dizes? xDD Vai ser dificil ficar 6 meses sem sair contigo à noite e às 4 da manha dizeres "Sandrooo acordei tãão cedo? Eram 11h quando me levantei" e desmachar-mo-nos a rir no sofá. E mais conhecer pessoas. Tens um dou para isso faz favor x). Aiii e chega senão fico paqui todo lamechas e parece que vais e não voltaas

Adoro-tee @

B! disse...

Eu não sei se seria capaz... Acho que não deves pensar muito nisso até porque esse tipo de experiências são únicas na vida e Paris deve ser um sítio lindo =)

beijinhos

Marta Inês disse...

Como todo o mundo já disse, não penses nisso!
E o que tiver que acontecer, acontecerá. Se tiveres que o trair, tanto pode ser la como ca. A probabilidade é a mesma.

Diz a ele para te oferecer um vibrador :D Assim ainda conseguem divertir à distancia

beijinhos*

Alex Page disse...

Ai ai Claudjinha... vai correr tudo bem de certeza. Vais ter um optimo tempo à Paris! Tu sais... Paris est très joli!!! <3

E quando voltares para LX, vai ser o melhor sexo que já alguma vez tiveste :P