21 de outubro de 2010

' God, what a break down.

De manhã tenho quebras de tensão e à noite tenho quebras de absolutamente tudo.

Ontem à noite um mail pôs-me a chorar. 

e não, não eram aquelas correntezinhas estúpidas. era o mail, O mail, da coordenadora do departamento de mobilidade internacional (=erasmus) da minha universidade de Paris. eis que eu já me tinha informado de tudo o que era preciso, os documentos daqui já estavam todos despachados, só faltava inscrever-me lá. fine. ela manda-me, 10 dias antes, um mail praticamente a ameaçar (lol), com 30 documentos em anexo, basicamente a dizer "se não enviares tudo o que é preciso até dia 1 de novembro, já não vens", por palavras bonitas. isso não me assustou, eu sou menina para acordar às 5h da manhã e me pôr de plantão em seguranças sociais, finanças, lojas de cidadão, seja o que for, para pedir o que preciso. o que me assustou foi que pediram documentos totalmente "WTF" para um prazo de 10 dias. 10 dias para coisas como: certificado num curso de francês no qual tenho que participar obrigatoriamente mas ainda não participei; a cópia da certidão de nascimento em francês (não sei onde ela anda, quanto mais como hei-de traduzi-la. mas para quê isso? existo, não existo??? precisam de um documento a dizer que nasci? lol); um certificado de residência, quando não sei ainda onde vou ficar (e provavelmente vou para lá sem saber, que é o que acontece com a maioria das pessoas); uma cópia da "carte de séjou", que é uma espécie de autorização de residência em França, mas o curioso é que só se pode pedir isso estando já LÁ. ou seja, eles devem achar que eu tenho a capacidade para viajar no tempo e no espaço e em 10 dias arranjar esse tipo de documentos (só para citar alguns).

confesso que também me desleixei, só este mês comecei a pensar nas coisas quando devia ter começado a pensar há muitos meses atrás, lol, mas mesmo assim.

eu sou determinada, quando quero uma coisa vou até onde for preciso, e acabo eventualmente por consegui-lo, mas neste momento, estou tão desanimada e desmotivada, porque são coisas que determinam se vou ou não (E EU QUERO IR!!!), e que estão fora do meu controle. e eu, quando sinto as coisas fora do meu controle, fico... assim.

ontem chorei tanto, mas tanto, mas tanto. são filmes e filmes que fiz na minha cabeça e que estão a desvanecer-se, por causa de PAPÉIS.

papéis!!!!! já não posso mais ouvir falar de papéis, cartões, seguros... "applications", documentos que me mandam 10 dias antes do prazo, todos em francês (o que vale é que consigo perceber a leitura), com coisas fisicamente impossíveis de realizar em 10 dias.

já estou como a Elite: quero apagar o dia 20 de Outubro da minha memória! foram break-downs, break-downs, break-downs... e mesmo assim, hoje, ainda não sei o que vou fazer.

depois de uma noite bem dormida considerei desistir, o que ainda me deixou mais triste comigo mesma, porque sou tudo menos desistente. estou a pensar em adiar para o 1º semestre do 3º ano, que assim ainda tenho um ano para me preparar. seja como for, vá ou não vá, daqui a 3 meses ou daqui a 1 ano, foi um sonho que foi por água abaixo.

estou na merda.


right under my feet is air made of bricks...
Muaah @

6 comentários:

Morce disse...

Ó CLÁUDIA.. é preciso bater-te?
Envia um e-mail à senhora, com algo do género " querida senhora coordenadora, estou a fazer o maior esforço possível para reunir todos esses documentos, mas ha alguns que me pede que creio serem impossíveis para já, beca beca beca" .. nada como expormos as nossas dúvidas e inseguranças às pessoas. Envia-lhe um e-mail sincero a dizer tudo o que sentes e a tua posição em relação a esses documentos.. e acima de tudo, uma vez que foste aceite, o que esse erasmus significa para ti!
Faz isso, mesmo!

E FORÇA NISSO!

' Claudjinha disse...

Morce, acredita que já lhe mandei esse mail. a resposta dela foi que tinha mta pena mas que não podia fazer nada. "je suis desolée, mais"...

Ana dos cabelos da cor que calha disse...

Arranja o contacto de outras pessoas que tenham feito o mesmo erasmos. Chateia essas mesmo pessoas até elas confessarem todos os passos que deram e como obtiveram os documentos necessários.
Fala com a pessoa que está do lado de cá e que é responsável pelo mesmo projecto.
Manda à francesa um e-mail por dia com os progressos e as dificuldades... se o problema passar a chateá-la também a ela pode ser que deixe de estar desolada e passe a estar mais prestativa.

I am Mary disse...

Já vi isso acontecer a colegas minhas que queriam ir de Erasmus. Geralmente a resolução do problema passa por falares com as pessoas responsáveis de cá, que resolvem o assunto com as pessoas de lá. Experimenta falar com o professor responsável de cá,pode ser que ele te possa ajudar. Não vai ser fácil, vais ter que bater a muitas portas e se calhar chatear a muitas pessoas, mas não desistas até conseguires algo.
boa sorte!

catherine disse...

Oh querida tenta pedir ajuda no departamente de relaçoes com o exterios ou coisa parecida que a tua faculdade deve ter... Eles têm de ajudar os alunos nestas alturas!

Bjinho **

Botas disse...

Um dia para esquecer mesmo, mas vai acabar por tudo acabar bem.=p

<3