20 de novembro de 2010

' Atitudes que me metem nojo II

Uma pessoa que é capaz de dizer na minha cara "tu riste-te quando eu disse que a **** estava com o braço todo roxo e podia precisar de ir para o hospital", quando eu fiquei chocada e até perguntei "será mesmo preciso ir ao hospital?", e até fiquei preocupada. o pior não foi o simplesmente "tu riste-te", porque eu até me rio quando fico nervosa ou me contam algo mau que não estou à espera. foi o "riste-te com gozo e ironia", como quem diz que me ri à gargalhada. depois de dizer 10 vezes "eu não me ri", e do Bruno dizer 10 vezes "ela não se riu", e ainda continuam a insistir que eu me ri... fixe, fica na tua, eu desisti, estou de consciência tranquila. mas não gostei da atitude nem gostei da acusação. nem sequer sou pessoa de levar coisas a mal, mas acusarem-me de me rir quando alguém pode ter alguma coisa grave de saúde, já ultrapassa qualquer limite.

isto tudo sobre uma pessoa que não merece sequer a minha preocupação, sobre uma pessoa que é capaz de estar na mesma divisão que eu e dizer "estás a fazer comida para uma pessoa que eu nem quero cá em casa" (referindo-se a mim), sobre uma pessoa que inventa coisas sobre as outras, fode a vida dos outros propositadamente, sobre uma pessoa que é capaz de proibir o namorado de falar com uma amiga minha só porque eles se dão bem e ela é possessiva e tem ciúmes, e ainda ir dizer à mãezinha que  a minha amiga foi ameaçá-la, sobre uma pessoa que inventa montes de coisas sobre mim à mãe (do género, que o Bruno não come quando está em minha casa e que emagreceu se foi passar um fim-de-semana a minha casa), e ao namorado (do género, que eu contei à mãe dela que o namorado dela fumava ganzas, quando eu nunca disse nada parecido), e depois eu fico com péssima imagem (mas enfim, não é por isso que não durmo à noite também, não me incomoda por aí além), sobre uma pessoa que é manipuladora e intriguista e a quem já não resta um único amigo verdadeiro porque afasta toda a gente.

a acusação do "eu vi-te a rires-te e não gostei nada" caiu mal, ao menos que eu tivesse o proveito e não só a fama. ao menos tivesse vontade de me rir por causa disso. porque a miúda merece apanhar um susto para ver se acorda para a vida e começa a gastar mais tempo e energia a dar valor à vida dela do que a destruir a dos outros.

vim a casa dele este fim-de-semana por causa dele. tentei não arranjar confusões por causa dele. porque ele merece. mas quando as coisas chegam a este ponto, eu posso dizer, com 100% de certeza absoluta, nunca mais ponho os pés nesta casa. correcção, manicómio. até porque nem me querem aqui. melhor ainda. não gosto de estar onde não sou desejada.

eu sou uma pessoa "na boa", não gosto de discussões, conflitos, confrontos, não gosto de me dar mal com ninguém, elas têm problemas e eu ainda tenho de levar com estas merdas?? isso é que era bom. elas que fiquem a nadar no próprio veneno. eu vou ficar na minha. estou de consciência tranquila. (e mesmo que me tivesse rido da situação, comparado com o que ela já me fez isso não era nada).

7 comentários:

hernameishistory disse...

Não gostei deste post, não porque esteja mal escrito e não porque não ache que tens toda a razão..não gostei foi de ler as frases que "quotas-te" porque acho de uma má educação e insenssibilidade estonteante ..não sei do que se trata, ou de quem..mas (acho que) és mt boa onda para aturar tal coisa =|


beijinho

Anónimo disse...

Revolta-te outra vez = )

Anónimo disse...

De facto, este post roça o pobrezinho. Tanto ao nível da escrita como ao nível de carácter (ou aparentemente falta dele). mesmo que tenhas toda a razão do mundo, não me parece apropriado escrevê-lo assim no blog pessoal, para todo o mundo ver. Há coisas que não precisam de ser ditas, talvez um dia percebas isso.

hernameishistory disse...

Anónimo, está a contradizer-se não? "não me parece apropriado escrevê-lo assim no blog pessoal, para todo o mundo ver." ..ora pense lá nos conceitos "blog pessoal" e "todo o mundo ver"...já pensou? Boa, espero que tenha chegado a conclusão que os blogues "pessoais" é para se escrever o que bem se quer e até é por isso que existe uma coisinha chamada "liberdade de expressão"..e agora diga lá também onde é que esta rapariga tem falta de carácter? Lê o mesmo blogue que eu? Secalhar não, é que o que eu vejo em cada post é uma boa dose de atitude e boa escrita..pense lá bem, quem não gosta não lê, é assim simples o mundo da blogoesfera, simples que só ele =)

Cláudjinha, o blogue é teu, e sei que não tenho sequer o direito de intervir num assunto que não é meu, mas há assim aquelas coisas que me tocam naquele nervinho especial e uma gaja não consegue fechar a boca ;) desculpa

Anónimo disse...

quem não gosta não lê, não podia concordar mais com a afirmação!

ass: Anónimo 2

Anónimo disse...

Está situação arrasta-se por algum tempo já, e começa a cansar. Cláudia, como conheço a "peça" compreendo completamente o teu desabafo. Tu? sem carácter? Não estamos a falar da mesma pessoa. Não acho que tenhas feito mal em ter citado, pode ser que essa pessoa, assim, caia em si.

beijo,
V.

Cris disse...

Estas pessoas assim intriguistas e que só sabem lixar os outros metem-me um nojo.
Eu não tinha tanta paciência como tu. :)
E quanto a falares disto no teu blog: POR FAVOR, É O TEU BLOG. Falas do que quiseres e não usaste nomes, sequer. Mas mesmo que usasses, ninguém tem nada a ver com isso.
Haja paciência!
Beijinho, Cláudia.