1 de julho de 2010

' Racismo?



Aqui há dias, num jantar trilingue, com a Vera, Alex e dois amigos alemães do Alex, a propósito da viagem que a Vera vai fazer à China este Verão, eu viro-me e digo:

"I don't like chinese people".

chamaram-me de racista. ok. talvez tenha feito uma generalização excessiva e desnecessária. admito. guilty. mas o que eu quis dizer não foi no sentido de "não gosto de chineses". foi mais no sentido de "não gosto da cultura chinesa". o "pior" foi o Alex ter dito "I don't like gipsys"  (não gosto de ciganos), mas já não considerar isso racismo.

penso que, muitas vezes, tendemos a confundir o que é racismo na sua essência, com o simples não gostar, não se identificar com. eu não me considero racista por não gostar da cultura chinesa. também não gosto da cultura tradicional popular portuguesa (folclore, pimba, etc) e sou portuguesa. também não gosto de kizomba, cu duro e tarrachinha, mas tenho amigos pretos  (e sim, chamo de pretos, que essa coisa de "negros" ou "pessoas de cor", acho ridículo), e eu própria tenho ascendência africana.

ou seja: não gostar de (por exemplo, uma cultura), não é sinónimo de racismo.

racismo para mim é e sempre foi (e sempre há-de ser) discriminação não no sentido de não se identificar com determinados hábitos e culturas, mas sim no sentido de achar que determinado grupo social, ou cultura, ou etnia, não têm os mesmos direitos que os "outros". eu estaria a ser racista se dissesse que os chineses não deveriam ter os mesmos direitos que os ocidentais., ou que "nós" somos de qualquer forma superior a eles. mas não é o caso. não acho que  ninguém seja superior a ninguém, não acho que eu seja superior a um chinês e tenho a certeza que eles são muito boas pessoas. eu simplesmente, não gosto da cultura deles. e estou no meu direito.

dizerem-me que eu sou racista por dizer que "não gosto de chineses", tem a mesma lógica que eu dizer: não gosto de sexo anal, por isso sou contra os homossexuais. e não sou. tem a mesma lógica que a Tyra Banks dizer, nos seus programas, que é "contra o racismo", mas ficar toda ofendida se um preto disser que prefere namorar com brancas.

qual o sentido? nenhum. é nonsense. apesar deles serem meus amigos, apeteceu-me dizer: comprem um dicionário e informem-se acerca do que racismo significa na realidade.

Muaah @

7 comentários:

Ricardo disse...

racismo
nome masculino
1. teoria que afirma a superioridade de certas raças e nela assenta a defesa do direito de dominar ou mesmo suprimir as outras
2. atitude preconceituosa e discriminatória contra indivíduos de determinada(s) raça(s) ou etnia(s)
(De raça+-ismo, ou do fr. racisme, «id.»)

Pronte tá aí a definição segundo o dicionário da Porto editora xD.

Mi disse...

Só devem ter insistido nisso pela forma como o disseste, porque disseste que não gostas de pessoas chinesas, e não da cultura. Se tivesses dito logo de inicio "não gosto da cultura chinesa" eles não o teriam entendido como racismo. Porque confesso que quando li a frase também achei uma afirmação racista. Só depois percebi a tua intenção.
kiss

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Botas disse...

No mundo que vivemos qualquer coisa é logo racismo.:/

<3

Olhos Dourados disse...

Se calhar se tivesses dito isso que acabaste de escrever eles tivessem percebido o teu ponto de vista!

' Claudjinha disse...

Olhos Dourados --> eu expliquei-lhes, claro ;)

Alex Page disse...

olha... não fui eu que disse que não gostava de ciganos. eu tbm não me dou muito bem com asiaticos... mas yah. já ouviste a minha opinião sobre isto tudo na nossa conversa.