1 de novembro de 2010

' A modos que a minha vida agora é isto.

A Casa dos Segredos deprime-me, mas continuo a ver. sou mesmo burra.

Ler blogs cada vez me deprime mais, e continuo a lê-los. já não tenho pachorra para comentar quase nenhum.

A Carolina Deslandes arrasou ontem a cantar Christina Aguilera. é um monstro de talento. e mai' nada.

Estou numa fase estúpida em que não me apetece fazer nada (a to-do list está há uma semana à espera que lhe pegue e a agenda está cheia de riscos de adiamentos de planos, e tenho 4 artigos gigantes com letras minúsculas para ler e fazer um trabalho, mas estão lá à espera há uma semana), só estar com ele. só me apetece, literalmente, estar com ele. só estou, literalmente, com ele.

está a saber-me bem e pela vida, ficar no quentinho dos lençóis com este tempo merdoso, mas está a dar cabo de mim ao mesmo tempo. sinto-me inútil e que não estou a aproveitar bem o tempo. estou apenas a vivê-lo e a vê-lo a passar. (*)

claro que não ajuda nada o facto de que aquilo que me movia há 1 semana atrás - a preparação para ir para Paris em Janeiro - ter sido adiado. é como se agora pensasse sempre "oh, agora já não tenho nada com que me preocupar". é como se estivesse - aliás, estava mesmo - entusiasmada com alguma coisa e depois ao desaparecer tudo já não haver muito mais que me entusiasme. vou fazer o quê? sair para uma discoteca? estou farta de discotecas. ir às aulas? 1h30 de viagem para cada lado para chegar lá e ter 1 aula? ir passear à faculdade só para estar com alguém? estou farta sempre das mesmas conversas superficiais, com as mesmas pessoas. convidar pessoas para vir cá a casa e ser um ser humano social? está sempre tudo ocupado, ou não estão cá, ou não podem, ou não lhes apetece. ou não me apetece  a mim  ver ninguém à frente (sem ser ele). vou à net? já nem para a net tenho paciência, acreditas? a net, o meu "maior" vício? ficar horas no facebook? já nem isso.  às tantas tenho aqueles pensamentos de "para que serve a vida, se vamos acabar por morrer", "para que me vou levantar agora da cama, mesmo que sejam 11h da manhã, se está a chover e se não vou fazer nada de útil porque não me apetece", aqueles pensamentos mesmo nhónhós de quem não encontra um sentido para a vida e nem tem vontade de encontrá-lo, porque isso cansa. é um processo desgastante.

a minha vida nunca foi tão "desinteressante" e de apaixonada como está a ser agora. a última vez que tive um namorado que não me deixasse sair da cama por mais que 2 dias seguidos foi há 3 anos. desde aí nunca mais ninguém teve esse poder de me parar. parece que estou em lua-de-mel. desliguei-me de tudo e todos só para estar com ele. isto era coisa para ter acontecido nos primeiros 3 meses de namoro. não no 9º. digo eu. não sou normal, pois não?  o mais estranho? não me sinto minimamente deprimida nem tampouco triste.. nunca fui muito disso. tenho uma forma de lidar com as coisas, deveras diferente.

Muaah @

(*) o que fica bonito escrito, mas na prática dá-me sensação horrível e há uma voz constante na minha cabeça que diz "epa sai da cama, larga-o, veste-te, sai e faz alguma coisa da vida". odeio ter consciência.

5 comentários:

Menina disse...

Eu não sou de fazer isso, porque tenho sempre coisas a fazer para a faculdade, em casa..e como ainda vivo com os papás, há coisas que não tenho mesmo hipótese de não fazer (excepto nas férias e mesmo aí tenho as "obrigações" com o cão, de o passear, dar de comer e com a minha gata, de limpar as coisas dela e assim), mas há dias que, se pudesse, fazia exactamente o mesmo.

Às vezes a inércia é grande, não apetece fazer mesmo nada..e parece que quanto mais se descansa, mais apetece descansar..mas há que tentar combater um bocado isso, nem que seja sair para dar uma volta a pé, ou apanhar um bocado de ar, ou ir ao cinema.. Pelo menos é o que eu acho.

beijinho*

Ricardo disse...

sounds like depression time.
Tive uma semana assim, antes de dizer ao meu pai que iadeixar a faculdade porque odiava o curso em q estava há dois anos. a pressão ás vezes é tanta que nos tira a vontade de tudo. não te conhecendo por ai além, acho que daqui a umas semanas já estas boa (não me parece que tenhas paciência pra depressões muito honestamente)

somelostwordshere disse...

A Carolina arrasou mesmo...

catherine disse...

Bem não tem sido fácil :s
Há semanas boas e semanas menos boas, as minhas ultimamente têm sido mesmo más, mas quero acreditar que há-de mudar. :)

Botas disse...

A tua consciência devia dizer, fica mais com ele, beija o, sai mais logo e faz uma vida com ele.=D

<3