21 de maio de 2009

'



(e esta música vem para aqui simplesmente porque eu A.D.O.R.O. e porque mal posso esperar por aprender a coreografia na dança)

yupy ! sem net em casa. que lindo... aqui a viciada na net está a ressacar completamente. é hoje 5ª feira, são 18h e eu enfiada na faculdade porque não tenho net em casa, e porque desde 2ª à noite que não toquei num computador com net. porque não tenho net em casa. quer dizer, eu nem tenho 'uma casa'. tenho logo três. e por isso ando sempre a saltitar de uma para outra. esta semana tive de ir passar uns dias a casa da minha avó porque foram fazer umas pequenas obras em casa do meu pai. e nos 3 primeiros dias, a net ainda funcionava (apesar de já termos cortado quando eu saí de lá (porque vivia lá), em Janeiro), e eu a pensar que eles se tinham 'esquecido' de desligar a net e afinal não esqueceram nada. era apenas um crédito porque não utilizei todo o tráfego que tinha pago. o crédito acabou, e eu nem sabia !! nem me pude preparar.. 3ª feira à noite ao tentar conectar-me, esquece lá isso, nem reiniciar o pc 50 vezes nem ligar e desligar cabos funcionava... snif snif xD

anyway. o que eram só para ser 'dois ou três dias' em Lisboa acabou por se arrastar porque eu ADORO ESTAR EM LISBOA. eu até pedi ao meu pai 'deixa-me ficar aqui até ao fim-de-semana, está a dar-me um jeito que nem imaginas'. porque poder sair de casa às horas que eu quiser, e poder ir para casa às horas que eu quiser, e poder ir onde eu quiser (este mês tive de fazer um esforço para comprar o passe e agora tenho 20 centimos na conta bancária, mas vale a pena) é algo que temos todos os dias e não damos valor. mas quando se vai viver para o fim do mundo e é preciso o cabo dos trabalhos para chegar a Lisboa de transportes, e para evitar isso tem de se aproveitar a boleia do pai quando este vai trabalhar de manhã e aproveitar a boleia para casa quando ele sai do trabalho - que foi o que me aconteceu - ter o dia todo por minha conta sabe-me pela vida. MESMO SEM NET EM CASA, é uma LIBERDADE de movimentos inimaginável. alguma vez eu podia chegar a casa do meu pai à noite, às 22h? parecendo que não, ter aquele horário fixo das 10h às 18h e ter de organizar tudo à volta disso... baah. sucks.

há sempre aqueles momentos em que começo a pensar 'porque é que eu saí de casa da minha avó?'. bom, primeiro, porque não sabia que ir viver com o meu pai me ía cortar TANTO a liberdade. e, depois... bom, há certas coisas que a minha avó ainda faz e diz que me relembram as razões porque saí de lá. aguenta, Cláudia, aguenta!!

e aqui estou eu... sem net em casa, mas mesmo sem net, sabe tão bem, tão bem, tão beeeeem, acordar às 11h30 porque só tenho aulas às 13h (e não ter de acordar às 9h para apanhar boleia). sabe tão beeeeem ter o dia todo por minha conta, não 'ter que estar despachada às 18h' para apanhar boleia para casa. sabe tão bem! felizmente que, depois desta semana, só tenho mais uma semana 'de aulas'. nem são aulas a sério. eu já só vou às aulas de duas cadeiras. e dessas cadeiras tenho muito poucas aulas para a semana, é a ultima semana. claro que o meu querido pai não sabe - nem pode sonhar - com isto (que eu só estou a fazer duas cadeiras), por isso lá vai ter a Cláudia de vir para Lisboa todos os dias às 10h e ter de ir para casa às 18h, tipo 'recolher obrigatório'. mas, também, sei que se ficar mais de uma semana em casa da minha avó, que dou um bocado em doida. 4 dias ainda se aguentam. 10 já não, believe me.

(é que além de me controlar em casa - e eu detesto que me controlem - também me controla fora dela. por exemplo, na 4ª feira perguntou-me 300 mil vezes porque é que eu ía 'assim vestida' para 'a escola'. eu estava com roupa de praia, porque ía efectivamente à praia (mas se ela soubesse disso, o meu pai ficaria a saber, por isso, só disse 'está calor'). depois, 'obrigou-me' a sair de casa com ela; eu apanhei um autocarro diferente do dela e, NÃO SEI COMO, quando ía a sair no Cais do Sodré (para apanhar o barco para a outra margem), ela aparece-me à frente: 'então? porque paraste aqui?', e eu 'vou apanhar o metro, estou atrasada'. xiçaaaa, que chata !! já nem na rua se pode ir para onde se quer... xD (nesse dia fomos - ele e eu, eu e eleeee - à praia, estava ÓPTIMA. perfeita, perfeita!).

bem e esta conversa da treta toda é só mesmo para dizer que não tenho vindo aqui nem visto outros blogs por plena inacessibilidade à net. Domingo à noite já espero estar em casa (do meu pai - e digo 'do meu pai' porque eu não posso dizer 'em casa'. tenho três 'em casas'), por mais que não seja para ver a minha tão venerada série EQUADOR. por enquanto, cá me vou entretendo, não tenho net em casa, por isso chego o mais tarde possível. é que não tenho acesso à televisão também, a minha avó monopoliza o comando das 21h às 00:15, que é o tempo que dá as novelas da TVI, e eu detesto aquilo. sendo assim, não há nada, literalmente nada, para fazer em casa. hoje à noite vai haver um jantar de curso, mas não sei ainda se vou porque não tenho dinheiro, para variarrrr (ainda não sei se vou e já são quase 19h, mas isto de estar em Lisboa... se me apetecer ir, posso ir a qualquer hora!); e no Sábado, um dos meus melhores amigos faz anos e vai fazer um jantar e a esse eu vou mesmo, apesar de ter que jantar em casa antes, mas mais uma razão para ficar por Lisboa pelo menos até Sábado, porque dá tanto, mas tanto jeito. ter aulas de dança duas vezes por semana quase à noite e um namorado maravilhoso, ajudam em muito a passar o tempo. de resto...

volto Domingo, see ya, Muaah @

*Momento no fim da apresentação oral do trabalho final de Marketing (em que tínhamos de criar um produto inovador e ainda não existente no mercado)*

Prof - 'então e que política de preço aplicaram no vosso produto? política de desnatação ou penetração?'

(...após longo silêncio...)

Eu - 'penetração'

Eu disse isto naturalmente mas toda a gente se começou a rir. só depois é que eu pensei melhor no que tinha dito e talvez até como o tinha dito. (eu não tenho uma mente preversa! quando o disse, estava a pensar apenas e só na política de preço que tínhamos aplicado ao nosso produto). 'porque é que se riram todos?', 'pelo tom com que tu disseste'. WTF? :P

10 comentários:

B! disse...

Não há nada melhor do que a liberdade de movimentos! É tão bom poder andar independente das outras pessoas e poder chegar a casa às nossas próprias horas! Infelizmente agora ando meio dependente por causa do joelho e já sinto saudades dos meus passeios...

Aproveita bem esses dias!

beijinhos

Olhos Dourados disse...

Então e a tua mãe onde vive? Não podes viver com ela?

Albuquerque disse...

Tudo se resolve a seu tempo Amor :)

em relação ao "namorado maravilhoso", tu tornas tudo mais simples para que assim seja :D
Sou simplesmente eu e tudo o que te faço, é merecido! ;)

Amo-te!! <3

ajoanita disse...

Há que aguentar... Mas não era melhor dizeres ao teu pai que só estás a fazer duas cadeiras?

CG disse...

Eu compreendo-te, é mesmo muito chato.
Mas não te podes deixar desanimar!
Por enquanto tem de ser assim, mas um dia terás toda a tua liberdade e o teu cantinho =)
Big Kisses

Doctor Who disse...

Vá la Cláudia, é só uns dias, além disso, a net não é assim tão fundamental, quando se tem outras coisas! ;)
Essa da penetração, deve ter sido demais!LOLOL :P

Beijinhos C'

Doctor Who disse...

PS: Sabes, isso de fazeres só duas cadeiras :S...eu espero que não mas, isso ainda vai trazer problemas...prepara terreno!!!

angel disse...

De facto estar em Lisboa é do melhor, mas acredita que ter de apanhar transportes para aqui e para ali, levar com gente mal disposta neles etc's não é muito agradável...e por vezes sabe tão bem sair da confusão de Lisboa!=)
Quanto à política de preço...pelo menos acertaste!Acredita quando te digo, que muita gente que fez o terminou o mesmo curso que eu (Marketing, Relações Públicas e Publicidade) não te saberia responder a essa questão!

Beijo

'C. disse...

Dr Who, caí de pára-quedas no curso onde estou, não quero, nunca quis, nunca foi opção, nem sabia que existia. vou mudar de curso, detesto este ;) só estou a fazer uma cadeira que me dá equivalencia para onde vou mudar (psicologia), e outra por mero gosto (marketing). POR FAVOR, não me digas o que TODA A GENTE DIZ: psicologia??!!!!! vais pro desemprego!!!! estou farta desse tipo de conversa ;)

Beijinho

'C. disse...

Angel:

acredita, eu GOSTO da confusão. desde que nasci que vivo em Lisboa. cidade, cidade, cidade. qualquer coisa mais sossegada, faz-me impressão ! ;) mesmo os transportes cheios de gente... prefiro tanto isso a ter um horário estipulado por alguém ! quero aproveitar a minha liberdade enquanto for estudante, pois é a melhor vida! ;)

Beijinho