30 de abril de 2009

' Afinal, a Cláudia não é (totalmente) inculta...

... porque sim, é facto que não me interessam assuntos da actualidade tipo desporto (futebol então detesto), política, Sócrates, Barak Obama (excepto o facto de ser bastante charmoso) e crise. sim, é facto que a única coisa que percebo de literatura talvez seja Fernando Pessoa e alguma coisa (pouca) de José Saramago e Eça de Queiroz, apenas por aquilo que apanhei nas aulas de Português do secundário (e que AMAVA). sim, é verdade que talvez saiba mais sobre a 2ª Guerra Mundial e Guerra Fria do que sei do que se passa hoje em dia. sim, é verdade que talvez não saiba ter uma conversa decente sobre cinema (excepto os filmes 'comerciais), pintura, moda (excepto que adoro a Marylin Monroe e acho que todas as modelos deviam ser curvilíneas como ela). e sobre música, então, é que não sei mesmo nada, excepto distinguir o que é bom (música clássica, Pink Floyd (adoro), os grandes hit's e bandas dos anos 80, que ficaram intemporais, e outra música considerada 'boa') da música de merda que ouvimos hoje (tipo Britney Spears, Beyoncé, música House (e assusta-me que 'goste' de algumas músicas desse género, e que as tenha no player aqui do blog). epa, mas... não me vou chamar mais a mim própria de inculta. portanto, vou falar de algumas coisas que, em termos 'culturais', podem não ter a maior qualidade (tipo 'Marley e Eu'), mas que gosto, ou gostei... ora aqui vai o que realmente interessa:

Acabei de ler o livro (na verdade, já acabei há umas 3 semanas, mas o blog tem estado demasiado ocupado com outros eventos e este post ficou aqui pendente durante algum tempo.. :P LOL): Eleven Minutes. (as férias também serviram para pôr a leitura em dia). É de Paulo Coelho e sim, o mais lógico seria eu ler na minha língua materna. Mas não foi uma escolha premeditada. Há muitos anos, tinha eu uns 13, um dia, encontrei o livro em casa da minha mãe, era de uma amiga dela que vivia na Inglaterra e tinha deixado o livro lá em casa. Comecei a ler por curiosidade e até o acabei, mas na altura, além de não perceber muito de inglês, era um tema ainda um bocado 'muito para a frente' para a minha idade. Então aqui há uns 2 meses resolvi relê-lo, pois já vejo as coisas de forma diferente (e este é um daqueles livros tipo O Principezinho, que tem de se ler várias vezes ao longo da vida). Já pra não falar que, modéstia à parte, mas agora sou craque a inglês :P (tive 18 no secundário e tenho vários daqueles cursinhos e Verão eheh).




A história é sobre a vida de uma prostituta, diferente de tudo aquilo que Paulo Coelho já tinha escrito/costuma escrever. É muito ao estilo de 'O Diário de uma Prostituta'. enfim, é uma história linda escrita sem tabus, muito ousada, descreve cenas de sexo explícitas sem tabus, em inglês essas descrições ficam super poéticas ainda por cima, mas apesar desse lado 'selvagem', em forma de pano de fundo, tem um romance ! olhem, é um romance erótico, é isso mesmo xD HIGHLY RECOMENDED! este livro deu-me inspiração. em dois meses escrevi poemas e mais poemas e até pseudo-letras de músicas em inglês (e às vezes, quando ficava bem, até fazia tradução para Português) como nunca tinha escrito em tão pouco tempo. A maioria ficou uma m*rda, mas eu guardo sempre à mesma.


- // -


E finalmente, depois de muita espera e desespera, depois de ter lido o livro já fui ver o filme Marley&Eu.. bem, na verdade, já o vi logo a seguir à estreia (isto porque me foi impossível ir à estreia mesmo,lol), só que não queria vir aqui falar do filme logo depois de sair. fui com a minha mãe porque partilhámos as duas a leitura do livro, e, apesar de os filmes assassinarem sempre os livros (não aconteceu nem metade do que estava no livro, cortaram imenso, mas isso também é normal), aconteceu-me tal qual como no livro: chorei a rir do princípio quase ao fim. porque no fim, quando o cão morreu (epa, já toda a gente sabe), chorei.. tanto, tanto, tanto. a minha mãe e eu a chorarmos as duas feitas parvas.. e no fim da sessão eu reparei que montes de gente estava a chorar e a disfarçar... basta adorar cães, ter convivido com cães a vida toda e ser um pouco sensível (eu) para se chorar a ver o filme... HIGHLY RECOMENDED também :D mas levem lenços! lol







- // -




Esta música é EXCELENTE... comecei a ouvi-la na rádio mas não me chamou a atenção. nem gosto muito do Neyo. Mas um dia, no fim de uma aula de dança, alongámos com esta música (alongamos sempre com música, pra ser mais divertido,lol). Aquele momento foi tão relaxante, a fazer alongamentos e a ouvir a letra da música bem alto, o ritmo, a batida... gostei... adorei... fiquei viciada nesta música... apetece-me dançar ao ritmo dela, apetece MESMO sempre que oiço... eu sou 'viciada' em milhares de músicas e por isso até pus um player no blog xD mas esta tem qualquer coisa de... nem sei ! é como diz a própria letra 'there's something about her, I can't figure it out, but theres something about her'... LINDA :')

- // -





Sigur Rós. Conheci esta banda através dele. E fiquei completamente viciada. Não é uma banda conhecida, mas tem músicas tão lindas... é relaxar e ouvir, ouvir e relaxar. eu amo música calma, música clássica até, música só instrumental. e isto faz-me sentir nas nuvens. pela música, e por ele, porque me faz lembrar :')

- // -



penso que toda a gente já viu este anúncio. está simplesmente emocionante. fico sempre com vontade de chorar . LINDOOOO... marketing do bom (só podia ser da Coca-Cola xD )


- // -




Para mim, esta é uma das músicas mais LINDAS de Rodrigo Leão. É um músico e compositor (não cantor, porque as músicas dele são sempre interpretadas por outras pessoas) nada conhecido, mas tomei conhecimento do mesmo através do Equador. amo a banda sonora do Equador (série), e resolvi investigar (a começar pelo genérico .. lol). a mais conhecida é a 'Vida tão só, Vida tão estranha' do Luís Bernardo com a Matilde (primeiro romance de todo o romance), depois descobri outras músicas, como por exemplo esta, que amo mesmo... porque amo música cantada em brasileiro, bossa nova e coisas do género :) (nada de Ivetes Sangalos, odeio a mulher LOL)

E por falar em Equador, já que sigo a série religiosamente e tenho quase todos os episódios gravados para ver de novo se me apetecer... resolvi também ler o livro. Já comecei e é claramente bem diferente da série, apesar de ainda só ir no 3º capítulo e o início não ser sempre o que mais me atrai num livro (normalmente só no meio é que começo a achar interessante, mas neste é diferente porque já conheço a história). é melhor, dá pra imaginar as coisas à minha maneira. mas vou continuar a ver a série, não resisto, adoro aquilo... ^^ e ainda estou aqui numa GRANDE LUTA para descobrir a música do romance entre Luís Bernardo e Anne (uma que tem uma voz feminina a cantar em inglês, está no post abaixo, mas não encontro nada no google, baah... a música é simplesmente apaixonante.. ajuda aceita-se xD ).

(só 5 palavrinhas: A-PAI-XO-NAN-TE :P )


E porque este blog não serve só pra eu vir desabafar e contar coisas do meu dia-a-dia... não sou assim tão burrinha e superficial como sei que às vezes dou a entender. adoro ler, ando sempre com um livro na mala, adoro música (boa música, a que ponho aqui no blog é só comercialize), e quanto aos filmes... bem, sinceramente não vou muito ao cinema, gostava de ir mais, vou começar a ir mais aliás... agora até tenho uma companhia interessante e adorável :) .

Muaah @

Ps. Ah ! já me esquecia... ontem (29 de Abril) foi o DIA MUNDIAL DA DANÇA e eu tive uma deliciosa aula :)

4 comentários:

Menina disse...

Já li o livro "onze minutos" e adorei mesmo =D O marley e eu já queria ter visto o filme, mas ainda não deu..mas de certeza que vou gostar!

Sigur Rós tem música mesmo giras!

beijo*

ps: boa sorte na procura da música do Equador!

♥ Pedaços de Cor♥ disse...

Há novidades no blog, da uma espreitadela.

beijihno

Olhos Dourados disse...

Eu também prefiro sempre os livros. Os filmes parece que falta lá sempre algo.

→ Calipso disse...

Tb adoro ler. Ah btw, tens um erro. Escreve-se Ne-Yo. Quanto ao filme Marley&Eu, não gostei msm nada do filme =X Mas adorei o livro :D