7 de março de 2010

' And All That Jazz #21 (*)

De manhã, ponho sempre o despertador para 20 minutos antes da hora que tenho de me levantar, para ficar na ronha a curtir o quentinho da minha super cama com dois edredons. ponho a VH1 (canal que dá melhor música) com volume de som bem alto, para não adormecer. Desço para fazer o pequeno-almoço, a minha mãe implica que eu sujo muita loiça. se eu não sujar muita loiça, ela arranja sempre qualquer outra coisa para embirrar, é a forma dela acordar. já tou habituada. diz que o meu horário está a matá-la e não sabe como aguento (3 dias seguidos por semana a sair de casa às 7h40). só dizemos bom dia uma à outra quando já estamos no carro. a minha mãe precisa de apanhar o ar fresco da manhã (e, com alguma sorte, sol), quando vai a caminho do café para tomar café, para acordar e ficar bem-disposta como ela é. tomo o pequeno-almoço sempre a ler uma revista, não gosto de comer sozinha a olhar para as paredes. leio sempre a Selecções Reader's Digest, tem sempre coisas super interessantes, nomeadamente estudos (eu adoro ler estudos). começo logo bem o dia, sempre a aprender.

Quando chego à faculdade, fumo sempre um cigarro de manhã, mesmo que esteja atrasada para a aula. para evitar o atraso, já experimentei fumar antes de sair de casa. mas depois a minha mãe sente o cheiro (mesmo que eu lave os dentes depois de fumar) e começa a f*der-me o juízo.

Nas aulas teóricas, em auditórios, vou sempre lá para trás aparvalhar com o Daniel. nas aulas que não temos juntos (somos de turmas diferentes), vou sempre lá para trás e fico atenta se for importante ou, se não for, fico a estudar para outras cadeiras, a preparar trabalhos (trabalho é o que não falta), ou a reler um diário que escrevi quando tinha 15 anos (agora ando a relê-los). neste último caso, desato-me a rir com certas coisas que escrevi e ficam a olhar para mim. gosto de ficar lá atrás. a Inês e o João gostam de ficar no meio ou à frente da sala, eu só fico com eles se eles vierem comigo para trás.

Nos furos, ficamos sempre no bar das sopas, dos croissants e das pizzas (já ouvi de tudo, ninguém sabe o nome daquele bar), a queixarmo-nos que queríamos estar a dormir e que temos um horário de merda. e a pensar se havemos de nos baldar à próxima aula ou não.

Dependendo dos dias da semana, fico lá à tarde ou vou ter com o Bruno, ou então simplesmente vou para casa quando não me apetece fazer nenhum da vida. no autocarro, vou sempre a pensar "quando chegar a casa vou acabar aquele trabalho depois do almoço, e vou escrever no blog". mas depois almoço, e ponho-me a ver tv. e adormeço sentada. a grande maioria das vezes. (depois durante o sono, deito-me. nem dou por nada). por isso, já sabem. as tardes que eu vou para casa, é escusado tentar fazer algo de produtivo. no outro dia, acordei às 19h com 6 chamadas não-atendidas do João por causa de um trabalho. é o que eu digo: é escusado. à noite é que me dá a pica toda. sou noctívaga. não consigo trabalhar nem fazer nada depois do almoço. à noite, sim.

à noite (lá está), conduzo sempre um pouco com a minha mãe, para não perder a prática. como se já não bastasse o meu instrutor sempre a dar-me nas orelhas quando tinha aulas, agora é a minha mãe. bem, não é dar nas orelhas. é mais repetir as coisas 1984729841 vezes, como "vira à direita", é capaz de dizer 5 vezes para eu virar à direita mesmo vendo que já tenho o pisca e já me estou a preparar. mas, enfim, é engraçado. rimo-nos imenso ("olha uma prostituta!!" - eu; "és tão desbocada!!" - mãe) e dá pra pormos a conversa em dia. eu até brinco com ela: "estás muito bem-disposta. quero ver com o que vais embirrar amanhã de manhã".

esta semana, passou-se num ápice. já era 5ª e eu estava com a sensação que era 3ª. trabalhos e mais trabalhos, esta semana foram 3. passei dias inteiros com um pão com manteiga e um café no estômago, porque era sair da aula, ir para trabalho, sair de trabalho, ir pra aula. 6ª feira, então, foi de loucos. foi o dia que dormi mais (de 5ª para 6ª, 7 horinhas de sono), mas foi o dia que acordei com mais sono. até tive de abrir a janela e levar com o frio da manhã nas fuças para ver se despertava. tive uma apresentação oral que correu maravilhosamente e à tarde fiquei o dia todo a trabalhar para outro, que queria ir descansada de fim-de-semana. no sítio onde estava não tinha rede. quando saí, tinha milhões de mensagens do Bruno a achar que eu tava chateada ou que me tinha acontecido algo... que negativista! eu até perguntei "porque é que eu haveria de morrer hoje?". se ele ficasse sem responder a uma mensagem durante 3 ou 4 horas, eu achava que ele estaria a dormir... mas isso sou eu, que nunca penso no pior e vejo sempre as coisas pelo lado positivo. até mesmo quando passei naquela passadeira que estava cheia de buracos (correcção: piscina) a correr porque o sinal já estava vermelho e estava a chover a potes, e fiquei completamente encharcada, me ri de mim mesma. enfim. faça chuva ou faça sol, o meu espírito é sempre este:



ALEGRE!


tive um fim-de-semana bem descansadinho porque tudo o que tinha que fazer esta semana, está feito, entregue e apresentado. com alguns stresses pelo meio, mas isso não interessa nada. tudo está bem quando acaba bem. quer dizer, ainda nem tudo acabou. tenho outro trabalho para 3ª feira. mas o principal tá feito. se despendi meia-hora do meu fim-de-semana para isso, já foi muito.

este mês fiz um break na dança, porque não tinha $$ para pagar a mensalidade. mas uma amiga da Mo(u)rce contactou-me, que queria entrar, o que faz com que para o próximo mês eu já tenha um desconto (por cada pessoa que levo para lá, tenho um desconto no mês seguinte). yupyy...

meti a roupa a secar na 2ª feira porque estava sol. na 2ª feira à noite ela estava seca, mas fria, e eu pensei "pode ser que amanhã faça sol e a roupa fique ainda mais seca". e gosto de roupa com cheiro a sol. 3ª feira de manhã, estava céu limpo quando saí de casa, resolvi deixar lá a roupa. 3ª feira, grande vendaval. cheguei a casa e a roupa tava mais molhada do que quando saiu da máquina. 4ª feira, o mesmo erro. céu limpo, vou deixar a roupa. temporal. 5ª feira voltou a fazer sol. mas cheguei a casa uma hora (UMA HORA!!!) depois de ter começado a chover novamente. resultado: a roupa estava ali há uma semana... hoje apanhei a grande maioria, mas alguma ainda estvaa húmida (!!!). dou sempre o benefício da dúvida ao tempo, mas tá bem tá... seca, apanha chuva, seca, apanha chuva. mais valia nem a ter posto na máquina. metia detergente por cima e a chuva fazia o resto. brincadeirinha. tempo de merda. e máquina de secar roupa, é mentira. a minha mãe já diz que a conta de electricidade é cara que chegue.

este fim-de-semana, reservei-o só para mim. também preciso de tempo só para me myself and I. nada de Bruno, nada de saídas, nada de trabalhos. reservei o fim-de-semana para comer na cama, para dormir até tarde (eacordar e voltar a dormir e dormitar o dia todo), pôr as leituras em dia, bem como as gravações da Zon que tinha acumuladas há não sei quantas semanas (chego à cama e nem 10 minutos depois tou a dormir).

e para quem diz que sou viciada em tabaco: TIVE O FIM-DE-SEMANA TODO SEM FUMAR!! e não senti grande falta. fumei o último cigarro que tinha na 6ª à noite e durante o fim-de-semana estava com demasiada preguiça para me vestir e sair de casa para ir ao café. a preguiça vence tudo. ihihih.

enfim. renovei energias e bateria. estou pronta para mais uma semana a dormir 4 horas por noite!!

agora estou à espera que o meu padrasto acabe de ver "o jogo" (não sei qual é nem quero saber, odeio de morte futebol), para irmos conduzir um pouco à noite, para eu praticar (adoro conduzir à noite). estão a ver porque é que eu não gosto de futebol?! ATRASA-ME A VIDA E TUDO.

Muaah @

00:04 - voltei agora a casa depois de mais uma sessãozinha a conduzir. o melhor elogio que alguém me podia ter feito foi o meu padrasto dizer-me que se sente tão seguro comigo a conduzir que até confia deixar-me ir sozinha enquanto ele não está a olhar (a mexer no telemóvel). fiz uma longa viagem, contornei a rotunda do Marquês de Pombal (a mais difícil de Lisboa) pela 1ªª vez, pelo caminho parámos no Mc para comer um hambúrguer e tirei a minha barriga de miséria ao fumar uns cigarrinhos. foi alto serão. eu e o meu padrasto damo-nos muito bem. amanhã de manhã... vou eu a conduzir pra escolinhaaaaaa :)

(*) estou farta da numeração romana.

5 comentários:

Anónimo disse...

Quando falas de mim é só para aparvalhar lol

Porqe sera?

B! disse...

Voltei agora de umas longas 3 horas a conduzir e tenho a dizer que o marques de pombal à noite é um alívio! De dia a história já é outra...

Adoro essa versão do rehab. Sempre que ligo na Foxlife está a dar o anúncio do glee e eu ponho-me a cantar aos berros pela casa xD

beijinhos e boa semana =)

Dharma disse...

Claudjinha ;-)
O melhor método para aprender a conduzir é... conduzir! lol
E se fores para a confusão, apanhares uns quantos sustos e teres que te desenrrascar sozinha, então estás apta para conduzir para qualquer lugar! ehehehe

Obrigada por estes teus posts sempre tão descontraídos e apetecíveis de ler.


beijinhos

Olhos Dourados disse...

Devias era estar a semana toda sem fumar!

Marta Pragosa disse...

Pela primeira vez neste Blog, comecei por este post (devido a imagem do Glee que vi) e fiquei fascinada! :)
Adoro a escrita, a maneira como te expressas e a semana caótica que eu também já vivi neste ano de faculdade... (Espero que não te importes de te tratar por tu. :$)
Posto isto, voltarei a este blog. :)

Um beijinho *