4 de julho de 2010

' I LOVE YOU CHRISTINA AGUILERA.

Cristina. é um dos meus nomes favoritos. é o nome da minha cantora favorita e, curiosamente, o nome da minha mãe, lol. (há pouco fiquei a saber que ela é Christina Maria e a minha mãe é Maria Cristina, lol).

Oiço a Christina desde o "Genie In A Bottle". Tinha 10 anos e adorava, amava o estilo pop. Na altura era louca por aquela imagem que ela tinha de menina inocente do highscool americano, loira e inocente, que canta pop, enfim, o estilo Britney (afinal, elas cresceram juntas nas suas carreiras, apesar da Britney, para mim, já ter morrido, não gosto nada dela; apesar de terem começado da mesma forma e na mesma altura e, por isso, serem comparadas, uma não tem nada a ver com a outra actualmente, seguiram caminhos tão diferentes).

Quando tinha cerca de 13 anos lembro-me de me oferecerem o álbum dela Stripped (o meu álbum preferido, não só dela, mas de todos os tempos) e de ficar horas a fio a ouvir o Walk Away, o Infatuation, o Loves Embrace, o Loving me 4 me, o Beautiful, o Impossible (ft Alicia Keys).. tantas vezes chorei a ouvi-las!...  ouvi-a o CD numa aparelhagem que a minha mãe tinha em casa, que dava um som brutal, a casa toda estremecia com a voz dela, sentia o corpo todo a vibrar, arrepiava-me, emocionava-me e só pensava "música tão boa e eu andava a ouvir m*rda". depois, claro, as mais comerciais, como a Cant Hold Us Down, que acho que tem uma mensagem brutal... enfim, para mim, foi definitivamente o melhor álbum dela, com a mensagem mais forte, aquela do "eu sou assim, quem não gostar temos pena, sê sempre tu mesma, o que os outros dizem e as críticas alheias não devem ditar o que fazes da tua vida". foi o álbum em que ela quebrou totalmente aquela ideia da rapariguinha inocente e loira (até mudou de visual), que se soltou, que se envolveu mais. LINDO.

depois foi o Back to Basics, onde a Christina encarnou a personagem burlesca da Baby Jane, foi buscar estilos retro e adaptou-os a si mesma. criou, para mim, um estilo único. com influências de jazz, soul, mas com diferentes estilos misturados, os temas de circo, de hollywood glamour, de pin-up, de cabaret. simplesmente brutal, é a única palavra que me ocorre.

ao fim e ao cabo, eu cresci com a Christina. acompanhei a fase menina-inocente-do-highschool (gennie in the bottle, what a girl wants, come on over baby, I turn to you... quem não se lembra?), a fase stripped, onde ela se "despiu", literalmente, mostrando quem ela era na realidade (e, para mim, foi o álbum melhor conseguido dela, um álbum completo, um álbum perfeito), com muitas influências de blues e soul, e o Back To Basics, onde apareceu a Christina estilo pin-up-dos-anos-50 (Ain't no other man , Candyman, I got trouble, Nasty Naughty Boy, Hurt), e onde eu comecei a gostar do burlesque (jazz de cabaret).

Quanto ao  mais recente Bionic, apesar de ter músicas que eu gosto muito (You Lost Me, I Am, Lift Me Up, Vanity, Morning Dessert (intro do Sex for breakfast), Sex For Breakfast, All I Need, WhooHoo, etc), é o que eu me identifico menos e o que eu acho que ela falhou mais. é a tentativa dela de recriar o Stripped, diria mesmo que é uma versão mais pop e electro do Stripped. mas não funciona porque o Stripped é o Stripped e ela não vai conseguir voltar a fazer algo tão BOM. é o álbum que está a vender menos, é o menos bem conseguido dela, infelizmente. fiquei um pouco desiludida.

mesmo assim, apesar disso, basicamente, sou a maior fã da Christina. confesso, não tenho grandes conhecimentos musicais para dizer se a música dela tem alguma qualidade em termos musicais; mas, em termos pessoais, posso dizer que as músicas dela tocam-me de uma forma que mais nenhumas me tocam; dizem-me coisas que mais nenhumas de mais nenhum artista me dizem.

Também não faço o culto da personalidade, não sou daquele tipo de fã obcecada pela pessoa e não pela obra, ou seja, se for para um concerto dela não vou tentar ficar com um cabelo dela para amostra, não tenho posters dela, não sei a vida toda dela nem quantas tatuagens e piercings ela tem e onde tem como o Alex (que sabe TUDO sobre ela), e num espaço de 10 minutos me contou todos os pormenores íntimos que sabia dela... lol... até já tentei ser esse tipo de fºã mas cheguei a meio da biografia dela e desisti de ler. o que me interessa a vida dela? o que me interessa com quem ela casou, o que ela faz em casa, se há um dia em que ela anda nua em casa, se pôs silicone nas mamas ou se ela é uma pessoa arrogante... o que me interessa é a música dela. apesar de, claro, a achar incrivelmente linda e sensual, era aquela mulher por quem eu virava lésbica se tivesse oportunidade, eheh.

mas a Christina e o trabalho dela, têm-me acompanhado desde sempre e têm um significado inestimável. e eu tenho um gosto musical muito restrito e selectivo (não sou daquelas pessoas que "ouve de tudo", eu não oiço de tudo), e quando eu digo que gosto de um/a artista, é porque gosto MESMO. a Christina é uma artista completa, com A grande, fantástica, perfeita. a minha favorita. adorooo as intros dela, e os interludes, aquelas faixas que ela coloca antes de uma música dentro do mesmo tema. exemplo, a Loves Embrace, um dos melhores interludes dela. já para não falar das músicas que ela canta que não são dela, um exemplo a At Last (da Etta James) e a I Love You Porgy (da Nina Simone; o que eu gosto mais na Christina a cantar esta música é que ela faz parecer fácil, mas é uma canção altamente difícil de cantar). eu oiço a Christina a cantar essas músicas e fico literalmente arrepiada nem que estejam 35ºC na rua.

agora é aquela parte em que me passou pela ideia colocar aqui as músicas que eu mais gosto dela, mas como são praticamente todas (lol), e não quero encher isto de vídeos e já fui deixando links ao longo do post, vou só colocar 2 vídeos: a música que eu achei que foi a que ela cantou melhor ao vivo, apesar de não ser dela (At Last) e uma das minhas músicas favoritas  (Walk Away), onde acho que ela teve a melhor performance ao vivo, foi o melhor momento do concerto (para além do At Last), na digressão do stripped que ela fez em 2003 (o vídeo foi gravado em Londres)


bem, a qualidade de som do youtube é péssima, mas isto ouvido pelo mp3 causa arrepios e faz os pelinhos dos braços levantarem todos, até a quem não gosta minimamente dela. então, o grito que ela dá a partir do minuto 2'28 até quase ao fim, MATA-ME. eu nem consigo respirar quando oiço isto. deu-me vontade de chorar quando ouvi isto no dvd do Alex... acho que se tivesse lá ia mesmo chorar baba e ranho.


a melhor performance ao vivo de Walk Away, uma das minhas músicas favoritas dela.


enfim...se ela viesse dar um concerto a Portugal, eu MORRIA DE ENTUSIASMO. ia comprar o bilhete no mesmo dia, nem que custasse 100 euros. neste momento até estou naquela ... se ela fizer uma digressão e não passar por Portugal, eu vou onde ela for, ao país que ela for... até é provável que ela passe por França quando eu lá estiver a fazer Erasmus no próximo ano e eu ESTOU LÁ às 5 da manhã para ficar na primeira fila, nem que vá sozinha (se bem que o Alex já disse que se ela passar por lá, ele vai lá ter comigo) x)

isto tudo porquê? bem... a Christina sempre foi importante e sempre gostei de tudo o que ela faz em termos musicais, mas apercebi-me de que ela teve um impacto muito maior em mim do que eu imaginava, quando, depois de ANOS sem ouvir as músicas do Stripped, eu ainda as sabia todas de cor, as letras, todas as nuances de voz que ela faz, a ordem das músicas do álbum... e ainda me provocam as mesmas sensações que provocavam há 6 anos atrás. eu e o Alex somos fãs incondicionais e este fim-de-semana resolvemos ver os DVD's das digressões que ela fez do Stripped e do Back to Basics. claro que gostei mais das músicas do Stripped, mas gostei bem mais de todo o look pin-up do Back  2 Basics, apesar de estarem os dois espectaculares em muitos aspectos... e eu fiquei SEM PALAVRAS. adoro-a. venero-a. Christina, I'm your biggest fan.

Muaah @

8 comentários:

Botas disse...

Tu amas essa senhora.xD

<3

Alex Page disse...

1) A música chama-se Genie In A Bottle e não Gennie :P

2) You're not the biggest fan - I AM! XD

3) Gostei do post e gostei de estar a flipar completamente contigo ontem no sofa com cada gritinho que ela dava =]
Estou bue ansioso de ir contigo ver o concerto dela. Vai ser o maximo!!!!!!

Martini Bianco disse...

Apesar de reconhecer que ela tem uma excelente voz apenas gosto do "the voice within".. por causa do video clip :)

Jo disse...

confesso que nao gosto muito dela.. nao por alguma razao especial, nao gosto. e sim, adoro a britney, e ainda bem q nao gostamos todos do mesmo :P so gosto da beautiful, que quando saiu eu nem gostava, mas anos mais tarde tocou-me duma maneira especial. :)

Olhos Dourados disse...

É gira e até gosto de algumas musicas dela.

marie disse...

Também gosto de Christina. Mas não ou tao fa como tu. :)

Bjito *

Miss Murder disse...

Eu gosto muito dela. Sempre a achei diferente, ao menos não se passa por aquilo que não é e realmente sabe cantar.

Btw amei o blog que me recomendaste, é fantastico... tenho um passado ligado á psicose com as gorduras. Até compreender que há lugar para todos e que o ser humano não é padrão!

Cris disse...

Eu concordo com tudo o que disseste, também já a oiço desde os meus 10/11 anos.
Amei o álbum Stripped e acho que ela, ao vivo, ainda consegue pôr a músicas mais bonitas.
Ela é mesmo uma artista.
E é, simplesmente, única.
Adoro-a!
Neste último álbum, há muita música de que não gosto, mas a You Lost Me é arrepiante. *.*