24 de agosto de 2009

' Episódio.

Um dia da semana passada. Rotina de jantar diária. A minha mãe agora obriga-me a jantar... e estamos as duas na cozinha a conversar, a jantar em pé porque ainda não temos mesa de jantar. (eu bem que insisti para ela me deixar ir comer na cama... mas ela agora anda toda cheia das coisas de união familiar, e que não faz sentido jantarmos as duas separadas quando só vivemos as duas aqui. até tem uma certa razão). Conversa para aqui, blá blá para ali, e depois de eu aproveitar para sondar se ela vai passar alguma noite fora e eu fico com a casa livre, a minha mãe vai ao jardim.

De repente dá-me uma sede súbita, vontade de beber qualquer coisa fresca. e antes de comer, com o estômago vazio, pego no copo de sumo que estava na bancada, cheio, aparentemente de laranja, mesmo apetitoso e a chamar por alguém que está cheio de sede, e bebi-o todo de seguida, tipo pennalty. enquanto bebia notei um sabor um tanto ou quanto amargo, mas continuei porque estava fresco e até me estava a saber bem. pensei que fosse o sabor do sumo, que é daqueles pózinhos de pacote. quando acabei, veio-me um bafo a alcool de mim própria e o meu esófago estava mais quentinho.

"mãe... o que é que puseste neste sumo?"
e ela, com uma cara chocada: "cláudia... isso estava carregadinho de vodka...". e depois riu-se. e depois eu ri-me.


não fiquei bêbada, um copo de vodka com sumo não chega para isso, mas confesso que passado algum tempo me senti ligeiramente e demasiadamente sonolenta. se calhar foi psicológico, mas eu não tenho grande resistência ao alcoól, sou fraquinha nesse aspecto, é capaz de ter sido real. uma vez só de beber meio-copo de vinho fiquei estúpida e só me ria de coisas estúpidas. por isso, com vodka... epa, vodka com sumo de laranja pode não ser suficiente para deixar ninguém alegre e eu até comi depois... mas pelos vistos atenuou um efeito que eu já estava: cansada. mas há sempre o lado positivo da coisa: foi da maneira que dormi melhor e tudo... não dormi muito, mas dormi bem e bem mesmo. e quando acordei estava tudo no chão (comando, telemóvel LIGADO (e eu desligo sempre quando vou dormir), etc), televisão ligada e com som, e eu nem por adormecer dei. como é que isto acontece com um copo de vodka que nem estava puro? não sei. só sei que dormi uma noite super regeneradora de 7 horas e meia. e nem ouvi o despertador. acordei naturalmente, mais tarde do que o ideal, pelo hábito de acordar sempre à mesma hora... agora já sei qual é o remédio para a inquietação à noite: beber um copo de sumo de laranja com vodka de pennalty por engano...

inédito. só visto. só comigo. não percam o próximo episódio, porque eu também não.

Muaah @

Aparte

a história do meu telemóvel é deveras engraçada. mas ele agora está mesmo a dar as últimas. dantes, era só a capa da frente que faltava. mas o resto funcionava na perfeição. dava para enviar sms, fazer chamadas, e ouvir musica. mas agora, nem isso... não regista as chamadas perdidas, só dá para ouvir em alta voz (e toda a gente que está à minha volta ouve a conversa, o que me irrita), não dá para ouvir música e, pior, a entrada do carregador faz mal contacto e agora sempre que o quero carregar, tenho de ficar quase 2 horas a pressionar a entrada. por isso, e porque não tenho dinheiro nem para comprar o telemóvel mais rasca do mercado, e porque os meus pais não dão uma para a caixa, tive de recorrer à minha última e única opção: pedir emprestado. pedi um telemovel emprestado a um amigo até ter dinheiro para comprar um novo (até receber deste trabalho que agora tenho em Agosto). É UM ALÍVIO... poder falar ao telemóvel sem ser em voz alta, e poder deixá-lo a carregar sem ter de estar com ele na mão. e, sobretudo, poder ouvir música. há tanto tempo que não andava pela rua com os phones. está a saber-me pela vida. é um nokia n73 e funciona bastante bem. estou a habituar-me a ele, acho que vou comprar este em 2ª mão em vez de comprar um novo. sim, porque este dinheiro que vou receber não pode ser para esbanjar. tenho de juntar porque durante o ano lectivo, os meus pais continuam a não me dar quase dinheiro nenhum, e eu vivo de esmolinhas. e de telemóveis emprestados. ufff... finalmente, um telemóvel normal. estava a pensar em esperar até ao Natal para pedir um novo, só que ele coitado, não aguentava tanto tempo. R.I.P. Sony Ericsson não-sei-das-quantas-já-todo-podre-e-literalmente-a-cair-aos-bocados.

4 comentários:

Maria disse...

LOO. Já sabes.. quando não conseguires dormir, ai tens a receita..:)

beijinho.

Inês disse...

Há telemoveis a dez euros!
Eu não estou habituada a beber, por isso, acontece-me o mesmo

beijinhos*

Olhos Dourados disse...

Sua bebeda! :p

Olha, eu cá tenho um telemovel baratinho, dei 30 euros por ele, dá para enviar sms's, falar ao telemovel, e ainda ouvir musica ou fazer videochamadas.

Plataforma disse...

Opinião pessoal: Apesar de alcoolico Vodka é bebida de meninos! lol e mais não digo
beijinho =)