16 de fevereiro de 2011

' Um dia ainda havemos de ter um pomar inteiro.


No fim de cada ano eu releio sempre as minhas agendas desse ano. (tenho muito a mania das agendas, e das listinhas, e das listinhas a relembrar que tenho uma listinha, faço tudo o que escrevo e escrevo tudo o que faço, é uma espécie de diário, com um compartimento especial para os talõezinhos sem importância daquele dia muito importante, e um código de cores para cada coisa: cor-de-rosa para coisas sociais; verde para coisas pessoais (como médicos, quando comprar a pílula, quando iniciar a pílula, etc.), vermelho para obrigações, cor-de-laranja para coisas da faculdade, amarelo (marcador) para o trabalho, etc. etc.).

Estive o tempo todo a sorrir quando, no dia 31, peguei na minha agenda de 2010 e a revi toda. Nem os maus momentos (devidamente acompanhados de um ":(" ) me fizeram ficar mais triste.

O que quase me levou às lágrimas de emoção foi algo que o Bruno fez durante todo o ano e eu nunca tinha reparado: todos os dias 16 (dia do nosso aniversário) ele fez um desenho ao lado de "X MESES COM BRUNO :)". No primeiro mês, uma semente debaixo da terra; no quarto mês, a semente a tornar-se numa planta; no 6ª mês, período de chuvas, com direito a uma nuvenzinha e tudo; no 8º mês, um sol resplandecente; no fim de tudo, a semente, que tinha crescido para uma planta, era agora uma árvore.

Eu NUNCA ao longo de todo o ano tinha reparado naquilo. Eu reconheci o desenho dele, porque ele tem uma forma muito particular de desenhar (e desenha BEM, MUITO BEM), ele confessou-me que todos os dias 16 sempre que apanhava a minha agenda "a jeitos", sem eu perceber, deixava lá a marquinha. O engraçado é que ele fazia isso porque sim, não fazia questão de me mostrar, de me dizer "olha o que fiz", ele simplesmente foi fazendo, ficou 1 ano à espera que eu descobrisse sozinha, correndo o risco até que eu nunca viesse a descobrir.

Achei lindo de uma forma simples, achei poético, achei inteligente, achei genial, mas sobretudo achei criativo, achei tudo de bom, uma das melhores coisas que já me deram numa relação e que nunca vou esquecer.

O que eu lhe posso dizer, agora, é: acredita, uma árvore vai se transformar em duas, duas árvores em três, três em quatro, até termos um pomar inteiro.

Ainda me perguntam porque é que eu o AMO?! Eu pergunto, como é que eu não hei-de amá-lo. Pode ter muitos defeitos (e tem-nos), mas depois faz estas pequenas coisas... :) aquilo do trabalho irrita-me profundamente porque detesto pessoas preguiçosas e sem ambição, mas por enquanto, enquanto isso não me afecta em termos reais, prefiro aproveitar o namorado fantástico que tenho, que me recebe em casa quando chego cansada de trabalho&escola com um jantar e um chá, e me descalça e me põe as pantufas, e me empresta o portátil porque o meu foi para arranjar, e que neste preciso momento me está a preparar outro jantar. Não podia pedir mais nada [e eu espanco-o durante a noite, lol].

(hoje fazemos) 1 ANO & 1 MÊS.

4 comentários:

ana disse...

Que lindo (':
Sigo!

Mi disse...

Lindo, de facto.
kiss

Menina disse...

Uma forma simples mas muito bonita de marcar uma data especial =')

Botas disse...

Um pomar desses contigo é tudo o que eu quero.=)

<3