28 de março de 2011

' Eu adoro-me.


em todas as situações. quando me dizem que sou gira. quando me dizem que sou feia. quando me dizem que sou boa. quando me dizem que preciso de fazer uma dieta. quando me dizem que sou sexy. quando me dizem que sou insegura. adoro-me, quer esteja de roupa de inverno, de pijama, ou de bikini na praia. adoro-me de saltos-altos, de sabrinas, de ténis, de xanatas. adoro-me toda maquilhada e adoro-me sem qualquer maquilhagem. adoro-me quando estou preparada para sair à noite e adoro-me quando acabo de acordar. adoro os meus quilos a mais, adoro as minhas estrias, a minha celulite, só me provam que sou uma mulher real. não sou perfeita, não, mas adoro-me. adoro-me, porque já aceitei e já vivo em paz com os meus defeitos, os meus medos e as minhas fraquezas.

8 comentários:

catherine disse...

Invejo a tua auto estima (não, não é daquela inveja má). Gostava tanto de ser assim também. :) Mas acho que não consigo. :s
Bjito *

hernameishistory disse...

Tens de me contar o segredo!

Anónimo disse...

Egocêntrica ^^

DC disse...

Com este texto demonstras todos os medos que tens dentro de ti há muitos anos, mas que acabaram por te fortalecer e tornar-te em alguém mais bonito.

Eles não desapareceram, simplesmente foram ultrapassados, e no fundo contribuíram para hoje seres alguém mais completo.

Só espero que sejas um exemplo, para muita gente que não consegue viver com os seus medos.

****

boneca de porcelana disse...

Estou como a catherine. Ainda bem que és assim, parece que ficas mais impune em relação aos outros, não? Eu sou o contráario, mas ando a esforçar-me para ser diferente!

Salsa disse...

Eu customo dizer que antes de gostar dos outros temos que nos sentir bem com nos mesmos.

→ Calipso disse...

E os teus textos inspiraram-me tanto qe eu agr tb me adoro :D Sinceramnt, as xs penso qe coisas qe caso as dissesse da boca pa fora, toda a gente ficaria a olhar para mm e so me diriam qe eu era uma convencidona do pior.

. Sofia . disse...

Fazes muito bem em ser assim. E tens todos os motivos. :)
Quem me dera!