22 de outubro de 2010

' De cabeça fria.

Não é por ser pessimista (não o sou), mas tenho cada vez mais como certo que o sonho-Paris não vai acontecer no tempo em que eu tinha planeado. Provavelmente, e a menos que aconteça um milagre, vou ter de adiar isso.

O impacto inicial foi forte… os mails, o ir ao gabinete da mulher e ela dizer-me “eu avisei-te” (porque sim, a culpa foi minha, que não comecei a preparar-me mais cedo), o “je suis desolée, mais…” (da mulher de Paris a dizer que se eu não enviasse aquilo tudo, nomeadamente prova de residência, não me aceitavam lá, era como se nunca tivesse sido colocada sequer).

Chorei baba e ranho, chorei até adormecer nessa noite, chorei quando acordei, chorei à tarde, chorava sempre que abria o mail e tinha mais um mail merdoso a dizer que já não tinham lugares em residências, e coisas do género… tive uns 2 dias a chorar pelos cantos. Diziam-me que ia acabar por conseguir, mas a verdade é que não vou conseguir. E eu não costumo dizer isto a mim mesma. Quando digo, é porque é provável que não vá conseguir mesmo. Nem o meu pai, que tem sido o meu braço direito, me tem apoiado em tudo, e diz que arranja sempre solução, diz que vai ser viável. Diz que tem um plano fantástico (ainda não me disse qual é), mas que o melhor será ir só daqui a 1 ano.

Agora, de cabeça fria, consigo ver os pontos positivos de só ir no próximo ano lectivo (em Setembro de 2011): tenho 1 ano para me preparar (e desta vez não vou cometer os mesmos erros, ao menos aprendi a lição), tenho mais tempo para juntar mais dinheiro, para trabalhar, para aprender francês, tirar todos os cursos e mais alguns, ter tempo para arranjar um alojamento fixo… tenho mais tempo para a parte logística e, quando for, ao menos vou preparada. E vou viver melhor, vou ter mais dinheiro.

No entanto, não posso deixar de ficar triste e desolada com a situação. Se há 8 meses, em Fevereiro, quando soube que tinha sido colocada, fiquei feliz mas era só um sonho, agora finalmente tinha-se tornado algo real e quase palpável. Tinha deixado de ser o “que fixe, para o ano vou fazer erasmus em Paris”, e todos os planos, filmes e sonhos consequentes, para ser o tratar de documentos chatos, enviar mails, passar horas à frente do pc a ver se arranjava alojamento (um pesadelo)… passou de ser uma coisa de “depois vejo, depois trato disso, agora deixa-me é sonhar”, para um “oh meu deus tenho 10 dias para entregar esta merda e não vou conseguir”. 8 meses inteiros de sonhos e planos construídos dia após dia, foram abaixo. O 21º aniversário em Paris, o escrever um livro enquanto tivesse lá, o ir aqui, ou ali. Tudo são coisas que posso fazer mais tarde (excepto o 21º aniversário), mas a verdade é que, psicologicamente, mentalmente e, sobretudo, emocionalmente, eu estava preparada para que fosse AGORA.

Na verdade, a solução melhor é mesmo adiar. E em termos de logística é o ideal. Emocionalmente? Estou de rastos, mesmo. Com sentimentos de culpa, impotência, que está tudo fora do meu controle (como detesto isso, sempre habituada a conseguir tudo o que quero, de uma forma ou de outra). Triste. Não há palavra melhor. Triste.

Este fim-de-semana vai ser um fim-de-semana de grandes e importantes decisões.

5 comentários:

Bu disse...

Como te compreendo...

Menina disse...

É sempre uma desilusão, mas vendo pelos pontos positivos que referiste, é o adiar do sonho apenas mais um aninho..e o tempo passa mesmo a correr..

beijinho e que tudo corra bem*

Lane Ferreira disse...

É uma frase típica e não e so por querer "consolar-te", mas eu acredito que tudo acontece na hora certa!!!!
Agora é concentrar-Te nos novos objetivos até lá.. sabes o que tens que fazer.... já deixou de ser um sonho pra ser real.. por isso apesar dos 7..8 meses terem acabado, tudo começou a partir de hj...
CONCENTRA-TE NO QUE TENS PRA FAZER E NÃO NO QUE PODERIA TER SIDO FEITO, que isso seria perder mais tempo ainda!!

;)

Di disse...

Vais sonhar durante mais um tempo, e depois vais concretizá-lo. Era pior se o sonho durasse para sempre...
:)

OMOPrjct disse...

Mais vale ser adiado, que para sempre cancelado...
Lamento que te sintas assim, mas "percebo" o que vai nessa cabeça, agora...

Keep your chin up...

Beijinhos *****