16 de junho de 2009

' Ele acabou comigo.

Ele acabou comigo, porque diz sermos demasiado diferentes. Um dia, sem mais nem menos, sem eu estar à espera, ele lança a bomba. Depois de, claro, já ter premeditado tudo: no hi5, eu já não era namorada dele, já não havia espaço para mim na vida dele, (mas devia estar à espera que eu fosse lá ver para descobrir que ele queria terminar tudo. porque não disse logo então?).

Ele acabou comigo. Porque eu sou muito 'liberal'. Porque, feita parva, contei-lhe a minha teoria do 'se não sentes nada pela outra pessoa com quem estás, então não é traição. traição é só quando manténs uma relação amorosa com duas pessoas ao mesmo tempo' (o que devo dizer que nunca passou da teoria nem pretendo que passe). Porque eu disse-lhe que perdoava facilmente uma traição, que se ele alguma vez caísse em tentação eu compreendia, a carne é fraca e eu não tenho uma mente fechada. Disse-lhe que nada durava eternamente e que nunca ía ficar com a mesma pessoa para 'o resto da vida' (mas também não disse que ao fim de um mês queria que acabasse). Disse-lhe que gostava de o ver com outra rapariga, a curtir à minha frente, porque isso 'dava-me pica'. Sim, é assim, eu sou assim. Eu não escondo quem sou, o que gosto, o que penso, os meus desejos, os meus 'fetiches'. Sou assim com toda a gente, sou assim no blog e fui, sobretudo, assim com ELE. não tenho medo nem vergonha de assumir nada cerca de mim! "seja você mesmo porque os outros já existem"...

Ele acabou comigo, no fundo, porque eu fui sincera. Porque eu sou transparente. Porque eu me exponho muito no blog. Mas o blog não é meu, a vida a ser exposta não é minha?

Mas, de todas as diferenças, ele esqueceu-se de que não era eu a única a ser diferente dele. Ele também era muito diferente de mim. E muita vez, devido a essas diferenças, eu me senti mal. E eu desisti? Eu baixei os braços à primeira dificuldade? NÃO. porque a vida é um mar de rosas... com muitos espinhos. porque eu me adaptei de alguma forma, a personalidade dele à minha. porque são as diferenças que faziam cada um de nós único e especial, e diferenças conciliam-se, complementam-se. oxalá ele um dia encontre uma pessoa igualzinha a ele. não vai ser preciso nem um mês e 6 dias para se fartar de namorar consigo mesmo.

E ele acabou comigo por tanta coisa!... que eu ainda hoje não compreendo. exemplos... por eu ser egocêntrica (não lhe dava atenção? dava...). por eu ter olhos na cara e olhar para outras pessoas (ele não achava a Diana Chaves gira? alguém morreu por causa disso?). por eu ter amigos que queriam algo comigo (quereria isso dizer que eu fosse ter algo com eles? ele também tinha muitas amiguinhas...). por eu ser ELOGIADA (esta bateu tudo. em vez de ficar feliz por me elogiarem...). porque me quer deixar ter 'aventuras' que 'sabe que eu quero ter' (ele sabe o que eu quero ou deixo de querer? ele não sabe que, se namorava com ele, era porque a única aventura que queria ter, era com ele? não me conhecia, e isso é tão implacável num namoro. tomou decisões por mim, 'tu queres isto e tu queres aquilo'). porque ele sabia que no futuro só ía dar problemas (agora virou vidente?). enfim. ele acabou comigo por uma variedade de coisas que ainda hoje não assimilei.

Mas penso que, ele acabou comigo, no fundo, apenas por uma pequena grande diferença: EU CONFIAVA NELE E ACEITAVA-O COMO ELE ERA. ELE NÃO ME ACEITAVA NEM CONFIAVA EM MIM. nem sequer me conhecia bem, apesar de eu ser uma pessoa que me dou a conhecer demasiado, demais até, defeito meu! e isso, para mim, é uma grande, grande diferença. capaz de abafar todas as outras: se eu achava X e ele achava Y, se eu fazia Z e ele fazia W.

mas se houvesse realmente amor, da parte dele, não importava nada disso. "se gosto de ti, se gostas de mim, se isto não chega tens o mundo ao contrário". isso não chegava? gostamos um do outro, dizemos que gostamos um do outro, dizemos q temos saudades um do outro, ainda falamos imenso, é uma estupidez não estarmos juntos e foi uma decisão na qual eu nem tive qualquer participação. acho injusto.

às vezes penso que se calhar, foi uma paixão arrebatadora de 2 meses, que acabou por passar. mas eu sinto mais que simples paixão.

(enfim, Cláudia. mais uma para aprenderes a não te meteres em coisas sérias. e a não confiares em mais ninguém em ser, em ti própria. e eu que ía fazer um post precisamente sobre uma das nossas semelhanças... temos pena. o copo está sempre meio cheio, essa é a minha filosofia de vida que tem funcionado mais eficazmente desde sempre. a velha Cláudia com a lista dos 11 pretendentes voltou. voltaram os convites para sair, para cinema, para jantar e almoçar em casa e 'posso ir a tua casa' e 'posso-te convidar para sair' e blá blá. e para quê mais mentiras? eu gosto disso. gostava mais do Tiago, mas ele quis assim. a liberdade sabe-me pela vida e essa é, no fundo, a razão principal por que 'o copo está sempre meio cheio e nunca meio vazio'.)

Muaah @

Ps. quando escrevi este post (no dia em que ele acabou comigo), estava mesmo revoltada e chocada (pois não estava à espera) e nem consegui ficar triste de tão revoltada que fiquei ao início. escrevi o post de cabeça quente. agora, que já 'esfriei', fiquei triste sim, mas por outro lado, pensei melhor: o ponto em que estamos neste momento, é o ponto em que estávamos antes de começarmos a namorar, porque continuamos a falar e já admitimos os dois que morremos de vontade de estar juntos. o que só me leva a concluir (mais uma experiência que me leva a concluir) que namoros estragam (mesmo) tudo. está-se tão bem na fase inicial, não podemos ficar assim por tempo indeterminado? porquê, afinal, a pressão do namoro? PARA QUÊ? é alguma regra social? temos de ter um rótulo 'namorada do Tiago' e 'namorado da Cláudia'? depois da pressão para namorar, vem a pressão do próprio namoro: o ter que estar, o ter que fazer, o parecer mal se não apetecer estar, o parecer mal se não responder a uma mensagem, se não atender a uma chamada, se adormecer sem mandar sms de boa noite. deixa de haver um eu para começar a haver um nós, deixa de haver espaço individual, todos os tempinhos livres são um para o outro e isso pode parecer bom mas sufoca um bocado. não é tão bom estarmos apenas quando nos apetece, sem pressões e sem obrigações? eu escrevi isto tanta e tanta vez no blog, over and over again, ele não me deu ouvidos, preferiu arriscar, não o critico, arriscámos os dois. com os erros aprendem-se e isto apenas serve para confirmar a minha teoria: NAMORAR, NÃO!

[e estas teorias são todas muito bonitas, mas estou super triste e saber que o 'gostar' não chega para ele, como chega para mim, ainda ajuda mais ao facto. hoje tive tanta vontade de chorar só ao ver o nome dele num e-mail que me tinha enviado].

39 comentários:

Albuquerque disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Albuquerque disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
'C. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Albuquerque disse...

nao fales do futuro pois nao sabes nada acerca do futuro.
;)
exactamente.

Pikiiii disse...

Olha nem sei que te dizer. Penso que as razões para o tempo que se passou não se aplicam bem, mas ele é gajo e todos são assim. Enfim..
Quanto ao que expões e não expões no blog isso só a ti te dá direito. Olha é por estas e por outras quase ninguém que me conhece sabe o link do blog, sabem que tenho um e basta!.

Beijinhooos*

Pikiiii disse...

Obrigado =)

Anónimo disse...

Claudia,
Sou leitora do teu blog há uns tempos e nunca comentei porque achava sempre que não tinha que meter o nariz onde não era chamada.
Hoje, não consigo evitar e se não te importares tenho umas coisas para te dizer as quais espero que não levas a mal pois eu gosto de te ler.

Assisti virtualmente ao começo do teu namoro e sinceramente achei tudo muito rápido mas algo que me fez bastante confusão foi a facilidade com que o teu namorado ou agora ex-namorado dizia vezes sem conta "amo-te". Essa palavra é demasiada forte e preciosa para ser dita de forma tão rotineira.
Na minha maneira de ver acho isso ridículo porque não há ninguém que ame logo no início. Existe sim paixão, o gostar da outra mas daí "amar" vai uma grande diferença.
Não foi difícil perceber que a vossa relação estava condenada ao fracasso, infelizmente.
Além do "amo-te" constante é impressionante a facilidade com que ele escrevia palavras de amor. Parecia um Romeu qualquer loucamente apaixonado... facto é que essas palavras foram todas ditas da boca para fora (como dizem os brasileiros lol), alías pelo que contas aqui neste post é mais que evidente que ele não te amava. Quando se ama verdadeiramente supera-se tudo e como dizes e muito bem não é à 1ª diferença do casal que se desiste, pelo amor da santa!
Embora tenhas as tuas teorias sobre o namoro (às quais discordo lol), penso que se ele te amasse conseguiria-te fazer ver com o tempo a vantagem do seres menos liberal. Só que claro dá trabalho e como ele é inseguro e ciumento realmente não dá.

Francamente ele é muito infantil apesar da sua idade e na minha opinião nem para amigo serve porque ele foi tudo menos teu amigo, não foi honesto. Acabar um namoro ai fim de 1 mês depois de jurar palavras de amor, epá sem comentários! Olha vê isto como uma lição de vida e da próxima mantém um pé atrás quando "cuspirem" palavras de amor pelo ar. Tudo se controí, o amor também.

O teu mal foi teres sido genuinamente sincera em tão pouco tempo e imatura. Devias ter deixado andar a ver até onde ia, viver o presente cada momento e não pensares no futuro. Para quê? Não sabes como será daqui a 1 ano por exemplo. Eu também já fiz esta asneira de dizer que nada é eterno e tal e tramei-me. É normal, ora pensa bem: porque raio havemos de namorar seriamente se já antevemos o fim?

Claro que agora estás magoada mas vais ver que daqui a nada já desistes da ideia de nunca mais namorar. O verdadeiro cupido há-de te apanhar lol! Não há nada melhor que ouvir um amo-te sincero, vindo bem lá no fundo em momentos oportunos.
Ele até pode ter saudades tuas, neste momento mas como os gajos pensam mais com a cabeça de baixo estou em crer que falta-lhe o sexo lol! xD
Agora cabeça bem em cima, manda a tristeza para aquele sítio e toca curtir a vida que são 2 dias!

Xiii, escrevi imenso! Desculpa pela seca e pelo teor, é só mais um parecer pessoal que espero te ajude em alguma coisita :D

Beijinhos

Silvia

Inês disse...

Não acredito em amores eternos e isso já causou polémica no meu blog ao ponto de me quererem bater lol.

Mas coisas a parte, a menima do post acima tem razao em tudo o que diz mas isso é uma pessoa a pensar de fora. Mas quando se está in love, apoixonada, pensa tudo menos assim! Eu sei disso... E depois fode-se como sempre.

o amor caba sempre por cair na rotina, acaba por ser um ciclo vicioso. Não vale apena insistir numa coisa que já sabemos como vai dar, é tão certo como as galinhas que pôe ovos.

Posso não ser romantica e não dizer palavras de amor e ter duvidas se vou trair ou não a pessoa com quem estou mas tenho a certeza que, os meus sentimentos por ele talvez são mais genuinos do que muita gente que anda ai a abrir a boca so para ingles ver.

como costumo dizer, SOMOS ANIMAIS!:)

beijinhos*

Senhor das Chaves disse...

O amor é eterno... enquanto dura :o)

É por isso que eu sou totalmente lésbico. Os homens são mesmo assim lol

Num fica triste... num vale a pena :o)

Maria disse...

Bola para a frente.. Realmente quando li isso aqui no blog, não estava nada á espera.. E ele que comentava todos os posts com juras de amor eterno...

Mas o que é que vai na cabeça destes rapazes....!

beijinho.

Maria disse...

Bola para a frente.. Realmente quando li isso aqui no blog, não estava nada á espera.. E ele que comentava todos os posts com juras de amor eterno...

Mas o que é que vai na cabeça destes rapazes....!

beijinho.

Maria disse...

Bola para a frente.. Realmente quando li isso aqui no blog, não estava nada á espera.. E ele que comentava todos os posts com juras de amor eterno...

Mas o que é que vai na cabeça destes rapazes....!

beijinho.

Olhos Dourados disse...

Bem, eu não vejo o namoro da mesma maneira que tu. Para mim há espaço para ele e para os meus amigos e para as minhas coisas. Os meus tempos livres não são só para ele.

ajoanita disse...

Comigo foi a mesma merda. E sabes que mais? Não vale a pena. Esquece-o, não tenhas ilusões... Às vezes ainda sofro por isso... pensava sempre "ah, um dia ainda vamos recomeçar tudo", "ah, ele ainda vai gostar de mim e já não vou querer saber dele"... Mas não vale mesmo a pena! Os homens são todos iguais. TODOS.
E não tens de te deixar de namoros por causa disso! Ele não te deu sinais? Não estava diferente contigo? Por acaso comigo estava, mas loira burra que sou não percebi. Namora muito, aproveita. Ao mínimo sinal, já sabes. E ficas tu a ganhar. Ainda és nova e um dia, quando entrares numa relação a sério, vai ser tudo diferente. E tu percebes quando isso acontecer.
Se quiseres ficas amiga dele à mesma, se não, manda-o bugiar. Na verdade eu combinei ficar amiga do meu ex...mas isso não funciona. Há sempre alguém a mandar bocas, há sempre discussões por tudo e por nada.. e isso, para mim, não são amigos.
Força! E aproveita mas é a vida!

Morce disse...

Acho que é inutil tentar encontrar culpados sabes? Cada um é como é, somos todos diferentes, as opiniões não são as mesmas, blablabla. és sincera contigo, e com os outros, e isso é o mais importante. Ao seres sincera, permites que não existam surpresas, e posteriores desilusões. O preço de seres sincera, é elevadíssimo em certas situações. Mas o melhor disso tudo, é que te sentes bem contigo mesma, porque não escondes nada.
Se te queres dar a conhecer, se te queres expor, se queres fazer tudo o que fazes, e que ele não gosta, FAZ, é problema teu.
Eu acabei com o meu namorado de 2 anos à muito pouco tempo, e posso dizer-te, que um mês de namoro, não é suficiente para se querer lutar. E digo-te também, que mais vale agora, do que mais para a frente.
Tens uma vida pela frente, tens 11 pretendentes, vamos lá seguir em frente, e não pensar muito nisto.
Tudo de bom para ti *

'C. disse...

Silvia, concordo com quase tudo o que dizes, inclusivé que fui imatura. SOU imatura, admito isso. em certos aspectos ainda não cresci, mas por vezes penso, que se calhar não quero crescer. porque a vida é mais facilitada para quem não cresceu ainda... ainda assim não responsabilizo ninguém pelas minhas acções.

acho que sim, e já lhe disse a ele, que foi uma estupidez. eu própria achava que estávamos a ir depressa demais, aquele fulgor todo do 1º mes foi rápido demais e eu própria escrevi-o tanta vez no blog. mas, na situação, enquanto se está lá, deixa de importar tudo isso, sabes como é.

quanto às 'relações que não são eternas', não é uma questão de antever o fim; não antevejo um fim, tipo 'daqui a 2 anos já não vamos estar juntos', é mais 'é tudo muito bonito, mas é obvio que ninguem fica para sempre com um namorado que teve aos 19 anos'.

não me arrependo, no entanto, posso dizer que foi um 'erro', mais um, que me fez aprender! é para isso q eles servem.

não tens de pedir desculpa por nada, ADORO (a sério) receber comentários enormes, às vezes leio-os umas 3 vezes para ver se não me escapou nada :P OBRIGADA!

Beijinho

Sofia disse...

Então amiga?

Estava a correr tão bem... andavas tão feliz.

MANDA OS GAJOS À MERDA...

É SÓ COME-LOS E MANDA-LOS EMBORA

CG disse...

Também sou bastante liberal em algumas coisas, não sou preconceituosa, mas, nesse aspecto, sou totalmente diferente de ti.
Para mim, ou é a sério ou não é, e ou está só comigo ou não está.
Muitos gajos davam tudo para ter uma namorada assim tão liberal, mas, como tudo, quando se tem não se dá valor.
Até porque estavas a ir contra algo que nunca concordaste muito: ter um relacionamento sério. E, apesar de tudo, via-se o quanto gostavas dele e o quanto estavas disposta a lutar para que desse certo.
Sem querer dar uma de mãe (lol), acho que as coisas entre vocês aconteceram muto rápido e, como já foi dito acima, ele disse que te amava cedo demais. Quando as coisas começam muito rápido, têm também tendência para acabar rápido. Been there, done that!
Só espero que faças aquilo que achas que te vai fazer feliz. Mas não te esqueças do teu último relacionamento, e do rumo que as coisas estavam a tomar.
Big Kisses

Plataforma disse...

Gosto da tua atitude... Blog 5 estrelas o meu é pequenino =D acabou de nascer =P
http://plataforma-blog.blogspot.com

A proposito, adicionei te na minha lista =) beijinho

Plataforma disse...

Ola =D sei sim... toco desde muito muito pequenino =P não sabia onde te responder, por isso pimba! vim aqui... lol toco jazz e tudo o que ande à volta disso (bossa nova, funk, blues, etc...)

Beijinho =)

Plataforma disse...

Como auto didacta não é tão facil garanto te... em todo o caso se não o tentares certamente não conseguirás! =) A motivação é em tudo o mais importante =)
(isto de falar nos posts é cómico) lol =P

Menina disse...

Acho mesm estranho que uma pessoa que dizia que gostava tanto de ti, depois fazer isto...mas enfim, acho que é por isso que ando sempre de pé atrás, sem me entusiasmar demais..com medo que acabe por estar a ser "enganada".

Mas pronto, agora é tentar não dar muita importância e fazer outras coisas para te distraires =)

beijo grande e força!*

Plataforma disse...

Bossa Nova é como uma limonada bem gelada no verão! Cai sempre bem lol Se precisares de dicas de guitarra é só dizer, já dei aulas e tenho toneladas de material didático, no verdadeiro sentido da palavra! Se quiseres também podes adicionar o mail da plataforma pois vou começar a entrar no msn por lá =)

Plataforma disse...

Take 4? 5? lol isto é mesmo engraçado por aqui lol Ok fixe =) porta bem beijinho =)

B! disse...

Passei por aqui só para te dar umas palavras reconfortantes ( se conseguir claro...)

Percebo o que estás a passar, aliás não percebo esquece... nunca tive um relacionamento. Já comecei mal...
Retomando, o que te posso dizer é que aprendemos com os nossos erros ( que frase cliché) e que homens há muitos! Podes não ter encontrado a pessoa ideal mas há de aparecer alguém que te compreenda e saiba lidar com as tuas loucuras e vontade de liberdade :P

Gostava de poder ajudar mas não tenho muito jeito para animar pessoas ( sou um desastre!)

Qualquer coisa já sabes que estou aqui para te dar conselhos, sejam bons ou maus!

Não desanimes!

beijinhos

Shakti disse...

Olha eu custa-me imenso o que vou dizer ( e deves saber o porquê...)...mas são coisas da idade...quando olhares para trás vais-te lembrar de tudo isto com saudade...

Bolas...isto começa a ficar complicado..lol

bj grande de força e esperança!

Albuquerque disse...

Fantástico, tudo aqui a dizer que eu sou infantil, que sou imaturo, que uso o Amo-te a toda a hora:
Perguntem à Claudia, dona deste blog, minha ex namorada, o que lhe custou ouvir um Amo-te da minha pessoa!
EU SIM, EU dizia que estava tudo a acontecer muito rápido não tu Cláudia, tu dizias-me que querias deixar andar, eu fui sempre quem pensou no que vem a seguir, sou eu sempre que penso no futuro e porque? EU sou assim!
Eu, estando num namoro, não tenho que olhar só para o presente, mas sim, para o futuro! é errado pensar assim? eu não acho! Eu quero certezas, se estou a namorar, não incertezas! Mas não foi essa a razão pela qual acabei.
Eu acabei, porque vi, que a relação não ia ter futuro, pela opinião diferente, dos dois, que existe em relação ao namoro.
Eu acabei, porque começava a não me sentir especial, começava a não me sentir bem E PARA ELA NÃO MUDAR A MANEIRA DE SER DELA e para continuar a ser quem era e para não pensar seker em mudar por minha causa(porque não acho isso saudável, nem eu mudaria por ninguém), decidi acabar!
EU não estava bem, eu acho que foi um mes e tal, fantastico sem duvida, mas via-se claramente, que mais à frente, haveriam problemas e eu, simplesmente evitei isso, porque não gosto. Eu sai de uma relação em grande, que apesar de curta, foi fantastica!
é preferivel sair de um namoro a Amar essa pessoa, do que, como eu via se continuasse, a odiar, ou até mesmo, a deixar de se gostar (pelas ideias bem diferentes que havia em relação a que é um namoro!

Eu para namorar, tem que ser uma coisa para valer. Não, eu não sou imaturo, não, eu não sou infantil.
Eu preocupo-me muito e agora mais do que nunca, COMIGO! Se não estava bem, acham bem, continuar algo, só porque nos amaMos?
Um namoro, tem que haver mais que Amor, por exemplo, O BEM ESTAR DOS DOIS. Afastei-me, para nem seker pensasses em mudar, quer seja o que for por minha causa(sei que n o farias e ainda bem) e porque NÃO me sentia especial, não me sentia bem!

é pena Cláudia, mas dás uma ideia ERRADA do que se passou aos visitantes do teu blog.
é pena o namoro ter acabado, mas se há coisa que NUNCA ME ARREPENDO, é de ter namorado contigo. Pena que sintas isso.
Eu Amei ter estado contigo ;)

Para a Senhora Silvia Anónima, nunca fale do que não sabe e se se refere a mim assim de mim, é porque não me conhece e ainda bem ;) mas gostei do que ela disse, gosto até que as pessoas fiquem com uma ideia errada de mim, pois é a confusão criada na cabeça das pessoas que gera a vida e isso, fascina-me! ;) LOL
Força ai nessa vida, Senhora Silvia Anónima.

Quanto a ti Cláudia, só pecas porque fazes passar uma ideia ERRADA do que se passou realmente.
Amo-te, mas ficar contigo, só porque sim, não!
Primeiro, sempre o meu bem estar e com este, viver claramente e da melhor maneira, o namoro, o Amor.

Descança, porque eu estou de partida ;)
Até lá e depois do lá, vou-te recordar sempre, porque me orgulho de ti e não me vejo ou revejo arrependido.
Fui..

Anónimo disse...

Senhor Albuquerque, a Senhora está no céu, ok? Qualquer pessoa quer seja amiga ou apenas visitante como eu cingimo-nos ao que a Claudia diz no blog, óbvio, porque o blog é dela.
São meras opiniões, se as levou tanto a peito é porque enfiou a carapuça. A Claudia não passou nenhuma imagem sua deturpada, a prova está no seu (Tiago) exposto. A minha opinião vale o que vale mas contra factos não há argumentos.
Vejamos:
- quem é que escreveu declarações de amor dignas de um romance de Nicholas Spark em tão pouco tempo? Muito bonitas por sinal mas, como se pode constatar, totalmente ridículas. As palavras são lindas e tal mas o que é preciso é acção. É preferível dizer raramente um amo-te, dizendo apenas em ocasiões especiais e agir em conformidade. As palavras leva-as ao vento, as atitudes não.

- Se achava que estava tudo a correr muito depressa porque não conversaram sobre isso como gente que se gosta? A conversar é que a gente se entende, não?

- Pensa muito no futuro? Acho que faz muito bem mas num namoro de 1 mês não estará a colocar a carroça a frente dos bois?? Ora pense bem? Acha realmente que se pode construir um futuro ao fim de…1 mês?? Com essa forma de pensar, perdoa-me a sinceridade, ainda irá levar com muitos balde de água fria. Queria que a Claudia com 19 anos, ainda sem rumo para o futuro, com muitas decisões a tomar pela frente quisesse o quê exactamente? Não é muito melhor viver o dia-a-dia e construir o amor aos poucos? Eu gostava de acreditar no amor eterno mas isso só resulta nos contos de fada.

-"Acabou porque via que não ia ter futuro": tem que me ensinar a antever o futuro ao fim de 1 mês, isso é extraordinário! Lol

- Escreveu tantas vezes “eu acabei” parece que tem orgulho em dizê-lo como se de grandioso se tratasse. Não sei não, mas dá assim a impressão que teve medo de ser traído e antes que acontecesse, opá acabar. Precisa de rever essa auto-estima e ter mais segurança em si ;P
Há pessoas que não se sentem bem com o sucesso alheio, tanto profissional como pessoal. Será que o sucesso da Claudia junto do sexo masculino não o levou a agir impulsivamente? Digo eu que nada tenho a ver com isso e nada sei :P mas que sentiu na pele a pressão de ser constantemente bajulada pelos rapazes e o respectivo namorado não aguentar.

- Acabou a relação para a Claudia não mudar a sua maneira de ser? Diga-lá pense com calma, isso tem alguma lógica?? Quando amamos não devemos nunca mudar o outro, isso é ponto assente mas podemos moldar-nos ou moldar essa pessoa, ninguém é estático tudo se transforma. Como já disse anteriormente é preciso é querer quando aquele sentimento realmente existe.
Isso faz-me lembrar a velha frase típica de quem acaba “a culpa não é tua é minha” lol

(cont.)

Anónimo disse...

- “Foi um mês fantástico mas via-se que iriam existir problemas”, hmmmm… imagine-se num emprego fantástico à qual sempre sonhou, pelo facto de antever problemas com o chefe vai demitir-se?? A inteligência está na forma como ultrapassa os problemas e não a rapidez com que desiste à 1ª dificuldade. Xiii, com essa forma de pensar os baldes de água fria vão virar pedragulhos! Depois ainda acha incrível chamarem-no de infantil

- Isso de sair de um namoro(???) a amar alguém… epá sem comentários! É masoquista, é??

Disse:
“Eu para namorar, tem que ser uma coisa para valer. Não, eu não sou imaturo, não, eu não sou infantil.
Eu preocupo-me muito e agora mais do que nunca, COMIGO! Se não estava bem, acham bem, continuar algo, só porque nos amaMos?”

Não tem noção nenhuma do que escreveu pois não? A sério, isto está a tornar-se uma anedota de calinadas! É um no prego e outro na ferradura! Quem é afinal o egocêntrico aqui??
Tanta discrepância!
Claro que não o conheço e francamente ainda bem porque confuso como é, não o aguentaria como colega ou amigo de coisa nenhuma. Os seus argumentos são de bradar aos céus!
Na boa, força ai nessa vida também e coloque um bom capacete! Lol

Disse:
“Primeiro, sempre o meu bem estar e com este, viver claramente e da melhor maneira, o namoro, o Amor.”

Meu caro, amar é colocar a pessoa amada em 1º lugar. Se o seu bem estar está acima de tudo, tenho pena da vida solitária que irá viver. Quem ama é capaz, veja lá isso, de dar a própria vida!


Ó Claudia, aqui entre nós que ninguém nos leia ;P mereces MUITO melhor do que isso! Ele não é digno de ti. Quem coloca o seu bem estar 1º do que tudo, não presta. Jamais!
Quando te sentires triste relê o que ele escreveu, ficas logo com aquele ânimo “ainda bem que acabou, que pesadelo!” Quem perde é ele e não tu, a todos os níveis!
Já viste as mensagens de apoio que recebeste? Não estás só, todas nós já vivemos algo parecido. Pensamos que estamos no céu, depois é cada tombo, eu sei been there done that.
Daqui a nada ainda te vais rir desta curte! LOL
És bonita e tudo (é para acabar com essa mania que os gajos acham-nos todas invejosas e que só dizemos mal umas das outras LOL)

Bem agora é que me estendi demais mesmo, isto parece um testamento! Lol
Vê lá se continuas a brindar-nos com as tuas experiências.

Beijinhos

Silvia

PS: Lá estou eu a outra vez! Claudia, quando falei em imaturidade quis dizer relativamente ao seres sincera demais, és genuína. Infelizmente nesta sociedade não dá, é só gente hipócrita. Todos nós somos imaturos, uns mais do que outros.
Aliás ao confessares que és imatura já revelas maturidade contrariamente a outros que se acham maduros e sai cada tomate verde ;P

Albuquerque disse...

Ficou o apontamente Silvia Anónima.
Se me chamou senhor, é porque também me considera um Deus. Respeito isso ;)

Li atentamente o que disse, mas volto a repetir, não ficou com a ideia certa de como acabamos e como estamos agora.

Cláudia, desculpa o utilizar do teu blog, mas já esclareci tudo com a Silvia Anónima.
O maior orgulho por ter frequentado este blog, um dia voltarei aqui ;)
@

Albuquerque disse...

apontamento*

'C. disse...

nunca um blog meu teve tanto comentário :O

Silvia, estás à vontade (não sei se devo tratar por 'tu', mas pronto :P )

Sinceramente já disse tudo o que tenho a dizer sobre o assunto, estou emocional e psicologicamente exausta disto...

Só mais uma coisa, Tiago: ao dizeres isto "é pena Cláudia, mas dás uma ideia ERRADA do que se passou aos visitantes do teu blog." estás a partir do princípio que és o dono da razão e que as tuas razões é que estão correctas. já pensaste ver as coisas por outra perspectiva? não há ideias erradas nem certas, só há duas: a tua, e a minha. porque é que a tua é que tem que estar ceerta? porque é que me estaás sempre a dizer que 'um dia eu vou compreender'? não podes ser tu a compreender o MEU lado? e depois, sou eu a egocêntrica? sim, sou! mas aqui quem está a olhar para o próprio umbigo, és tu! e enquanto o blog for meu, enquanto a única forma de entrar aqui for o MEU mail e a MINHHA password, sou livre de expressar o que quero, a MINHA opinião, a MINHA ideia do que se passa... seja ela certa ou errada!

Já agora, não sei qual é o teu gozo em estares sempre a dizer que 'vais'. 'vou mas volto', 'um dia voolto', 'fui'. se queres ir, vai de uma vez, não faças questão de mo relembrar!

era só isto e dou o assunto por encerrado da minha parte...

Anónimo disse...

Oh Claudia, sou pouco mais velha do que tu, ias me tratar como? Por senhora?? lol
Tratei o "senhor" Albuquerque na 3ª pessoa porque ele me chamou de senhora, mais nada lol!


Bora esquecer isso tudo!
Beijinhos

Silvia

pezinhos de cetim disse...

Concordo com a Cláudia em muitas das suas opiniões...

Concordo com a Sílvia em tudo...

Ainda bem que esse "namoro" acabou, o rapaz é um poço de problemas! Para além de infantil, tem um ego do tamanho sei lá do quê e um orgulho! Bem, um orgulho gigante... Ele que não cresça e, como diz a Sílvia, vão-lhe cair pedregulhos em cima...

Há quem só aprenda assim... Há quem nunca aprenda...

MLeonor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MLeonor disse...

Cláudia, olha... Tb não me queria meter mas percebo os dois lados, o teu e o do Tiago.

Há coisas que não podemos dizer aos nossos namorados. Tu como disseste, és impulsiva e não tens nada a esconder, mas acredita, há coisas que são mal interpretadas e que nem sequer fazem muito sentido dizer ao namorado. Por exemplo, isso de te dar pica ver o teu namorado a curtir com outra. Imagina o que ele pensou ao fim de dois meses de namoro! E o facto de perdoares facilmente uma traição! Tens de te pôr no lugar dele.
Se fosse comigo eu ia achar que ele se estava a cagar para a relação. Para a nossa confiança. Para o nosso amor. Como alguém disse lá em cima, o preço de ser sincera é elevadíssimo em certas situações.

Mas como dizes, és defensiva pq já te desiludiste muito, esta provavelmente é a tua forma de manter uma certa distância mesmo q incoscientemente... e provavelmente nem sequer ficavas bem se ele te traísse. Ou ficavas? Sinceramente?

E nem sempre amar chega, nisso concordo com ele. ;)

Mas dou-te razão em certas coisas.

O amor incondicional, que ele dizia sentir por ti, supostamente supera tudo.
Mas pelos vistos o amor não era tão forte assim... Ele devia ter falado calmamente contigo se não gostou de algo que disseste, se tinha dúvidas, se se sentia mal, não acabar repentinamente depois de te fazer acreditar que eras a mulher da vida dele.

Podia estar revoltado, magoado com acontecimentos prévios mas foi um acto egoísta... nem sequer houve coerência, lançou a bomba do 'somos muito diferentes' sem nunca antes ter dado mostras de pensar dessa maneira. Obviamente, ficaste à nora.

Mas amiga, bola pra frente! Outros hão de aparecer. Com qualquer relacionamento aprendemos qualquer coisa, sempre!

Beijinhos

P.S. Tentei dizer ao máximo o que pensava, e não te julgar. Nem a ti nem ao Tiago.

Preferia ter-te mandado isto por email, mas acho que não te deves importar que eu o tenha escrito aqui já que muita gente também deu a sua opinião. *

angel disse...

Olá C!
Desculpa ter andado ausente, não tenho tido muita paciência para estar na net...
Mas agora vim ver o teu blog e dei com este post...
Pelo que já deu para perceber tu és uma pessoa muito frontal, uma pessoa que gosta de arriscar (és como eu, aliás) e devo dizer-te que isso (com todas a contrapartidas que possa ter) é bom!
És tu, é o que tu sentes, está ali e quase pode ser palpável...
O problema é que muitos rapazes não conseguem atingir certos patamares da nossa (digo nossa porque como já te disse neste aspecto sou como tu) maneira de ser, e tudo aquilo que em nós seja um pouco mais complexo ou dificil de perceber assusta-os...
Mas sabes que mais?
Caga nisso e bem de alto!
Porque só tu te podes compreender totalmente a ti própria, e os que não conseguirem ver quem tu és e o porquê de seres assim, são os que perdem!
Muito sinceramente, se voltares a ter alguma coisa com ele, vou matar te!!!! (esta foi numa de brincadeira, ok?) =p
De facto, nada dura eternamente, mas cabe-nos a nós saber com quem queremos perder algum tempo das nossas vidas!
Já reparei que fazes referência muitas vezes ao facto de expores aqui muito a tua vida...
Quanto a isso, digo te assim, o blog é teu, és tu, o teu cantinho, o teu diário, és a "dona" do estaminé, expões o que quiseres e ninguém tem nada que reclamar, só lê quem quer!

Beijoka grande e desculpa se achares que algo do que disse não faz muito sentido mas o João Pestana já está à porta!=)

'C. disse...

Angel, resumindo e concluindo: parece que, em certas situações e c certas pessoass, pecamos por ser frontais. parece que temos de ser falsas para agradar, se nao quisermos q as coisas acabem assim! eu vou continuar a expor aqui parte da minha vida enquanto eu quiser e estou mesmo a marimbar-me para o que dizem (nas minhas costas) ou nao! :P

Jo disse...

ia bem, ainda n tinha visto isto... e pa ser sincera nao me apetece ler os comentarios que te deixaram, pois ja tenho a minha opiniao. Se nao as quisesses ouvir, nao postavas sobre isso, por isso toma la - Es a maior. Mais uma vez, revi-me em 90% do teu texto, o ser liberal, o perdoar a traição na descontra, o fetiche.. enfim, ja la vai um mes e este comment ta mais do q fora de prazo. Maassss tenho ainda a dizer, que nao te julgo a ti nem a ele. Eu, que nao sei o que é o amor, nao digo "Amo-te" de coraçao nem que me paguem.. Nunca passa de atracçao, paixão, tesão. Porque sei que no dia que eu "Amar" daquela maneira "normal", eu vou senti-lo. O Amor controi-se Claudinha, e quando os tijolos nao são da mesma medida, não ha nada a lamentar. Aproveita os outros 11 e nao te queixes... ahahaha

Baci grande baby *