7 de fevereiro de 2009

' Contrato cá por casa.

Pois é, pelos vistos vou passar os próximos tempos com o meu pai.

A minha mãe anda a fazer um grande choradinho para eu ir viver com ela. Mas ela vive bem com os porcos (sim, aquela casa é mais uma pocilga do que uma casa), e eu não. Eu preciso de um sítio sem pós, sobretudo por causa das minhas alergias. E preciso de uma cozinha. E de uma casa-de-banho. E de uma cama só para mim. E isso anda deve demorar MESES. ainda por cima com este tempo não dá para fazer grandes obras. Acho que nem no próximo Verão. Com muita sorte, no próximo Inverno. Engraçado como ela agora anda toda melosa, quase todos os dias liga 'aaah tenho tantas saudades tuas'.. mas enquanto eu estive em casa da minha avó aquele tempo todo nem se pareceu importar. É isto que me chateia, sabem?? É não dar valor às coisas/pessoas, e depois fazer um choradinho porque elas zarparam. Devo dizer que sim, estou magoada com a minha mãe. Foi por causa dela que tudo isto tem estado a acontecer. O ter ficado com a minha avó quase um ano... o ainda não ter uma casa minha... ter entrado num início de depressão que estou a combater... não ter ligado nenhuma quando eu chorava baba e ranho e pedia para ela por favor despachar-se com as obras... e até esta história toda com ele até teve dedinho dela. Ela não gosta nada dele e isso criou alguns conflitos. Foi tudo por causa dela ! Estou muito triste com a minha mãe, e triste que ela não perceba isto e que ache que tem razão em tudo (bom, nisso eu saio a ela ahah :P ). Mas é normal, na nossa relação mãe-filha, eu sempre fui a mãe e ela a filha. E se eu a confronto com isto ela chora baba e ranho e recorre à emoção 'mas eu gosto tanto de ti e eu amo-te tanto filhinha' como desculpa para tudo. pelo menos conhece-me bem, sabe que eu não resisto a um choro. baah.. tenho de passar a ser mais insensível e não começar a chorar quando as outras pessoas começam a chorar num choro sincero com direito a soluços e tudo. mas sabem o que é que isto parece, mesmo? parece os meus pais a discutirem pela minha custódia como o fizeram há 15 anos atrás, quando se divorciaram. ahah. é engraçado. na altura eu tinha 3 anos. mas agora? eu com quase 19 anos e eles ainda a 'discutirem' sobre quem fica comigo.sinceramente, nem sei para quê tanta coisa. aos 22 anos, no máximo dos máximos espero, das duas uma: não estar em Portugal; estar a viver sozinha. O meu pai diz que isto é uma 'luta de 15 anos ganha' (eu ir viver com ele). Mas alguém precisa dos pais para alguma coisa? :P (brincadeirinha).

Anyways e voltanto à vaca fria (lá estou eu a desviar-me do assunto lol)... aqui por casa (do meu pai) já temos cozinha arranjada. ou seja, aquela rotina do almoçar e jantar fora acabou, (finally) ou então é só quando chegamos muuuiiito tarde a casa e não há left-overs do dia anterior :P . mas pelo menos aos fins-de-semana comemos em casa, porque dia de semana ainda almoço na faculdade. apesar de continuar com a rotina do depender-do-meu-pai-para-ir-para-Lisboa-e-ter-de-fazer-os-horários-dele (dado que ele sai de casa de manhã e entra à noite), e de isto ser no cu de judas, por enquanto até está bom. eu até gosto de viver com o meu pai ! a sério que gosto. a razão porque eu nunca tinha posto a hipótese de vir é o problema da localização. era ele alugar uma casa em Lisboa e eu vivia com ele até aos 22 anos xD mas pronto... para organizar as coisas aqui por casa, resolvemos fazer um 'acordo'...


Condições do meu pai:
- durante a semana lá tenho que me levantar cedo e ir com ele para Lisboa
- vou estudar de manhã (sim, sim...)
- à tarde lá tenho que esperar por ele para ir a qualquer sítio/casa
- nos dias em que há trabalho à noite (uns extras que o meu pai faz, e quase todos os dias, secaaaa), eu tenho de ir com ele e levar com grandes secas no carro (dinheiro precisa-se!)
- no seu 3º emprego part-time aos fins-de-semana que agora lhe ofereceram (dinheiro é sempre bem-vindo), eu tenho de ficar em casa aquelas horinhas à tarde, pois não tenho transportes; ou se quiser ir a algum lado, vou com ele e espero por ele
- faço algumas vezes o jantar, lavo a loiça e mantenho a casa minimamente arrumada (é homem e basta... a mulher da casa é que tem que fazer tudo.. por isso é que eu não quero casar!!)


As MINHAS CONDIÇÕES:
- poder estar na net o tempo que eu quiser à noite, e poder estar com o portátil no colo na cama (algo que ele odeia, por razões que eu desconheço)
- as 6ªs feiras e sábados à noite são para sair, quando eu quiser !! com direito a boleia e a ele ir-me buscar às horas que eu quero eheh
- no fim-de-semana a TV é monopolizada por mim, para pôr em dia a TV que não vi durante a semana
- a rádio do carro é manipulada por mim, e isto pode incluir música House da Orbital, Cidade FM e Mega FM, entre outros, em altos berros (que o meu pai odeia), excepto o período da manhã em que está na TSF para ouvir o trânsito e as notícias mais importantes
- privacidade que não tinha há 8 meses em casa da minha avó (isto inclui poder ficar no banho duas horas sem ninguém me chatear)
- nada de estudo aos fins-de-semana, dado que fiz horas extraordinárias durante a semana (visto que tenho o horário da tarde e tenho de ir pra lá de manhã)


É um bom acordo, não é? :) apesar de envolver mais sacrifícios para mim do que para ele, acreditem, estar enfiada na faculdade o dia todo CHATEIA. sobretudo quando os meus queridos coleguinhas só vão lá para ter aulas e depois vão logo embora. Nisso, tenho de agradecer ao H. e à M., os meus melhores amigos, que me vêem muitas vezes fazer companhia à tarde :D

estas duas últimas semanas tem sido o CAOS ! todos os dias depois do trabalho e extra-trabalho do meu adorado progenitor, ainda andámos de um lado para o outro, a ver cozinhas, a comprar cozinhas, a esperar pelos homens que traziam as coisas, montar as coisas, lavar as coisas, pôr as coisas a funcionar, fazer compras para a casa, e claro as lides domésticas... é chegar a casa e pôr máquinas de roupa e esperar que elas acabem de lavar (isto porque não se lavou roupa durante as 2 semanas que tivemos sem máquina), e pôr na máquina de secar, e esperar que ela acabe de secar, e arrumar coisas, e limpar coisas, e tomar banho, e tirar a roupa da máquina, e só depois ir dormir... a modos que isto tem sido mesmo... uma vida atribulada e deveras cansativa. mas agora vai estabilizar, espero. já temos aprovisionamentos na dispensa, já temos cozinha, e já temos a roupa do último mês lavada xD o resto faz-se aos fns-de-semana, quando chego a casa muitas vezes às 22h só me apetece ir dormir.



E isto tudo só mesmo para dizer... PARABÉNS PAI. É que ele hoje fez anos e, (apesar de, coitado, ter tido que ir trabalhar (isto não está para brincadeiras lol)), para comemorar,..jantamos em casa, uma comida especial, algo que não fazíamos há ANOS !! é pela lógica... as pessoas 'normais' vão jantar fora nestas ocasiões, e nós, com uma cozinha nova em folha... (sustentada por 3 empregos e muitos sacrifícios.. admiro tanto o meu pai!!), comemos pela primeira vez em muuuuiiiito tempo em casa ! até é esquisito :P

11 comentários:

Pikiiii disse...

Concordo com os contratos, estão muito bons para ambos x)

Ainda bem que finalmente a tua situação das casas se resolveu, tens o imconveniente da localização mas já num é mau né?

Beijinhoooos*

Make me PURE disse...

estas a ver as coisas já estão a melhorar.
Agora pensa bem, já viste o que o teu pai fez só por causa de ti? Na minha opinião é uma prova de amor de pai que ele te deu...
Por isso deixa de lamurias e aproveita essa cozinha nova :D
assinaram os contratos?
beijinhos

Shakti disse...

Primeiro que tudo parabéns ao teu pai...além de fazer anos hoje , ainda consegue esse esforço suplementar para te ter ao ai em casa...é realmente de louvar...

Os contratos ...lol...achei piada...ao fim ao cabo ambos cedem e as coisas até tomam o seu rumo...

Quanto à tua mãe , sabes que há muito que achava estranho , até cheguei a perguntar-te ...pode ser que ela agora despache as obras...mas vê lá ...não vás logo a correr assim que tiveres a casa pronta...no meu ver seria injusto para com o teu pai ...

Bem ..bom jantar hoje ai nessa cozinha nova !!!

bj

Sydney disse...

O teu pai tem razao knd diz k n deves por o portatil em cima da cama, pk se a ventoinha for por baixo, aquece mto.. :p Quanto à tua mae, deixa la k a minha é igual ou msm pior..

Menina disse...

Olá* estou de volta =)

Ainda bem que está tudo a estabilizar, fico contente por isso..e as condições parece que estão bastante equilibradas! =P

beijo*

B! disse...

Acho justo, tens benefícios e obrigações. Bom, agora é aproveitares a liberdade!

Andreia do Flautim disse...

Então ainda bem que está a correr bem!

xanata disse...

acho que foi um bom contracto!:P

agora tas aqui pertinho :P

Maria Albertina disse...

O teu texto dá vontade de rir. Sabes o que é que tu fazias bem, em vez de criticares quem sabe o que custa a vida (os teus pais), e andares pela blogosfera a destilar disparates e ressabiamentos (tão novinha para estes últimos, até fiquei espantada!...)? Tornares-te uma mulherzinha em vez da miúda mimada que tens gáudio em publicitares tão levianamente. Apraz-me dizer-te: VÊ SE CRESCES!

GRH disse...

Maria Albertina, sejas lá tu quem fores, o que mete piada é mesmo o teu nome, aliás, o nome que provavelmente inventaste. isso sim, dá vontade de rir.

eu admiro muito os meus pais, principalmente o meu pai, e estou-lhes agradecida por aquilo que eles fazem por mim, nunca disse o contrário e fiz questão de o frisar no post. simplesmente (se calhar, nao sei) não me conheces de lado nenhum para dizeres que eu sou mimada. e se for? e se quiser publicitar-me como miuda mimada infantil e pita? esse problema não deverá ser meu?

mas mais infantil mesmo, é comentar assim sem se identificar. duvido muito que sejas maria albertina. isso sim, é infantil. eu quando tenho algo a dizer, digo, e dou o meu nome.

enfim. volta sempre !

Maria Albertina disse...

Olá Grh,

Gostares de ti e publicitares-te levianamente são duas coisas completamente distintas. Sabes que nesta vida ás vezes compensa guardarmos (algumas das) perplexidades para conosco mesmos. Guardá-las em nós, tentar resolvê-las antes do mais, procurar conselho junto de quem gosta de nós. junto de quem interessa. Tirarmos sempre as nossas próprias conclusões, apesar de tudo. Com o passar dos anos isto aprende-se.

Quanto ao meu nome, enfim (agora digo eu), enfim, não interessa tanto identificarmo-nos como aquilo que dizemos. A mim, particularmente, chateiam-me os miúdos mimados. Só isso. E o meu nome é realmente Maria e o segundo tão ou mais feio que Albertina...

Quanto a ti parece-me que ainda há esperança. Aceitas as críticas e rebate-las. Com alguma propriedade. Muito bem.

Até mais!