5 de fevereiro de 2009

' O que eu queria de ti, era (apenas)...

... mais carinho. mais atenção. mais respeito. mais consideração. mais compreensão. queria mais de ti, mas não me sinto no direito de o pedir, pois não gosto que me mudem, logo também não quero mudar ninguém. mas queria (um pouco) mais de ti porque dei o mais que pude de mim. queria mais de ti porque me tenho dedicado no ultimo 1 ano e 4 meses de corpo e alma a ti. e só deus sabe como isso me é uma eternidade, o quanto eu já quis ser livre, e o quanto o meu amor por ti se sobrepôs a esse desejo. sim, queria mais de ti.

queria que me escutasses mais, não ouvisses mas escutasses. que me olhasses mais. não ver, mas olhar. que me desses mais valor. que compreendesses que amanhã posso já cá não estar. que não me tomasses por garantida. queria que 3 anos fossem o suficiente para me conheceres bem, e saberes que gosto que leias os meus pensamentos. que percebas quando não estou bem... sem eu ter que explicar tudo e quase fazer um boneco no papel. sem me fazeres falar nas coisas que me fazem chorar. simplesmente, perceber.

queria estar à frente de tudo e de todos, porque tu estás à frente do meu tudo e dos meus todos. porque eu nunca me esqueço de ti, para ti nunca fico sem bateria, sem rede, sem dinheiro no telemóvel. e se ficar, peço um emprestado. queria estar à frente das tuas saídas, dos teus amigos, das tuas noites. porque tu estás à frente das minhas saídas, dos meus amigos, das minhas noites e dos meus dias. queria ser a nº um, a tua prioridade. queria que tivesses mais consideração quando combino algo contigo e tu à última da hora perguntas-me 'importas-te que fique aqui? eu fico contigo outro dia'. como se eu fosse descartável!

queria que desses valor aos pequenos gestos que acho que se devem fazer quando se gosta de alguém: como faltar a um teste importante para passar o dia contigo, porque tu estavas doente. não o faço para retribuires. mas certamente não o faço para ouvir um 'não' sempre que te peço algo pequenino.

queria que compreendesses as coisas que me irritam solenemente. como por exemplo eu estar a fazer uma private joke, i.e., piada privada ENTRE NÓS e os teus amigos estarem a ouvir-me a falar ao telemóvel. começares-te a rir porque eles acharam imensa piadinha. queria que te afastasses uns metros de todas as pessoas quando é para falar comigo. como eu me afasto, quando é para falar contigo. queria que percebesses porque é que isso me chateia, ou pelo menos (já nem digo perceber), mas respeitar, em vez de dizeres 'não vejo qual é o mal' e continuares a fazê-lo porque TU não vês qual é o mal. o que eu acho, penso, quero e peço não conta para nada.

queria que me apoiasses mais. mais não. que me apoiasses (lol). queria que estivesses lá quando a coisa corre mal. quando saio de casa, quando a vida corre mal, quando me sinto sozinha. queria que desses mais importância ao facto de quando eu estou desesperada precisar mesmo de insistência em vez de amuares porque eu te dei uma má resposta, e porque fico sarcástica quando me fazem perguntas-tipo 'estás bem?' e perguntas assim desse género, quando sabem que estou péssima!!
queria que percebesses que, (talvez como tu), eu também adorava ir dormir sem ter que dizer a ninguém que ía dormir. que eu adorava ir sair sem ter que dizer a ninguém de vez em quando como é que estou. que eu adorava poder não responder às mensagens de ninguém. que adorava não ter que ligar para alguém. que adorava não ter alguém que espera que eu ligue. mas que eu o faço. e que tu o fazias também, e deixaste de o fazer.

queria que percebesses que a definição de Namoro para mim é quase como um Casamento. uma coisa assustadoramente séria para mim, uma coisa de que sempre fugi a 7 pés. queria que percebesses o quanto me é difícil namorar com alguém, estar presa a alguém, ser fiel a alguém. queria que desses valor ao esforço que eu faço. queria que encarasses o namoro como eu encaro: amor; compromisso; carinho; respeito; fidelidade; prioridade. Queria que compreendesses que, para mim, uma relação que só envolve curtes, sexo, e conversas casuais não é um namoro; é uma amizade colorida.

queria que parasses para pensar nisso. queria que me ouvisses a sério, de todas as vezes que fazemos as pazes e falamos nisto. queria que parasses de prometer, que passasses a cumprir. que parasses de pedir desculpas falsas, e no outro dia fazeres o mesmo. queria que compreendesses que nunca consigo vir-me embora sem te dar um beijo de tréguas, que nunca consigo cortar relações contigo. mas queria que percebesses que me magoas. que me magoas muito.

e, finalmente, queria que me dissesses, na cara, e em todos os momentos que achares oportunos, aquilo que tu querias de mim. porque não sou perfeita, e porque duvido muito que não tenhas algo a dizer sobre isso.

eu queria isto tudo de ti. e tu não me estavas a dar nada. não quero que sejas uma pessoa diferente por minha causa: essa decisão (de mudar ou não) cabe-te a ti. eu simplesmente não me consigo adaptar, e há meses que ando a tentar.

Hoje faríamos (fazemos?) 1 ano e 4 meses. Parabéns.

(agora é aquela parte em que eu fico 4 meses a chorar)

(Nota: era este o motivo pelo qual não me apetecia nada ir àquele jantar.)

Mas agora, olhando o lado positivo das coisas: apesar de eu estar triste e com saudades, e a sofrer (vá, dramatismo), este fim foi amigável e agora somos um género de amigos íntimos... :P depois de uma longa discussão/conversa e de uma longa tarde estendida até quase à noite, ouvimo-nos um ao outro e chegámos à conclusão que namoro já não resulta. (fico contente por termos chegado a essa conclusão pelo meio da conversa e não da discussão), mas que conseguimos ser amigos. porque me fartei de querer algo que ele não me dá e ele se fartou de eu lhe estar sempre a pedir. se a culpa foi dele? sim. se a culpa foi minha? sim. a culpa foi dos dois porque os dois mudámos. mas gostamos um do outro, SIM, isso nem se põe em questão, mas o namoro sufoca... porque sentimo-nos na obrigação para outra pessoa. e percebemos que conseguimos ser amigos coloridos. que conseguimos andar, sem namorar. sem o compromisso. é o compromisso que estraga tudo. estamos melhor assim, não estamos? sinto-me curiosamente (e digo curiosamente porque eu gosto A SÉRIO dele) mais leve, livre, e aliviada. apesar de custar sempre, e de estar a custar, sobretudo porque num espaço de 5 ou 6 dias a minha auto-estima caiu toda por terra, e (acreditem, apesar deste discurso todo positivista), sinto-me a pior pessoa do mundo, tanto em termos físicos como psicológicos, neste momento odeio-me a mim própria e penso que todos me odeiam. apesar de algumas noites me apetecer imenso mandar uma mensagem de boa noite. apesar de ter andado a chorar todas as noites. apesar de às vezes me apetecer imenso que ele me ligue. apesar de estar tão habituada a ele ao ponto de ser difícil ir dormir sem uma sms dele, ou de conseguir desligar o telemóvel sem lhe mandar uma sms. apesar disso tudo, há coisas tão boas na liberdade. recuperar paixonetas proibidas (que eram proibidas por ter namorado na altura), atracções e fraquinhos. há coisas tão boas na liberdade... poder ficar sem bateria no telemóvel sem me chatear com nada. sim, CUSTA ! mas há-de passar. não tenho namorado mas tenho um amigo colorido. e o engraçado é que é como se voltássemos atrás. porque antes deste ano e tal de namoro, foram 2 anos de pura amizade colorida. e foi muito melhor então, e é muito melhor agora. e posso ter mais :D sou Solteira ! este namoro proporcionou-me alguns bons meses. mas quando a felicidade desaparece, quando se cai na rotina e mais de 50% do tempo é passado a discutir, e nos sentimos sufocados, então não vale a pena. não digo que me seja fácil, mas ninguém morre por amor, só por falta dele. além disso, 'after the rain is sun'. E agora é a parte do Sun :P Damo-nos bem assim e não é preciso mais nada. Dizermos que somos namorados só por dizermos que sim? Naã..

(já agora) Algumas definições e opiniões sobre a Amizade Colorida:

Muaah @

PS. oiçam a música que está no meu Player. é impossível não gostar e calha bem com o post.

22 comentários:

Sydney disse...

Que profundo :).. mas tb acho k estás melhor assim ;)**

Joana disse...

pelo que eu fui percebendo desde que te leio não vai ser nada dificil arranjar alguem que te mereca realmente ;)

Joana disse...

sim senhora claudia, grande musica ali do lado da Adele :)

Pikiiii disse...

Fogo, fiquei arrepiada ao ler.te, mas há muito tempo que andavas a arrastar a situação, é triste, mas foi o melhor não foi? E tu mesma estás a chegar a essa conclusão ao dizeres que te sentes aliviada!

Agora? Agora é viver a Vida!

Beijinhoooos*

Maria disse...

Não acabou o mundo.. Já há algum tempo que dizias que não andavam bem.. Secalhar esta decisão foi a melhor. O tempo o dirá..
Um beijinhooo....

Para a frente é o caminho.

Tropezinha disse...

Pois menina, ja supunha, como sabes! ;) enfim.. se estás melhor assim, é isso que importa!! ;) Um beijao enorme!!!***

A faz o desafio do post-it se gostas-te tanto dele.. !;) está lá para ti também!! ;)

Andreia do Flautim disse...

Ora assim é que é!
Senão continuavas triste!

Make me PURE disse...

Se achas que é o melhor, força!

Shakti disse...

Força para levares as coisas em frente !!

Olha para a frente sempre e nunca para trás...atrás apenas estão as recordações sejam elas quais forem...

bj e bom fim de semana

xanata disse...

quando tava a ler o teu post.. tava a pensar.. xiça a musica calha mesmo bem por acaso.. xD
e tu no final fazes referencia a isso que engraçado xD

quando ao texto.. a vida e mesmo assim.. temos de ver qual a pedra do sapato que temos e colocarmo-nos bem seja de que maneira for :)

Bu disse...

"penso que todos me odeiam"

Tu sabes que há pelo menos uma pessoa que Não te Odeia! Pelo contrário, há pelo menos uma pessoa que te ama muito, desde que eras uma miuda gorduxa, borbulhenta, com um riso meio aparvalhado, de óculos (que andava sempre de braço dado com um tal Diogo que usava as botas de salto alto da irmã.... memórias)...
E não me importa que digas a essa pessoa para não andar a picar os outros, como se essa pessoa se resumisse a uma simples "melga" -.- mas a verdade é que esta melga esteve sempre ao teu lado e sempre te adorou. Nas mudanças, na saude, na tristeza, nos namoros, nas curtes, no choro, no sorriso, nas gargalhadas histericas, nos videos ridiculos,... ves? As amizades é que sao verdadeiros casamentos, não os namoros x)

Isto so para te dizer: deixa de ser parva Maria Claudia Melga. Primeiro, ninguem te odeia. Segundo, ninguem tem que ser a tua prioridade e o teu numero um. Tu es a tua prioridade e o teu numero um.

Sara disse...

Tenho de discordar de ti numa coisa: o namoro não sufoca ... o namoro é partilha e liberdade ... vais aprender um dia e como esse dia vai ser tão bom para ti ...

Fazes-me lembrar o que passei para chegar a essa conclusão, tb sei o que é querer mais e não receber, o que é desejar e não ter e, nos entretantos, vamos sendo felizes com o que nos impõe... Amizades coloridas? Sim, é bom... mas só nos sabemos como nos podem magoar,só nós sabemos o vazio que fica quando, um dia, sem explicação, deixam de fazer sentido!

Não te conheço, apenas já passei pelo que passas, e gostava tanto que alguém me tivesse dito: um dia vais recordar apenas os momentos bons e os maus vão desaparecer da tua memória para semepre!

Enquanto esse dia não chega, vive e sonha! Aproveita, sê feliz, ri, chora, revolta-te, mas não te resignes.

Um dia tudo faz sentido, acredita!

D.Ramírez disse...

Ta quase q impossivel sair daqui com essa musica tocando..acho q vou deixar aberta sua página..ah..com certeza.
Belo post, mas acho q namoro bom nao sufoca nao, pelo contraria, nos faz respirar com mais intensidade.

Besos

A Revoluçao Feita por Nós disse...

Possa! Fiquei, juro-te...emocionado com o que escreves-te!! Tão lindo e profundo. E eu a pensar que era o unico que escrevia ás vezes coisas profundas.Na verdade nós ás vezes clamamos por coisas que não nos dão. Ficamos tristes, em baixo e pensamos " Será que somos nós que não damos o suficiente?" O problema muitas vezes não está em nós. Sim na cegueira dos outros. Tu és linda, tens uma forma profunda de te expressares e concerteza terás o todo o tempo do mundo na busca da felicidade que mereces.Beijos

A Revoluçao Feita por Nós disse...

Possa! Fiquei, juro-te...emocionado com o que escreves-te!! Tão lindo e profundo. E eu a pensar que era o unico que escrevia ás vezes coisas profundas.Na verdade nós ás vezes clamamos por coisas que não nos dão. Ficamos tristes, em baixo e pensamos " Será que somos nós que não damos o suficiente?" O problema muitas vezes não está em nós. Sim na cegueira dos outros. Tu és linda, tens uma forma profunda de te expressares e concerteza terás o todo o tempo do mundo na busca da felicidade que mereces.Beijos

Zenairas disse...

Tanto drama. 11 parágrafos de drama, mais coisa menos coisa. A tensão dramática está estabelecida e acabamos com "amigos coloridos". Drama que se preze não acaba assim! Ou amor eterno ou suicídios! Agora, "amigos coloridos"...esta juventude, hein?

Maria Nena Freitas disse...

não te preocupes...
Com o meu "gajo" foi quase igual...
num momento em que 49% era discussão, 49% eram sexo e 2% eram alguma coisa, decidimos (eu decidi, por isso vale por todos) acabar.
mas passado 10 meses, 10 sofridos meses, 10 meses com muita MERDAAAA voltamos.
foram 10 meses de amizade colorida, mas... voltams.

Não é como antes, mas melhor.
posso achar que não o amo, mas sofro mais (e confusiono menos) do que antes.
e esta a ser melhor..

só te dou um concelho: aproveita.. porque ainda o tens e tens oportunidade de "viver"

beijinho, menina da yves rocher

Ele(Eu_Proprio) @ disse...

Acho que sim, assim pelo menos nao estamos xatiados, podmos estar tristes mas estamos na boa e termos de relaçao!!!!! mais logo eu faço um comentario melhor!!! @@@@@@@@@@@@@@@@@@

Andre disse...

Boas! Bem, ja toda a gente deve ter dito o que havia para dizer aqui. Lol.

Bem, conheco-te mal como a palma da mao de alguem que nunca vi, mas ja li muito de ti e acho que as vezes as palavras valem mais que mil linhas numa mao.

Pareces-me uma mocinha bem forte e determinada. Sabes que tudo na vida vai e vem, tudo passa, mas uma coisa fica sempre - tu. Eh dentro desse universo interior que deves construir os teus palacios, os teus mundos, erguer os castelos que quiseres, mesmo que nas nuvens. Serao ao teus castelos e as tuas nuvens. Verdadeiramente teus.

Muitos vivem com tudo "la" fora, mas morrem sem nada "ca" dentro. Nao penso que seja o teu caso. Valoriza o que es por dentro e nao te prendas a quem nao tem olhos para ver o que constrois interiormente.

Como alguem disse ja aqui, "Tu es a tua prioridade e o teu numero um." Isto nao eh egoismo, eh sabedoria. Ja diziam os iogurtes, "se eu nao gostar de mim, quem gostara?"

Beijao*

Verinha disse...

Olá,
Desculpa a intromissão.
É a primeira vez que aki venho, cheguei aki atarvés do blog da Pikii.
Ao ler este post, simplesmente fiquei sem reacção e totalmente absorvida.
É incrivel como tens as mesmas "necessidades" que eu no amor, como o descreves, eu penso exactamente como tu! Em tudo! Tudo!
É pá, é que é mesmo bué estranho, parece que pura e simplesmente alguém que não conheço parecia estar a falar de mim própria!
Acho que nem eu própria seria capaz de explicar tão bem o que preciso!
É que não falhas-te uma!
Prometo voltar mais vezes, se é que me premites.
Bjks***

Koalasorridente disse...

Grande texto!!!Descreve tudo o que uma gaja espera de uma relação e que raramente acontece!!!

KoalaSorridente disse...

há!!! Vou voltar :-)