4 de dezembro de 2010

' Do Anonimato na blogosfera e da falsa ideia de liberdade de expressão.



Eu até entendo os anónimos. A sério que sim.

Vejamos. Na blogoesfera, tal como no resto da sociedade, há uma elite. Há um conjunto de blogs que pertencem à elite e ai deles que sejam criticados por algum comum mortal. A única forma de criticar esses blogs será de forma anónima. Porque alguém na blogosfera que tenha uma má opinião sobre aquilo a que eu vou chamar de “elite blogosférica” e que a expresse dando, pelo menos, um nome, é completamente condenado

Vejamos o caso da Isilda. A Isilda não tinha foto, mas tinha nome. Vamos considerar que não era anónima. Ela fez uma lista dos 7 piores blogs (na opinião dela), que, curiosamente, eram todos da “elite blogosférica”. Ela expôs uma opinião, simples. O que aconteceu? Caíram-lhe todos em cima. Arranjaram uma foto (horrorosa, provavelmente encontrada na net) para ela. Fizeram histórias à volta dela.

Escreveram textos cheios de sarcasmo barato a criticá-la… a criticá-la porquê? Por ter uma opinião? E então, ela acha a Pipoca Mais Doce uma gaja vazia e sem conteúdo? Por favor, quantos de nós não achamos o mesmo? E podemos dizê-lo, sem sermos anónimos? Claro que não. Porque a Pipoca é uma deusa na blogosfera. Ai de quem diga mal dela. Tudo bem que os referidos blogs tinham direito a defender-se. Se fosse eu, também me defendia. Mas uma coisa é defender, outra é atacar e criticar. Esses blogs caíram no grande erro e atacar e criticar que desceu ao mesmo nível que o da Isilda, inicialmente. Perderam a razão toda.

Se ela fosse anónima (a Isilda), isso não teria acontecido. Se ela fosse anónima, os autores dos blogs-elite teriam apenas feito todos um post no seu blog a criticar os anónimos em geral. Mas era a Isilda, uma autora com um nome (independentemente de ser verdadeiro ou não), era um alvo a abater, estava a expressar uma opinião negativa acerca da blogosfera cor-de-rosa. Diria até que funciona como uma espécie de censura. Talvez seja radical dizer isto e utilizar essa expressão, mas no fundo, lá bem no fundo, há claramente uma censura implícita. implícito porque não está escrito em lado nenhum que eu vou ser fisicamente punida por achar e dizer que o Pipoco Mais Salgado tem a mania que tem piada mas no fundo não tem nenhuma, mas porque se ele descobrir que eu escrevi isto é capaz de se iniciar um movimento blogoesférico da elite do género "ah, quem é ela, aquela miudinha a criticar os grandes blogs como pipocos e pipocas e kitty's fanes e afins" e chovem comentários a dizer que eu não tenho mais nada que fazer da vida e que só tenho inveja (tão cliché!!!!). nem tenho nada contra eles por aí além, só esse aspecto.

No fundo, ser anónimo é, muitas vezes, a única forma que as pessoas encontram de poder criticar e darem a sua opinião sem serem julgados e sem o seu nome (verdadeiro ou não) ser posto em causa. 

A blogosfera não é assim tão inocente, não é um espaço cibernético onde podemos expor as nossas opiniões gozando da tão aclamada liberdade de expressão. isso é bullshit. é uma falácia.

Muaah @

e por falar em aclamada liberdade de expressão, acreditam que algumas pessoas querem "acertar contas" comigo por eu ter escrito aquilo? a sério? REALLY?! depois de me terem feito a acusação que fizeram (e eu defendi-me, nem sequer foi caso de comer e calar e ir falar para o blog, porque antes de ir falar para o blog EU DEFENDI-ME, com classe e educação, que é o mais importante), querem que eu fique calada? querem acertar contas comigo? não tenho que acertar contas com ninguém por escrever o que escrevo. ela não é minha mãe e a outra não é minha irmã, a meu entender e até agora só me souberam foder a vida e tentar destruir a minha relação com o Bruno, não estou bem a ver onde é que eu tenho que dar satisfações a alguém. dou-as aos meus pais e é porque são meus pais.

9 comentários:

Ricardo disse...

cingindo-me ao assunto inicial do post, eu já apanhei uma vez desses ataque no blog da querida lady Oh My Dog, porque lhe disse qqr coisa que ia completamente contra o que ela estava a dizer.
continuo a dizer que essa "divindade blogosférica tem muita parra ee pouca uva mas pronto, choveram comments a atacar e a dizer que eu n tinha mais q fazer xD.
muitos desses blogs são ocos, mas como s´~ao muito antigos tem já muita gente q conehce... nem vejo o grande problema aí. enfim...

E uma coisinha. não me batas, mas é bullshit. bull sheet é "ficha de toiro" e acho que não é bem essa a ideia XD. não me batas. *foge*

' Claudjinha disse...

Ricardo --> é na boa, não me importo que me corrijam, já corrigi o erro ;)

Cris disse...

Eu tive uma anónima chata por causa de um comentário sobre esses blog's. -.-'
É que não há paciência! Cai-nos logo alguém em cima.
E tal como a elite de Portugal, a elite da blogosfera... Coitadinha! :|

hernameishistory disse...

Grande post e muito bem ^^ *

Anónimo disse...

bull-sheet?! HAHAHAHAHAHAHHAAAAAAAAAAAAAAAAAA este blog está cada vez mais cómico!

Botas disse...

Para mim é inveja, nada mais nem nada menos.

<3

Botas disse...

Ps:e tbm é um pouco de medo.

<3

Olhos Dourados disse...

Eu percebo as duas partes. Por um lado, acho que não é bom uma pessoa mascarar-se de anónimo e ir falar mal só por falar. Epá, se uma pessoa não gosta do blog de outra, não vai lá e pronto! Para quªe darem-se ao trabalho de ir lá ler sempre e ainda por cima tratar mal as pessoas. Eu sou contra isso.

Por outro lado também percebo a outra parte. Se uma pessoa diz que não gosta de um blog, não há necessidade de ser crucificada. Não tratou mal ninguém, pois não? Foi só uma opinião, não foi? Então pronto!

De maneiras que eu acho que há duas coisas diferentes: uma é tratar mal e dizer mal só porque sim, outra é expressar uma opinião simples e fundamentada.

Anónimo disse...

Post 5 estrelas!!! Parabéns!! Não tenho blog logo só posso comentar como anónima mas isso remete-me quando há tempos escrevi no blog da pipoca (quando ainda aceitava comentários anónimos) que achava uma piroseira descomunal ter num casamento 7 madrinhas e todo aquele pipipi só para inglês ver. Falta de humildade irrita-me, posso? Expressei uma opinião. É claro que o comentário foi rejeitado. No entanto fiz exactamente o mesmo comentário noutro blog onde falavam dela e aí sim fui insultada e rotulada de invejosa (invejar pessoas que não se conhece de lado é dose!)
Podem dizer: "quem não gosta não lê". Mas então se o blog é público só tem que aceitar as várias opiniões, certo? Para isso escrevia num diário ou colocava o blog privado. Além do mais quase todos os blogs vão dar a esses blogs da elite, ou seja, lixo blogosférico. Já não há paciência!

Quanto ao resto, se querem acertar contas só por aquele post é porque são pessoas pequenas e pobres de espírito.